quarta-feira, 7 de fevereiro de 2007

Yes, somos todas vacas!!!

OI, eu sou a vaca gaúcha – DM - uma das vacas citadas pela "vaca" AP. Por favor a referência "vaca", nada tem a ver com os precedentes rurais de meu Estado ...Eu já explico ... Pois bem também vou me apresentar como fez AP., Eu sou advogada, autônoma, meu estado civil atual ainda não se encontra devidamente catalogado no Direito Civil Pátrio, em que pese evoluções, pois sou separada judicialmente, e mantenho uma relação estável com "companheiro" "convivente", "partícipe", sei lá – Direito de Família, definitivamente não é a minha praia - há mais de 08(oito anos) união esta a qual resultou em um maravilhoso e também inteligentíssimo "guri", que na presente data possui sete anos (sim, também sou uma vaca da sub-espécie coruja), união está que permanece estável, ainda que constantemente rondada por inúmeras instabilidades, como acontece com a maioria das "vacas" ...Mais tarde eu explico ....
Ah,sou gaúcha, mas atualmente resido em São Paulo ...
Pois bem, com referido pela vaca AP, a idéia do presente "Blog" surgiu de forma simplista e singela, da reunião semanal de três amigas que se viram "unidas e reunidas", por força de afinidades casuais ou não, experiências cotidianas e culturais aparentes, que as conduziram a um estudo psicológico e filosófico das singulares nuances do "psique feminino", diante dos revezes desta salutar e sofrida experiência que consiste em viver e conviver de forma pacífica com o "sexo oposto" em meio há tantas diferenças, como vivenciar a maternidade na plenitude, exercer uma atividade profissional digna, e se manter moderna e atual dentro dos parâmetros de modernidade impostos pela sociedade contemporânea.
Assim, em meio a despretensiosos papos de BAR, regados a muitas caipirinhas e chopes, NOS REDESCOBRIMOS , não só como fêmeas da espécie, fadadas à guarda e manutenção da prole, e conseqüente manutenção da espécie, mas também como seres "pensantes, autocríticos e reflexivos", que buscam a exemplo dos machos, incessantemente à realização pessoal em todos os seus níveis, assim entendida aquela realização advinda da conjugação do que venha a ser espiritual, material e sexual ...
E NOS REDESCOBRIMOS TAMBÉM COMO "VACAS" em seu sentido metafórico é claro - Mas o porquê de nos intitularmos "VACAS", um bicho tão pacato e tranqüilo, provedor e fornecedor de leite e carne, sublime e sagrado e elevado a condição de "Deus" em países de cultura religiosa exacerbada como na Ìndia !!!!
Pois, bem dêem uma olhada no que eu achei no dicionário para explicar o sentido metafórico do bicho VACA, que em muito se assemelha à definição da vaca da AP., que achei ótima, por sinal - algo no meio da "cobra e da cachorra", isto para adjetivar as vacas más, sobre as quais discorreremos no meio do "blog", certamente ....
"VACA": 1. -Substantivo feminino correspondente à fêmea do boi; Voz: berra, muge;2. pessoa ou coisa de que se tira proveito continuamente; 3 – parada no jogo, feita por dois ou mais parceiros e jogada só por um deles; 4. Popular: "Mulher devassa"; 5. Gíria: "Mulher, tipo subornável ..."; ( essa última foi pra matar, hem ???)
Assim queridas leitoras, diante desse metafórico panorama "bovino", quem se atreve a dizer, que alguma vez na vida, não agiu como uma verdadeira "vaca" ???
Mas existem as "boas vacas", nós é claro, aliás somos "WACAS", com direito a "Cow Parade", que foi um sucesso, hem ??? Porque não inventamos esse "blog" na época ?
Bom, por certo o "blog", há de continuar ..... Adorei a idéia...

DM

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



 

 

Um olhar feminino sobre o universo... digamos, bovino. Mulheres falando da vida e de outras mulheres.
Mulheres explicando às outras que, querendo ou não, somos todas umas vacas!




A calma alma má
A cor da letra
Adão Braga - Corpo, alma e espírito
Adão Braga - Conectado
Aletômetro
All Racing
Apoio Fraterno
Ansiosa e prematura
Avassaladora
Banana com peperoncino
Bomba MH
By Oscar Luiz
Coisas e tralhas - Mutumutum
Colóquio
Concerto em Dó Menor
Conversas furtadas
Eu sei, mas Esqueci
Eu sou garota?
Fábio Centenaro
Geek Chic
Gothicbox
Hipermoderna
Immortal lust
Instant Karma
Isso é Bossa Nova!
Irmãos Brain
Jornal da Lua
Juarez, o cabrito montês
Limão Expresso
Luz de Luma, yes party!
Jogando Conversa fora
Mas, bah!
Mais atitudes
Matérias repugnantes de um brejo
Melica
Memórias póstumas de um puto prestimoso
Meu cantinho
MOrsa sem pelo
Mulher é tudo bandida
Mulher Remédio
Neuróticos modernos - Filosofia mequetrefe
O estranho mundo de Mila
Oncotô?
Os pensamentos de eu e ela
Paola, a estranha
Papo de buteco
Pensar enlouquece, pense nisso
Pererecas em chamas
Pérolas políticas
Remembrança
Saber é bom demais
Sem frescura
She's like the wind
Sinceros receios
Smile
Sobre sapos, pererecas e afins
Somos todos uns cachorros
Sou para-raio de doido
Uma mente nada brilhante
Van Filosofia
Vertente
Wolverine responde



Fevereiro 2007

Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Dezembro 2009
Março 2010





Powered by Blogger



eXTReMe Tracker