terça-feira, 2 de março de 2010

VACAS E FUTEBOL -PARTE II



CHAMOU-ME ESPECIAL ATENÇÃO, OS POST’S DA QUERÍDISSIMA VACA AP SOBRE O TEMA “FUTEBOL & VACAS” E SUCEDÂNEOS COMENTÁRIOS, QUE RESOLVI DESPROPOSITADAMENTE CONTINUAR ...

POIS BEM, SE BEM ME LEMBRO, NÃO FAZ MUITO TEMPO NÃO, NA HISTÓRIA DESSA CO-EXISTÊNCIA BOVINA NATURAL, QUE NÓS VACAS, SOBRE UM JOGO DE FUTEBOL, SEMPRE FOMOS TAXADAS “CARINHOSAMENTE” POR NOSSOS ILUSTRES COMPANHEIROS DE CURRAL ( LEIA-SE, BOIS) DE TOTAIS IGNORANTES !

POR CERTO HÃO DE EXISTIREM MEIAS-VERDADES EM TAL EXCLAMAÇÃO TIPICAMENTE MASCULINA, POIS AINDA HOJE, ACREDITO PIAMENTE PERMANECER UMA GRANDE INGÓGNITA PARA A MAIORIA DAS VACAS TORCEDORAS QUE CONHEÇO, O QUÊ VENHA A SER “NA REALIDADE” A TAL DA REGRA DO IMPEDIMENTO...

MAS, INDEPENDENTEMENTE DESSA REGRA UM TANTO QUANTO “TOLA” DO JOGO, AO QUE ME CONSTA A COMUNIDADE BOVINA FEMININA PARECE TER EVOLUÍDO BASTANTE AO LONGO DO TEMPO, DESPORTIVAMENTE FALANDO, E HOJE, NÓS VACAS ESTAMOS MAIS DO QUE AÍ, LIGADAS E ANTENADAS PARA O EVENTO FUTEBOL.

DE “PEITO”, ALMA E MENTE, MAIS DO QUE ABERTAS PARA O ESPORTE BRETÃO, HOJE LOTAMOS ESTÁDIOS EM PARCERIA COM OS BOIS, VESTIMOS COM ORGULHO A CAMISETA DO TIME (PARTE “FASHION” DA COISA TODA, VAQUISTICAMENTE FALANDO...) , CHORAMOS, MUGIMOS, SOFREMOS E EXALTAMOS COM LOUVOR AS DERROTAS E VITÓRIAS DE NOSSOS TIMES DO CORAÇÃO!!!!

NÃO BASTASSE TAMANHA EVOLUÇÃO BOVINA FEMININA DESPORTIVA, QUANDO O ASSUNTO É FUTEBOL, ESTAMOS HOJE A PRESENCIAR INDUBITAVELMENTE UMA TOTAL PREDISPOSIÇÃO DAS VACAS E SUAS ORELHAS, PARA TUDO QUE DIGA RESPEITO A UM BOM JOGO DE FUTEBOL, AINDA MAIS EM SE TRATANDO DE UM ANO DE COPA DO MUNDO !!!!

NESSA TOTAL REVOLUÇÃO DE COSTUMES, FUTEBOLISTICAMENTE FALANDO, - E JÁ NÃO ERA TARDE... – ESTAMOS TAMBÉM A ASSISTIR E A PRESENCIAR VACAS ( - QUASE TODAS “LOIRAS”, INFELIZMENTE...RS RS RS) DANDO PITECOS E OUSADOS PALPITES EM MESAS- REDONDAS PÓS- JOGOS, REDUTO AO QUE ME CONSTA , TIPICAMENTE MACULINO, ONDE SEQUER NÓS VACAS NÃO OUSAVAMOS PISAR A QUE TÍTULO FOSSE....

ALIÁS, SE BEM ME LEMBRO EM UM PASSADO NÃO MUITO REMOTO, NÃO NOS ERA PERMITIDO SEQUER QUANDO PERTO DE UM BOI TORCEDOR, ABIR A BOCA OU INTERROMPER A QUE TÍTULO FOSSE, EM UM DOMINGO QUALQUER, O “MILÉSIMO REPLAY” DE UM GOL OU DE UM PENÂLTI, QUIÇÁ DE UM LANCE TIDO COMO DUVIDOSO OU CONTROVERTIDO ...

EM TÃO IMPORTANTES OCASIÕES SE BEM ME LEMBRO, LIMITAVAMOS NÓS, AS VACAS, QUANDO MUITO A ALCANÇAR A CERVEJA AO BOI-DE-PLANTÃO, COM O CUIDADO E A DESTREZA EXÍGIVEIS, DE NÃO INTERROMPÊ-LOS, SÓ MESMO CASO DE VIDA OU MORTE BOVINAS. (LEIA-SE: NÃO PASSAR NA FRENTE DA TELEVISÃO), DIANTE DA TAMANHA DESOPILAÇÃO E CONCENTRAÇÃO BOVINA MASCULINA...

MAS HOJE EM DIA, TUDO MUDOU, GRAÇAS AOS CÉUS ! OU MELHOR, DIZENDO, A NÓS MESMAS ...

INEGÁVEL QUE TALVEZ ATÉ TENHAMOS TIDO UMA FORÇINHA, QUEM SABE, DA CONSAGRADA ESQUADRA “ZURRA” DA ITÁLIA, COM AQUELES BOIS DE TIRAR O FÔLEGO E A PARTIR DE ENTÃO, PASSAMOS A DESCOBRIR TODOS OS PRAZERES E OS DELÍRIOS “OCULTOS” INSERTOS EM UM BOM JOGO DE FUTEBOL E QUE O CONSAGRAM COMO UM GRANDE ESPETÁCULO !

BEM AO “FEITIO” DOS BOIS, HOJE NOS DEPARAMOS CONFERINDO TABELAS, PONTOS, CONTRATAÇÕES, NÃO SENDO MAIS INCOMUM, TODOS BEM SABEM, NOS DEPARARMOS ESTUPEFATOS COM VACAS, EM PLENO ESTÁDIO, NA TORCIDA POR SEUS TIMES, XINGANDO JUÍZES E “BANDEIRINHAS” COM OS MAIS INOMINADOS PALAVRÕES, TIRANDO “SARRO” DOS ADVERSÁRIOS DE PLANTÃO ... E POR AÍ VAI...

