quarta-feira, 14 de fevereiro de 2007

Pornografia no curral!

Agora virou moda. "Vacas vadias", optam por largar a "dolce vitta", de garotas de programa, para escreverem livros autobiográficos que se transformam do dia pra noite, em "grandes" sucessos editoriais. Vide o caso da "Bruna Surfistinha", e de uma tal de "Marieva ou Marilda", só para citar as mais conhecidas do momento, na mídia impressa e televisiva.
Não me despertou a curiosidade a leitura de tais obras, por certo de conteúdo literário duvidoso. Mas imagino que tais "autoras", nelas devam retratar suas proezas sexuais de forma detalhada com toda a espécie de clientes que obraram por encontrar pela frente, descrevendo também as nuances e as razões de ingressarem nesta malssinada "vida de vadiagem", e de seu posterior arrependimento.
Tanto isto é verdade, que largaram a profissão de "ESCORT COW GIRLS",(a nova designação de vacas putas, é agora pra lá de pomposa) se intitulando escritoras de obras catalogadas.
Gostaria de frisar, que nada tenho contra "bitch-cows", garotas de programa, "escorts-girls", vadias, vagabundas, putas e afins, e também nada contra a profissão escolhida, até porque, encaro a prostituição como um modo de opção de vida.
Mas o que me causa estupefação, e até uma certa dose de indignação é o alcance, a dimensão, e o sucesso financeiro que atinge qualquer empreendimento que tenha por finalidade a divulgação de sexo e de pornografia. Registra-se aqui: Adoro sexo, como qualquer "vaca" normal, e estou longe de ser conceituada de "puritana", pois nada no gênero "pornô-sexual" me escandaliza mais, até pela entediante, repetitividade das cenas .
Aliás, nesse particular, tenho de concordar com mamãe, uma senhora respeitável de sessenta anos, que ao ver um filme pornográfico dias desses, comentou de forma tediosa: - "É ..., filme de sacanagem é que nem escola de samba, viu uma, viu todas!
Então o porquê do sucesso do gênero ? Acertaram as vacas que responderam sem pestanejar: - Porque nossos parceiros de curral (Leia-se "cowboys") AMAAAAAAM esse tipo de coisa, e tá acabado!(Por favor não interpretem de forma dúbia o "acabado", falar de sexo, em tom coloquial, às vezes é complicado.)
É impressionante, o fascínio que a pornografia exerce sobre os parceiros bovinos, o que me leva a crer que deva haver razões antropológicas para tal...
Mas tirando tais razões antropológicas da espécie, é de se indagar, o que será que há de tão fascinante pra eles, em pênis, xoxotas e peitos dos mais diversos tipos e tamanhos, sem falar em sodomias, posições pra lá de inescrupulosas, sexo à três, à quatro, à dez, bizarrices, anões besuntados,etc. (Tão me achando conhecedora de causa, né ?)
Bom, mas o melhor caminho na vida, é sempre assumir as realidades constatadas.
Portanto, sigam o conselho desta "Vaquíssima": - Deixem os "guris bovinos" se divertirem com tamanhas baixarias, ressalvadas as hipóteses patológicas, mas desconfiem sempre das vacas divulgadores de tais materiais. Elas podem vir a se tornar ameaçadoras da paz do rebanho.
Aproveitando os prenúncios carnavalescos ... Muita sacanagem pra vocês !!!

DM

3 Comentários:

Blogger AP disse...

Amiga, uma coisa: acho que um pouco de pornografia faz até bem ao relacionamento... Se não for rotina e se não for enviada pela vaca da secretária! Ah, sem querer ser politicamente incorreta... Anões? Agora uma dica pros meninos, escolham filmes "com historinha", as meninas preferem! Ah, e nunca, nunca comentem os atributos da protagonista, nem que seja para depreciar!!!

14 de fevereiro de 2007 19:53  
Anonymous Anônimo disse...

Salve Amigas Bovinas, eis aqui mais material quentíssimo para a análise da índole feminina. http://www.youtube.com/watch?v=l-9TTXr6O-E&eurl=

15 de fevereiro de 2007 11:40  
Blogger AP disse...

Querido anônimo... Que dizer da conduta da menina em questão? Falta de opções? Falta de imaginação? Calor do momento? Vai saber... Não estou aqui para julgá-la... Não posso nem te dizer em que tipo bovino ela se encaixa... Não tenho dados... Exibicionista? Vagaba? Inocente (achou que ninguém ia ver, quanto mais filmar), "Tô nem aí", sei lá, são tantas as opções... Só posso te dizer com certeza, uma coisa: o animal que vem à minha cabeça não é vaca... que mico!

15 de fevereiro de 2007 13:33  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Início



 

 

Um olhar feminino sobre o universo... digamos, bovino. Mulheres falando da vida e de outras mulheres.
Mulheres explicando às outras que, querendo ou não, somos todas umas vacas!




A calma alma má
A cor da letra
Adão Braga - Corpo, alma e espírito
Adão Braga - Conectado
Aletômetro
All Racing
Apoio Fraterno
Ansiosa e prematura
Avassaladora
Banana com peperoncino
Bomba MH
By Oscar Luiz
Coisas e tralhas - Mutumutum
Colóquio
Concerto em Dó Menor
Conversas furtadas
Eu sei, mas Esqueci
Eu sou garota?
Fábio Centenaro
Geek Chic
Gothicbox
Hipermoderna
Immortal lust
Instant Karma
Isso é Bossa Nova!
Irmãos Brain
Jornal da Lua
Juarez, o cabrito montês
Limão Expresso
Luz de Luma, yes party!
Jogando Conversa fora
Mas, bah!
Mais atitudes
Matérias repugnantes de um brejo
Melica
Memórias póstumas de um puto prestimoso
Meu cantinho
MOrsa sem pelo
Mulher é tudo bandida
Mulher Remédio
Neuróticos modernos - Filosofia mequetrefe
O estranho mundo de Mila
Oncotô?
Os pensamentos de eu e ela
Paola, a estranha
Papo de buteco
Pensar enlouquece, pense nisso
Pererecas em chamas
Pérolas políticas
Remembrança
Saber é bom demais
Sem frescura
She's like the wind
Sinceros receios
Smile
Sobre sapos, pererecas e afins
Somos todos uns cachorros
Sou para-raio de doido
Uma mente nada brilhante
Van Filosofia
Vertente
Wolverine responde



Fevereiro 2007

Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Dezembro 2009
Março 2010





Powered by Blogger



eXTReMe Tracker