SÓ NÃO ASSISTI AINDA, VACAS LITERALMENTE SE MATAREM PELO TIME DO “CORAÇÃO”, OU MESMO PROMOVEREM ARRUAÇAS EM BANDO, ASSASSINANDO BOVINOS DA TORCIDA ADVERSÁRIA, A PLENA LUZ DO DIA, COMO HABITUALMENTE AGORA ESTÃO A FAZER OS BOIS INTEGRANTES DESSAS TORCIDAS DE BOVINOS VÂNDALOS, TIDAS COMO “ORGANIZADAS” ...

COM CERTEZA, SE O ESPORTE BRETÃO EM SUA ESSÊNCIA TIVESSE SIDO INVENTADO POR NÓS VACAS.... AS COISAS NÃO SE DESENROLARIAM DE FORMA TÃO VIOLENTA E DESPREZÍVEL. QUANTO MUITO, TALVEZ SE TIVESSEM NOTÍCIAS DE ALGUNS PUXÕES DE CABELOS, ARRANHÕES E AFINS ENTRE VACAS MAIS DESVAIRADAS E DESTEMPERADAS, MAS COM CERTEZA NADA ASSIM DE MAIOR GRAVIDADE ...

MAS UMA COISA É MAIS DO QUE CERTA: A INCURSÃO DO FUTEBOL NO UNIVERSO BOVINO EEMININO MUDOU CERTAMENTE O PADRÃO HABITUAL DE COMPORTAMENTO DAS VACAS! ISSO É MAIS DO QUE UM FATO, E CERTAMENTE, VEM CAUSADANDO ALGUNS DISSABORES E ESTREMECIMENTOS NO CURSO DAS RELAÇÕES BOVINAS COTIDIANAS, FACE AO TOTAL DESPREPARO BOVINO MASCULINO PARA ESSA "NOVA" QUESTÃO.


POIS DIA DESSES, EU PRÓPRIA PROTAGONIZEI PESSOALMENTE UMA SITUAÇÃO DE TOTAL SUPRESA E DESPREPARO BOVINO MASCULINO DIANTE DESSA NOSSA “NOVA PAIXÃO” : O FUTEBOL, É CLARO !

POIS É ... POR ESSAS FELICIDADES DA VIDA, MEU TIME DO CORAÇÃO ESTÁ DISPUTANDO A TÃO ACIRRADA COPA LIBERTADORES DA AMÉRICA. O TIME DO BOI DE PLANTÃO, MOMENTANEAMENTE ESTÁ FORA DO CAMPEONATO EM QUESTÃO : “SO SORRY” FAZER O QUÊ...

TORCEMOS ANIMADA E AMIGAVELMENTE POR TIMES DISTINTOS, ATÉ POR QUE SOMOS NATURAIS DE ESTADOS DIFERENTES, ALGO ASSIM, SEM MUITA RIVALIDADE...

NECESSÁRIO (PARÊNTESES): ALIÁS, FRANCAMENTE, ACHO QUE JAMAIS PODERIA ME RELACIONAR BOVINAMENTE FALANDO, COM UM BOI QUE FOSSE TORCEDOR FANÁTICO DE TIMES QUE RIVALIZAM DE FORMA OSTENSIVA COM O MEU, DO TIPO “TRICOLORES”... (ODEIO TODOS... EXCEÇÃO FEITA TALVEZ AO FLU DA BOVINA AP...)

MAS ENFIM, NO DIA DA ESTRÉIA DO JOGO DO MEU TIME NO CAMPEONATO EM QUESTÃO, ME ORGANIZEI DE FORMA TAL, A PODER ASSISTIR AO TAL JOGO NA TOTAL TRANQUILIDADE DO CURRAL, COMO O FAZEM OS BOIS. COMO PROCURSO SER CLÁSSICA NA COISA, PROVIDENCEI DE ANTEMÃO INCLUSIVE UMAS CERVEJINHAS E UNS SALGADINHOS, PARA AQUELA SAGRADA DESOPILAÇÃO BOVINA, DE 90 MINUTOS ...

ENTÃO, O BOI AO MEU LADO, COMO NÃO SE TRATAVA DE UM JOGO DO SEU PRÓPRIO TIME, NO MEIO DO JOGO, COMEÇOU A DAR PINTAS DE QUE QUERIA, NA DATA, HORA E LOCAL SIMPLESMENTE “NAMORAR...”

VEJAM BEM: O BOI QUERIA NAMORAR JUSTO NA HORA DO MEU JOGO ! (ALGO ASSIM TIDO COMO “INTOLERÁVEL” EM SE TRATANDO DE UM JOGO DA LIBERTADORES DA AMÉRICA – PENSEI... PROCURANDO SERENAMENTE NÃO EXTERNAR NENHUMA IRRITAÇÃO DE VACA MOMENTÂNEA...

OBREI MOMENTANEAMENTE POR ME CONTROLAR, CLAMANDO INTRISICAMENTE POR AQUELA PACIÊNCIA BOVINA FEMININA... AQUELA PACIÊNCIA SABEM, QUE CERTAMENTEE OS BOIS NÃO TERIAM PARA ESSE TIPO DE CIRCUNSTÂNCIA ESPECÍFICA... (POR FAVOR, ME CORRIJAM SE ESTIVER ERRADA....)

ASSIM, NÃO QUERENDO PARECER INDELICADA, ATÉ PORQUE GOSTO E APRECIO MUIIIIIIITO ESSE BOI, INICIALMENTE, PROCUREI ME MANTER RECEPTIVA AS ADORÁVEIS MANIFESTAÇÕES DE AFETO E AOS AFAGOS DO BOI, NÃO PODENDO NO ENTANTO DISFARÇAR DE QUALQUER FORMA, UMA CERTA IMPACIÊNCIA E APREENSÃO COM A COISA TODA, JÁ QUE NO DESENROLAR DOS FATOS E DO JOGO) MANTINHA MINHA ATENÇÃO E MEUS BONS DOIS OLHOS DE VACA FICCIONADOS NO JOGO ! E BOI ALI, INSISTINDO NOS SEUS OBJETIVOS .... - FAZER O QUÊ, EM UMA HORA DESSAS ????.

POIS BEM, EM MEIO AOS MALSSINADOS AMASSOS BOVINOS E AO CONCOMITANTE JOGO, COMO ERA DE SE ESPERAR, O TIME DO CORAÇÃO FAZ UM GOLAAAAAÇO, E A REAÇÃO MAIS DO QUE PREVISÍVEL PÓS-GOL DE QUALQUER SER BOVINO TORCEDOR, INDEPENDENTE DE COR, RAÇA, SEXO OU RELIGIÃO, É PARAR COM TUDO, DAR UM PULO EM CIMA DA CAMA E GRITAR SONORA E EFUSIVAMENTE: GOOOOOOOOOLLLLLLLLLLLL! – POIS, É COMIGO NÃO FOI DIFERENTE NÃO....

E ENTÃO, O BOI AO MEU LADO DE FORMA PATÉTICA, INCRÉDULA E POR QUE NÃO DIZER, UM TANTO QUANTO “FURIOSA”, EXALANDO INDIGINAÇÃO, ASSIM ESBRAVEJOU: - PÔRRA, VOCÊ TÁ PARECENDO HOMEM !

FELIZ DA VIDA PELO JOGO E AO MESMO TEMPO CHATEADA PELO BOI, VAQUISTICAMENTE ME LIMITEI A RESPONDER COM TODAS AS LETRAS, EM REPÚDIO A ATITUTE OFENSIVA: - É MESSSMOOOOO ? QUE PENA, MAS QUE PENA MESMO, QUE O PALMEIRAS TÁ FORA DA LIBERTADORES....

NÃO É PRECISO REFERIR, QUE MOMENTANEAMENTE “O TEMPO LITERALMENTE FECHOU” PARA ESSA DESAVENTURADA PARELHA DE BOIS..., O QUE ME LEVA A CRER, QUE: SEM SOMBRA DE DÚVIDA O FUTEBOL DEFINITIVAMENTE ESTÁ MUDANDO AS RELAÇÕES BOVINAS COTIDIANAS !


terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Matei as saudades!

Estava com tanta saudade de blogar que foram quatro - com esse, cinco - posts de uma vez...

Esse último é para dizer que estou mais vaca do que nunca... Afinal, amamento um bezerro cuja fome parece não ter fim... Não é de estranhar que algumas de minhas calças jeans de antes da gravidez já fechem... Após apenas quatro meses. Obrigada, filhotinho! rs

Além disso, a maternidade parece que aguça nossa intuição, nos deixa mais espertas, com olhos de ver e ouvidos de ouvir...

Então, sempre que houver tempo, entre uma mamada e outra, volto aqui para contar mais historinhas de vaquinhas...

Mulher e futebol...

Quem me conhece sabe que adoro futebol. Sou tricolor de coração, o Fluminense está no meu sangue. Sofro, vibro, choro de alegria e de tristeza... Enfim...

Meu marido, um fofo, trocou de time por mim... Agora é tão apaixonado pelo Flu quanto eu. Ontem ele me levou a um treino, já que, com um bezerro tão novinho, não posso ir aos jogos, nessa fase tão decisiva...

Tudo isso pra contar que ontem me toquei que há uma quantidade enorme de candidatas a marias-chuteira que comparece a um treino... Há toda sorte delas: a mais vamp, a com pinta de vagaba, a loirona vistosa, a mais humilde que deseja melhorar de vida...

Uma em particular nos chamou a atenção, pois gritava e chorava - sim, chorava - cada vez que certo jogador olhava pra ela. Berrava pra quem quisesse ouvir que havia tatuado o nome dele numa parte íntima que só mostraria para ele. Até aí, normal, afinal, fã é fã, nada disso a qualificava como maria-chuteira, né? No máximo eu a chamaria de histérica. O problema é que a todo momento ela fazia o filho, um bezerrinho esperto que aparentava ter uns cinco anos, repetir em alto e bom som que ele considerava o tal jogador um verdadeiro pai e que ele queria que o craque casasse com sua mãe...

Na boa, considerar como pai um cara, só por causa de sua habilidade para fazer gols? Querer que ele case com sua mãe? Bom, meu filho mesmo já me quis que eu casasse com o goleiro do meu time, mas nunca o considerou um pai, pô.

Tem dó, espero estar errada, mas isso tem toda a pinta de ser patrocinado, sugerido, ainda que de leve, pela mãe. Não considero crime ser maria-chuteira, contanto que o jogador não seja casado. Se ele, o jogador, cai no truque mais velho do mundo, o da camisinha furada, problema dele. Se ela, a maria-chuteira, acha que um filho e uma pensão são a solução de sua vida, problema dela. Mas, pera lá, usar uma criança pra isso é... Fim de carreira.

Não sou feminista. Muito pelo contrário. Nem estou aqui pra julgar ninguém, afinal, como vaca e humana, tenho telhado de vidro. Mas estou certa de que há limites pra tudo.

Comentando um caso com um amigo, recebi a resposta de que por essas e por outras atitudes e que os homens valorizam cada vez menos as mulheres... e eu tenho que ouvir isso calada... No fundo, ele está certo.

Está na hora de nós vacas nos darmos mais valor.

Ele não está apaixonado por você...

Nossa, depois de tantos meses sem postar, estou transbordando de posts... Somebody stop me, hehehehe!

Agora me digam... Como é que ainda tem vaca que acredita em homens que vêm com aquele papinho de "meu casamento vai mal, eu ainda estou nessa por causa dos meu filhos..." ou "não posso acabar o namoro porque tenho medo da reação dela", ou pior "ela é tão frágil, não a amo, mas me sinto responsável por ela..."?

Meu bem, esse recadinho é pra você que já está prestes nessa... É mentira. Palavra de quem já caiu... Mais de uma vez... Quase sempre esse papo vem de um ex seu. E quase com certeza o casamento/namoro/rolo/whatever do cara vai muito bem, obrigada... Muito provavelmente o cara só quer que você fique com esperanças de tê-lo, ou que peninha dele. Daí rola um valeapenaverdenovo. Sexo, que pra ele é casual e... Mais nada... Outras vezes o cara tá só de papo, querendo testar a quantas anda sua popularidade e nem leva nada adiante. Quem avisa, amiga é.

Qualquer que seja o caso, vaca, dificilmente um cara que manda um papo desse vai terminar um relacionamento sério pra ficar com você... Isso pode acontecer, eu ouvi falar... Mas honestamente, acho que é lenda urbana, hahahaha!

Vou lhes contar uma coisa... As coisas que a gente vê por aí...

Coisa feia... O velho truque do e-mail anônimo...

Há poucos dias atrás fiquei sabendo de uma história de uma vaca que, com dor de cotovelo por causa de um ex, mandou pra mulher dele um e-mailzinho babaca... Como se fosse uma amiga desconhecida, encaminhando uma mensagem de uma suposta amante pro marido... Gente, esse é um truquezinho muito batido e baixo... Depois dizem por aí que só homem é palhaço... O que dizer de uma atitude dessas? É, no mínimo, uma palhaçada...

Mas não deu certo, a vaca(que a propósito é uma grande amiga minha) que recebeu "a denúncia" não acreditou e o casamento continua de pé... Ao que eu soube, firme e forte. Engraçado, o marido ainda ficou achando que era truque da mulher, para testá-lo, hahahaha!

Que atire a primeira pedra no telhado do curral a vaca que nunca mentiu pra tentar manter um relacionamento. Eu já, muito, e nem me orgulho disso, afinal, não valia a pena...

Mas quando a mentira é para destruir um relacionamento, que não é o seu, pra tentar manter um homem que não é o seu... Sei não, acho baixeza demais... Desespero, sabe? Me dá pena da pobre vaca que precisa apelar pra esse tipo de subterfúgio... Enfim, nem toda vaca pode ser segura de si... Fazer o quê, né?

Bom, só nos resta esperar que essa pobre alma e todas as almas bovinas que não têm vida nem amor próprios partam de encontro à luz e que arrumem um tanque cheio de roupas pra lavar, que dá mais certo...

Confesso que sou normal...

Confesso que sou apenas uma vaca normal, não uma super vaca... Eu simplesmente não consigo ser mãe de dois bezerros, um com quatro meses e outro com oito anos, e dar conta de todo o resto de minhas funções... A filha, a funcionária, a irmã, a amiga e a blogueira saem perdendo...

Bom, como vaca escaldada que sou, continuo sendo uma esposa presente, cheirosa, carinhosa... Quase a mesma de antes de engravidar... Nesses tempos de falta de homens, queridas vacas, é a coisa certa a se fazer. Emagrecer, saber dividir o tempo de mãe e o tempo de mulher, engolir a insegurança e investir em amor-próprio e segurança. Há vacas desesperadas no mercado, loucas pra ter um homem para chamar de seu... Mesmo que isso signifique ter que roubar o homem alheio... Usando todo o tipo de truques...

Mas isso é história pra outro post, hihihihi...

sábado, 25 de abril de 2009

EREÇÕES BOVINAS INOCENTES



Vacas que se conhecem há muito tempo, e que passam a manter uma amizade duradoura, com absoluta de liberdade e intimidade, ainda que não se encontrem freqüentemente, por eventuais circunstâncias de suas corridas vidas, quando se dispõem a trocarem idéias sobre o universo feminino e masculino, e a discutir suas acirradas diferenças, costumam por vezes, desenvolver diálogos estranhos e prá lá de inusitados.

Exemplo disso, é o tresloucado diálogo que recentemente travei, com uma antiga amiga-vaca. Essa vaca meio-doida, meio louca, mas sempre divertida e adorável, invariavelmente interrompe minha corrida rotina habitual, com seus sempre urgentes e inadiáveis dramas pessoais.

Advirto o rebanho leitor, que a vaca protagonista do diálogo em questão, trata-se da mesma vaca daquela historinha da “Lurdinha”, aqui já compartilhada com vocês, agora vivendo mais um de seus inenarráveis dilemas bovinos femininos, rendendo COMO SEMPRE, salutares risadas bovinas, por vezes, uma certa dose de irritação, além de nos remeter a reflexões absolutamente surreais, sobre aspectos pitorescos do que venha a ser uma vida conjugal bovina.

Nosso último bate-papo sui generis, - pasmem- assim se desenrolou:

- Oi, sua vaca! Quanto tempo, hem? Por um acaso você se esqueceu de suas amigas pobres?
- Rs Rs .... - Lógico que não, é que ando em uma correria de vaca-louca. Você bem sabe, vida de vaca pobre e moderna não é fácil, querida! É filho, é marido, é trabalho, é casa, é a vaca-doméstica que desaparece. Enfim, a gente tem de se virar em quatro, e acaba sobrando pouco tempo mesmo para as amigas chegadas como você ... Precisamos mesmo, qualquer hora dessas, marcar algo, e botar nosso papo em dia! Mas e daí ? Me atualiza um pouco ... Como vão o Ronaldo, e as crianças ?

- Tudo bem! Quer dizer ... por, isso mesmo que te liguei, você é minha “vaca-psiquiatra” preferida de plantão!
- Sou vaca-advogada amiga, não psiquiatra! Mas, no quê puder ajudar...
- Pois é vaca-mor-advogada, ando com umas “pulgas atrás das orelhas”, por causa do Ronaldo...
- Sei, sei...Retruquei. (Já antevendo, que em se tratando dessa vaca em particular, a pulga em questão, deveria se tratava de um verdadeiro “vespeiro”. – Então desembucha mulher!

E a vaca, deixando escapulir um certo ar de ressentimento, assim me confidenciou: - Acho que o ORDINÁRIO do Ronaldo anda me traindo, com outra Vaca!
Momentaneamente emudeci. O que dizer a uma amiga, diante de uma revelação, assim tão pessoal e bombástica!
- Sério? Putzzz... Que chato! – Mas como você chegou a essa induvidosa conclusão ? Por um acaso, não estás te precipitando, como sempre... Ou ainda, quem sabe, travando juízos destemperados sobre o Ronaldo ? Afinal, ele sempre me pareceu um boi do tipo pacatão , sempre tão dedicado ao trabalho, a família, aos filhos. O Ronaldo não... vai... ! – Não dá prá acreditar amiga. (Eu estava literalmente incrédula).
- Pois é, mas as aparências enganam! – Tenho fortes e contundentes razões para acreditar, que o miserável do Ronaldo, não é o que sempre pareceu, e que tem outro por dentro. E, é aí que mora o perigo!
Pelo tom da vaca, a coisa parecia, mais do que séria. – Pensei...
- Bom, já que começou ...(Eu e minha curiosidade...) - Que indícios assim tão contundentes, de traição-bovina você constatou?

- Pois é, dia desses... -Melhor dizendo, numa noite dessas, perdi o sono... E, como não tinha nada o que fazer, o Ronaldo roncando como de praxe a mais de 300 decibéis, resolvi delicadamente, “remexer nas coisas” dele, e para minha total surpresa, constatei que ele estava literalmente “DURO” !

- Como assim, “Duro”??? Gastou toda a poupança da família com a suposta vacabunda? A coisa de fato, parecia mesmo grave!
-Lógico que não! Respondeu mais do que imediato a outra vaca, agora em um tom mais ríspido e impaciente .
- Se um dia isso viesse acontecer, eu simplesmente MATARIA o Ronaldo e a “outra” vaca, e FIM! - De QUÊ “coisas” você acha que eu estou falando ?
-Ora! Repliquei... Você não falou que estava fuçando nas coisas dele... Imaginei que tivesse falando das gavetas, dos documentos do boi, dos extratos bancários, “coisas” assim, ora!
- Não! Sua “anta”! Falou ela, como só as amigas íntimas sabem falar... (Aliás, só por isso tolerei o perdoável o despropositado tom de grosseria bovina) .
VACA! , por favor. De imediato, retruquei. E a vaca do outro lado da linha assim prosseguiu:
- As “coisas” a que me referi, é o “p..., o caralh...” do Ronaldo! É que não gosto de falar palavrão na frente das crianças... – Agora, me explica: Como podia ele, em altas horas da madrugada, estar com “troço” DURO, daquele jeito! – No mínimo, o cafajeste, deveria estar sonhando com a secretária do escritório, e/ou com qualquer outra vacabunda que trabalhe lá. - Você sabe como são os bois, em ambiente de trabalho, não sabe? Tudo um bando de “galinhas”!

- Ahhhhhhh! (Estupefata) - Me desculpe! Você estava então, metaforicamente se referindo ao..., a .... Com todo respeito amiga, são tantos adjetivos para o.., a ..., enfim, o “troço” do Ronaldo ! Pobre, Ronaldo - pensei.
Eu realmente não podia mesmo acreditar. Minha amiga- vaca do outro lado da linha, só podia estar em literal estado de surto-bovino-paranóico! Mas como o tom era tão sério, que resolvi, ainda assim me controlar... Afinal, o marido-BOI- litisconsorte, não podia ter uma “inocente” e inconsciente ereção noturna, e a paranóica da vaca, já estava a pensar em traição-bovina? Pensei: As vacas estão ficando mesmo loucas- de- pedra, ou eu sou tranqüila demais...
E ela então, em tom mais do que direto e investigativo, me questionou:
- O que você acha, sobre isso?
-Eu??? Sobre a ereção noturna e inesperada do Ronaldo? Bem ... (Tentando manter um ar casual e de neutralidade...)
- Não sou nenhuma “expert” no tema... Já dando meu particulares pitecos sobre a questão, sem pensar muito ...

- Pelo que sei, ereções noturnas bovinas, costumam ser involuntárias e normais. Bois devem ter isso, sempre, desde a adolescência, acho eu... (Não sou boi, caramba prá saber com certeza!) - E se o Ronaldo, estivesse, simplesmente sonhando com você ? E outra vaca laconicamente,respondeu:
- Pouco provável! Brigamos na noite anterior!
-Ah!! Mas, e se o Ronaldo SOMENTE estivesse pensando em um filme que viu recentemente, ou em uma dessas vacas de playboy, modelos, sei lá. A vaca da FLÁVIA ALEXANDRA, por exemplo. Até aí, uma ereção bovina ao que consta me parece inocente, natural e, e porque não dizer, até saudável, não é mesmo ?
– Amiga.. (Em tom consolativo)
- Sinceramente, não consigo vislumbrar no caso em questão, qualquer indício de traição real ...
E a vaca de imediato, assim me questionou:
- Por um acaso, existem ereções-bovinas- masculinas “inocentes”?
Aí, fui obrigada imediatamente a declinar. – É de fato, você tem razão! Não existem “ereções-bovinas-inocentes” elas estão sempre e invariavelmente associadas a sexo, mas nem sempre, volto a dizer: Estão necessariamente relacionadas a traições materiais propriamente ditas, como você quer fazer crer.
- Ué? Retrucou a vaca. – Virou agora, do dia prá noite advogada e defensora dos direitos “eretivos” dos bois ?
Comecei então a racionar: Uma discussão “absurda e surreal” dessas, se dando a plena luz do dia, em um dia mais do que útil da semana, em pleno horário comercial,e eu ainda com o "mundo por fazer"... Tudo por conta de uma ereção noturna e involuntária do Ronaldo... -Ainda mato esse boi, que não sabe se controlar, deixando a vaca do lado, literalmente doida! . Agora quem já estava perdendo a paciência com o Ronaldo, era eu !
Limitei-me a responder:
- Não se trata disso, não VACA! Mas por um acaso, você preferiria que o Ronaldo fosse um boi do tipo BROXA ?
-Agora você pegou pesado! Lógico que não!
- Então, porque não dia em questão, não tirou proveito da situação, e da ereção involuntária do boi, e fez algo de mais “prático”, ao invés de pensar que ele estivesse só te traindo com outra vaca qualquer?
- É, nesse ponto você pode até ter razão ... eu bem que podia ter ....
- Mas assim mesmo, continuo não acreditando em EREÇÕES BOVINAS INOCENTES!
-NEM EU !!!!!! Retruquei, resolvendo dar por encerrado o assunto.
- A vida está me chamando agora amiga, SO SORRY! Vê se conversas mais tarde o Ronaldo, sobre isso, e te acalma, OK ?
- Tá bom, amiga! Assim mesmo foi muito bom conversar com você, vou ver se pego o Ronaldo de jeito, ah vou...!
Ao desligar o telefone, maliciosamente pensei: Só o Ronaldo mesmo, para agüentar uma VACA dessas, mas adoro ela !!!

MORAL DA HISTÓRIA: Somente nós VACAS detemos o poder de intelectualizar e filosofar sobre uma involuntária e simples EREÇÃO-BOVINA MASCULINA!

quarta-feira, 25 de março de 2009

News e as mesmas vacas de sempre...

Vamos lá. Já é mais do que hora de retomarmos os trabalhos. De antemão peço desculpas pelo post enooorme, mas há muito o que contar. Tentarei ser sucinta, já que fui treinada para isso - sou jornalista, lembram?

Primeiro: Sumi, sim. Mas há uma justificativa. E das boas. A vaca aqui, como alguns já sabem, está grávida. Ou prenha, como preferem dizer. Com quase cinco meses, já. Estou feliz, feliz. Muito provavelmente é um menino, que se chamará Theo, que já faz a felicidade do pai e do irmão, ansiosos por reforçar o time de machos mimados da casa... Nem preciso dizer que o pequeno será torcedor orgulhoso do Fluminense, não é?

Foi um susto, eu não esperava. Eu até poderia dizer eu é que levei um golpe da barriga, pois o marido (ele a-do-ra ser chamado assim, fazer o quê? rs), ju-ra-va que tinha baixa fertilidade. Isso, aliado ao fato de eu não ser exatamente uma menina (O que? Não pareço ter quase quarenta? Beeeem menos? Ah, para, bondade sua!), me deixaram à vontade para relaxar com o anticoncepcional.

Justamente quando resolvemos adotar uma menina... Eu começo a desmaiar na rua, enjoar, ter desejos... No dia 31 de dezembro passado, com apeas dois meses de casada, veio a confirmação: grávida, gravidinha, gravidíssima. Que susto!

Quem é o pai/marido? É o André, aquele que eu namoro desde setembro de 2007, tirando algumas idas e vindas, claro. Ele mesmo, o Mô.

Nem vou falar em enjoo (vocês não odeiam a nova reforma ortográfica? rs), porque vai que ele resolve voltar? Só passou na quarta-feira de cinzas, assim, sem avisar, exatamente como veio. Emagreci nesses dias... Essa fase, aliada a um sangramento/descolamento, me deixou literamente de cama. Me afastei de tudo. Não li, não escrevi, não trabalhei direito, me afastei dos amigos. Estou voltando ao normal praticamente hoje.

Uma barriga ínfima que não convence ninguém na hora de "furar" a fila no banco. Talvez seja melhor assim, mais fácil emagrecer. Meu patrão, médico nutrólogo, brincou dizendo que vou parir um caroço de goiba, hahahaha! A verdade é que parece que eu estou barrigudinha. E só. Ah, só, nada. Preciso de sutien uns dois números maior. Delícia de silicone natural! rs

Mesmo assim, sempre aparece uma vaca pra dizer: "Nossa, você já engordou, hein?", "Que pernão e que bundão", "Menina, que rosto redondo é esse?". Putz, é impressionante. Dois quilos a mais em cinco meses e tem vaca me vendo obesa. Precisam ver a satisfação com que elas comentam. Amigas minhas, inclusive. No início eu ficava irritada e/ou triste. Depois de muito me pesar, me olhar no espelho e vestir minhas roupas normais, decidi que há gente que fala sem ter o que falar... Como dizia meu sábio pai: palavras são de prata; silêncio é de ouro. Gente, se não tem nada de bom a dizer, principalmente para uma mulher grávida e sensível, fiquem de boca fechada!

Por falar em sensibilidade, coitado do André... Ele é um herói da resistência. Beijos, Mô, te amo.

Acho que resumindo, é isso aí! rs



Segundo: Último post da DM. Querida, saudades das nossas festinhas infantis, onde eu, você, Raquel e Sílvia tomávamos cervejinhas e chegávamos à conclusão de que todas somos umas vacas, inclusive as outras mães, que nos olhavam de cara feia... rs

Agora, quanto às intervenções cirúrgicas estéticas, nada contra. Vou colocar silicone, sim. Depois de amamentar. Aliás, se eu não engravidasse, ia colocar esse ano mesmo.

Botox? Sim, obrigada, quando a hora chegar. Acho que ainda não preciso. Lifting? Idem. Sou meio perua e vaidosa. Apenas acho que, como tudo na vida, recursos estéticos devem ser usados com parcimônia. Ou a mulher-vaca corre o sério risco de virar uma caricatura.



Terceiro: Sou só eu ou vocês se irritam com vacas que têm fixação em outras mulheres? Algo como "Mulher Solteira Procura". Fiz as contas, tenho três dessas na minha vida. Elas não me esquecem. Parece que sou a mulher que elas queriam ser. Logo eu, hahahaha! Apesar disso, elas falam mal de mim, me depreciam, me criticam. Por mais que eu seja apenas uma presença discreta em suas vidas, que eu seja passado. Uma delas chega a me imitar, quer ter a minha vida. Queridas, não me sigam, eu não sou novela e não estou no BBB. Eu, hein? Nem ex-namorado é assim. Sigam em direção à luz! Ou arrumem um role model de mulher melhor a ser imitado. Tenham dó.



Quarto: Again... Sou só eu, ou vocês também se irritam com vacas que se fazem de santinhas? O BBB estava cheio delas. Elas estão à minha volta, também. De-tes-to. Acho um saco.



Quinto: Recebi da Flávia um convite para ir assistir ao Avenida Q, mas não pude ir... Assim que eu puder, vou e conto para vocês!



Bom, vou parar por aqui, preciso trabalhar. Beijos, beijos, beijos!

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

A VÍRGULA E AS VACAS SILICONADAS ...


No final de minhas abençoadas férias bovinas, fui convidada a comparecer ao aniversário da filha de uma vaca, que obrei por conhecer recentemente. Chegando ao evento em questão, e me sentindo um pouco desconfortável, em razão de não conhecer nenhuma vaca presente, exceção feita a adorável anfitriã bovina, é claro, instalei-me de forma casual, em uma mesa de vacas desconhecidas, tendo de imediato requisitado a um dos serventes da tal festa infantil, uma adorável, cervejinha, no intuito de relaxar e me refrescar ...

Imediatamente após o meu singelo “request” ao boi-garçom de plantão, as vacas circundantes se entreolharam com um certo ar bovino de reprovação, como seu eu estivesse em vias de cometer um inominado “pecado mortal”, logo em seguida me questionaram: -Você costuma tomar cerveja com habitualidade ?

Estranhando a seriedade e tom da inesperada pergunta, e esboçando um sorriso casual me limitei a responder: - É claro que sim! -Simplesmente “Adoooro”cerveja, ainda mais em um “Verão-Zão” como esse! – Falem sério, tem coisa melhor ?

O olhar então de espanto e de visível reprovação do rebanho bovino feminino ao redor, foi no mínimo indisfarçável. Fui então, novamente questionada agora sim, em um tom mais inquisitivo: - Mas você não tem medo de engordar, ou de ficar com aquela indesejável “barriguinha” de chopp ? – Bem..... (Divagando internamente, como melhor responder da maneira mais técnica possível...)
–Na verdade, pelo que já li sobre o tema, um copo de 120 ml de cerveja, possui aproximadamente 120 calorias, e portanto quase se equivale a um copo de suco de laranja ... Ademais, se eu tomar três copos da mais adorável “loira-gelada”, “caloricamente” falando, estaria ingerindo bem menos do que 600 calorias, que como vocês já devem saber, equivalem a mais ou menos, a uma barra ínfima do mais vagabundo chocolate !

Percebi então, que sem querer querendo, havia tocado em um ponto delicado, - “O Chocolate”. - e que as tais das vacas em questão, se tratavam de vacas “plastificadas” ou seja: Todas elas, sem exceção, já haviam se submetido a intervenções cirúrgicas de correção estética. Melhor dizendo: Cirurgia plástica mesmo.

Reparando melhor: A vaca que estava ao meu lado, possuía peitos para lá de “rechonchudos” e duros, que desafiavam a gravidade, não parecendo portanto naturais... A vaca da direita, possuía um nariz estratégica e notoriamente arrebitado,(visivelmente adulterado), e para completar, a vaca que se postava a minha frente. Ah! essa era a mais surpreendente, de todas: Tinha ela um sorriso embutido e quase congelado. As bochechas eram salientes demais, sobrancelhas repuxadas demais! Sim, havia ali, algo mais do que uma expressão de antinatural. Em outras palavras: De sobrenatural! Vulgo BOTOX - pensei! – Diante de tais constatações, me controlei então para não gargalhar, tendo de imediato, me vindo a mente um Museu de Cera, que há anos atrás havia visitado em Amsterdã, o “Madame Tussaud” !

E o diálogo casual em meio a essas vacas estranhas prosseguiu quando uma vez mais fui questionada: - Você também aprecia chocolate ? E a vaca aqui de pronto respondeu sem pestanejar, tendo o cuidado de requisitar ao garçom, um mais do que providencial segundo “chopp”, para agüentar aquele papo surreal estético/calórico...

-Bem... A princípio, costumo apreciar tudo o que há de bom na vida, com salutar moderação, como mandam as boas regras de conduta. De fato, não morro mesmo de amores por chocolate, aliás jamais trocaria uma salutar cerveja gelada, um bom vinho ou espumante e/ou até mesmo, uma adorável caipirinha de vodca com limão por qualquer tipo, espécie ou marca de chocolate. Traduzindo: Na contramão da grande maioria da boiada feminina, me classificaria muito mais como uma vaca “Alcoólatra, do que Chocoólatra”!

Semelhante revelação então, soou como algo estarrecedor ... Mas as tais das vacas em questão, ainda não se davam por vencidas, e prosseguiram ... – Mas assim mesmo, você AINDA não tem medo de engordar ? Não preciso referir, que a essas alturas, em meio a uma conversa tão “construtiva, enriquecedora e interessante”, a minha paciência bovina já estava indo pro brejo, me limitei a responder:

-Bem, acho que nunca foi acometida por um ATERRIZADOR MEDO dessa natureza ... Como toda a vaca NORMAL, com vaidade já embutida no DNA, segundo Darwin, por mera questão primitiva de perpetuação da espécie, visando inconscientemente agradar ao sexo oposto, tendo sempre como alvo um “boi-alfa” (- Essa parte acho que elas realmente não entenderam ...), e de saúde, me preocupo sim, em manter uma boa aparência... Mas nada assim muito fora dos padrões da normalidade... Aí uma vaca me interpelou subitamente: - Você é contra a cirurgia plástica? E, eu...: - Não, não, longe disso ... acho até que em alguns casos, além de necessária, se operam “verdadeiros milagres bovinos”, mas no meu caso em particular não vejo muita necessidade não ... Lá pelas tantas, depois de discorrem exaustivamente sob suas particulares cirurgias reparadoras, uma vaca de inópino interpelou:
- Vocês querem ver os meus “peitos novos” turbinados, e a vírgula que fiz no traseiro ? – Estremeci ! – O quê??? - Uma vírgula no traseiro bovino ? Instintivamente em fração de segundo procurei desesperadamente mentalizar uma vírgula...: - Não, não, eu não ouvi dois pontos, se tratava mesmo de uma literal “,” (vírgula) na...na bunda? Como já tinha tomado três copos de cerveja mesmo, e ligeiramente possuída por uma insana e etílica curiosidade bovina, resolvi aceitar o despropositado convite, e conferir “in loco”, a tal da vírgula no traseiro, com direito, é claro a peitos bovinos femininos “siliconados” ...

ABSOLUTAMENTE SEM COMENTÁRIOS ...!
Quanto à vírgula, constatei que não se tratava de nada demais, apenas um pouco de silicone no traseiro, que o arrebita artificialmente fazendo aquela curva artificial, encontrando-se logo após e nada naturalmente com as coxas !

REFLEXÕES BOVINAS SOBRE O EPISÓDIO: Tive a nítida impressão, que as tais vacas, além de haverem se submetido a toda sorte de cirurgias de cunho estético e reparativo, tinham também certamente feito LOBOTOMIA BOVINA!!! E, por instantes, fui acometida de um sentimento de compaixão para com seus bois consortes, que muito provavelmente além de ter de aturá-las diuturnamente, deveriam também ter participado ativamente dos custos de tais cirurgias! Mas, no final das contas, só me restou suspirar : CADA BOI TEM MESMO A VACA QUE MERECE, SEJAM ELAS SILICONADAS OU NÃO !!!







terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Será que estou sensível demais?

Nossa, que delícia entrar aqui e saber de você, minha amiga!

Pois é, verdade, minha vida mudou um monte, mais do que vocês todos imaginam. Não, não deixei de ser vaca, felizmente. Só que agora sou uma vaca casada novamente. Sim, me casei com aquele namorado do ano passado, aquele comentava aqui, aquele que tinha um blog, aquele que me fez rir e me fez chorar.

Nos últimos tempos, ele me faz chorar. E muito. Quase que diariamente, eu diria, hahahaha... O motivo? Queridas vacas, queridos leitores... Conto em breve, prometo.

Bom, vamos ao post prometido. Acho todas as vezes que falei sobre gays aqui, foi para elogiar. AMO meus amigos gays. Um mora na Itália, outro na Inglaterra. Mor-ro de saudades deles. Bom, não é segredo algum que admiro gays de qualquer sexo, que respeito opções, que repudio preconceitos, etc, etc.

Em tempo, já contei para vocês que, aos dezoito, eu fui juíza de um concurso Miss Pernambuco Gay? E que a minha mãe me acha uma mulher-bicha? A-do-ro!

(Adoro, mas não consigo entendê-los, boa parte do tempo. Tipos: se eu fosse gay, homem gay, eu ia gostar de homens com aparência de homem, não femininos... Idem se eu fosse lésbica: mulheres femininas seriam minha escolha. Enfim, acho que os meandros que nos levam a escolher quem nós desejamos é complicado, não é? Quem sou eu para discorrer sobre o assunto? Sexóloga? Psicóloga? Antropóloga? Putz, nem gay eu sou...)

Bom, esclarecida a minha admiração, vamos adiante. Ando tendo problemas com cabelereiros, que, por acaso, são gays ou mulheres. Coincidência? Pode ser. Pré-conceito meu contra meus semelhantes? Espero que não.

Caso número um: fui no salão onde minha irmã corta o cabelo, só para acompanhá-la. Ela ia comprar um produto, apenas. Me apresentou ao profissional que havia cortado seu cabelo. Em vez de dizer "muito prazer", ele disse: "Essa cor não combina com você, esse corte tá muito pesado. Vamos resolver isso?". Eu, pra desespero da minha irmã disse: "Obrigada por sua opinião profissional não-solicitada. Mas não, obrigada". Na boa, dito de outra forma, teria conquistado uma fã.

Outro caso: Estava eu fazendo uma escova. Primeiro, o cara disse que meu cabelo era seco. Depois, que estava oleoso. Depois que precisava de corte. Apesar disso tudo, que eu tinha ficado leeenda, após a escova. Mas que se eu quisesse, ele poderia cortar meu cabelo e fazer uma hidratação modernérrima. Eu agradeci e dispensei os outros seriços, disse que ele era mágico, pois, apesar de tudo, ele havia conseguido me deixar linda... Putz, o cara não entendeu...

Exemplo com cabelereira: Mal me sento na cadeira, ela pergunta: "Vamos fazer um relaxamento nesses cabelos cacheados? Vai melhorar um pouco sua aparência e autoestima". Eu ri. Muito. Cabelos cacheados, moi? Ai, ai, antes fossem.

Enfim, amigos. Não sei se ando perseguida por profissionais do cabelo, se ando sensível demais ou se é apenas implicância minha. Mas até onde eu sei, depreciar uma coisa pra vender um serviço não é uma tática muito eficaz comigo. Deve funcionar com alguém. Comigo, não. Mas isso me parece coisa de mulherzinha invejosa, de vacas desclassificadas, isso de desdenhar, de depreciar... Mas eu posso só estar sendo preconceituosa, hein? Ou sensível demais, sei lá!



 

 

Um olhar feminino sobre o universo... digamos, bovino. Mulheres falando da vida e de outras mulheres.
Mulheres explicando às outras que, querendo ou não, somos todas umas vacas!




A calma alma má
A cor da letra
Adão Braga - Corpo, alma e espírito
Adão Braga - Conectado
Aletômetro
All Racing
Apoio Fraterno
Ansiosa e prematura
Avassaladora
Banana com peperoncino
Bomba MH
By Oscar Luiz
Coisas e tralhas - Mutumutum
Colóquio
Concerto em Dó Menor
Conversas furtadas
Eu sei, mas Esqueci
Eu sou garota?
Fábio Centenaro
Geek Chic
Gothicbox
Hipermoderna
Immortal lust
Instant Karma
Isso é Bossa Nova!
Irmãos Brain
Jornal da Lua
Juarez, o cabrito montês
Limão Expresso
Luz de Luma, yes party!
Jogando Conversa fora
Mas, bah!
Mais atitudes
Matérias repugnantes de um brejo
Melica
Memórias póstumas de um puto prestimoso
Meu cantinho
MOrsa sem pelo
Mulher é tudo bandida
Mulher Remédio
Neuróticos modernos - Filosofia mequetrefe
O estranho mundo de Mila
Oncotô?
Os pensamentos de eu e ela
Paola, a estranha
Papo de buteco
Pensar enlouquece, pense nisso
Pererecas em chamas
Pérolas políticas
Remembrança
Saber é bom demais
Sem frescura
She's like the wind
Sinceros receios
Smile
Sobre sapos, pererecas e afins
Somos todos uns cachorros
Sou para-raio de doido
Uma mente nada brilhante
Van Filosofia
Vertente
Wolverine responde



Fevereiro 2007

Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Dezembro 2009
Março 2010





Powered by Blogger



eXTReMe Tracker