sexta-feira, 2 de março de 2007

A nada mole vida de uma vaca normal...

Tempos atrás, li um livro do Flávio Gicovate,(psiquiatra e escritor, vocês devem conhecer, durante algum tempo foi ele, colunista da revista Cláudia- não sei se ainda o é.), intitulado "Homem - o Sexo Frágil?", no qual descrevia, dentro do enfoque psicanalítico, - é claro, as mazelas dos bovinos masculinos, desde a adolescência até a vida adulta.
Chamou-me especial atenção em referido livro, todos os conflitos e as aflições psicanalíticas, ainda que inconscientes relatadas pelo citado autor, por que passam os bovinos machos ao longo de sua existência natural, seja no momento em que as vacas começam a neles despertar novas sensações; seja quando se vêem obrigados a disputar com os outros machos o mercado de trabalho e a tão almejada ascensão social e, porque não dizer as próprias vacas do rebanho comum, sob pena de irremediável frustração futura, seja para se realizarem sexualmente na plenitude, como "machos da espécie", e como tais, fadados a garantir a perpetuação da espécie.
Devo confessar, que em alguns capítulos do citado livro, cheguei, por vezes a me comover diante de algumas inseguranças e particularidades das mentes "bovinas masculinas", em face, a riqueza e precisão de detalhes relatados com brilhantismo pelo doutor psiquiatra.
Pois bem, fiquei desde então , esperando do doutor em questão, uma obra similar, nos mesmos moldes psicanalíticos, destinada e dirigida às fêmeas da espécie, que deveria ser no mínimo intitulada segundo a visão particular do autor, de "MULHERES- O SEXO FORTE ?", ou melhor, nos termos específicos do nosso "Blog" - BOVINOS DO SEXO FORTE -
AS VACAS "!
O livro até hoje não veio, mas a vida moderna, está cada vez mais a confirmar, que de fato se não somos as bovinas mais fortes, na acepção física da espécie (e, isto apenas, por questões de "ordem hormonal", diga-se de passagem) no todo o resto, somos em muito, superiores aos companheiros da espécie, pela razão única e incontestável de conseguirmos fazer "bilhões" de coisas ao mesmo tempo, e eles não !
Será que estou aqui a dizer alguma inverdade? Por evidente que não, é mera constatação !
Vejam vocês: Bovinas normais, estudam a vida inteira, abraçam uma/carreira ou profissão da mesma forma que os "bois" (homens), passam pela adolescência de forma tão sofrível quanto eles, com a agravante, de que desde então passam a menstruar (Eta, coisa chata!), tem filhos, e aí então, passam a cuidar de si, da casa, dos filhos e do bovino com quem optaram por dividir a vida, trabalham fora, cozinham, gerenciam a casa, o bovino e os empregados eventualmente contratados pelo clã (Outro saco!), ajudam a sustentar e prover a casa, e ainda tem de achar um tempinho básico para se cuidarem, e ao mesmo tempo se mostrarem "apetitosas" aos olhos do rebanho masculino, em constante e às vezes cruel, luta e competição com as aqui já referidas "outras vacas de plantão".
Falem sério? É mole, ou querem mais?
Pois bem, dia desses, meio revoltada e totalmente estressada com tantas atribuições impostas pela vida bovina normal, confidenciei ao meu bovino, que o meu mais atual sonho de consumo, consistia em nada menos do que uma "esposa bovina", exatamente como eu.
Ele, meio que espantado com meu desabafo, ingenuamente ousou indagar. - O quê, você agora está se sentindo atraída por mulheres?
Por óbvio que não se tratava disso. Queria apenas uma "esposa", para cuidar de mim, das minhas coisas pessoais e da minha vida, exatamente como muitas bovinas da espécie de forma habitual cuidam sistematicamente de tudo e de todos.
É, seria mesmo um sonho, uma bovina dessas na minha vida, e ou na vida de qualquer "boi", para: Chegar em casa, e em encontrar tudo brilhando, camas estendidas como em hotel, geladeira sempre cheia, cheiro de bolo e comida gostosa a qualquer hora do dia ou da noite, camisas e roupas engomadas dobradas solenemente no armário como nas lojas, lições de casa dos bezerros menores sempre prontas e corrigidas, bezerros em casa limpos, alimentados e de banho tomado após a escola ... É, essa "esposa" dos meus sonhos, também deveria ser motorista, buscando e levando as crianças na escola, no esporte, no inglês, enfim, SIMPLESMENTE COMPLETA, algo assim como o reclame atual do BRADESCO!!!
E aí então ... Tempo livre e disponível só para : Acordar, como usualmente fazem os bovinos normais, e sair à rua para exercer a profissão escolhida sem "outras preocupações" ... Fazer cursos e ginástica, ler e ver todos os livros e filmes que interessam, cuidar da pele do corpo e da alma, e logicamente fazer sexo com bovino eleito, simplesmente quando "desse na telha"!
O que me leva a concluir, que já que as "bovinas fêmeas" conseguem fazer tudo isso ao mesmo tempo, vocês "bovinos" no mínimo deveriam de vez em quando, saírem do seu "mundinho particular" para dar uma forçinha as suas vacas poderosas...
Pois se assim não o fizerem, estão correndo o risco de em um futuro, não muito distante, virem a ser confundidos como meros "eletrodomésticos", assim entendido: "Como objetos que só tenham uma finalidade específica na vida"! HÁ HÁ HÁ !
DM

1 Comentários:

Blogger AP disse...

Por isso é que sonho com dois homens: um cozinha e o outro cuida da faxina... aliás, tem coisa mais sexy do que homem cozinhando pra você? Não...

2 de março de 2007 17:57  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



 

 

Um olhar feminino sobre o universo... digamos, bovino. Mulheres falando da vida e de outras mulheres.
Mulheres explicando às outras que, querendo ou não, somos todas umas vacas!




A calma alma má
A cor da letra
Adão Braga - Corpo, alma e espírito
Adão Braga - Conectado
Aletômetro
All Racing
Apoio Fraterno
Ansiosa e prematura
Avassaladora
Banana com peperoncino
Bomba MH
By Oscar Luiz
Coisas e tralhas - Mutumutum
Colóquio
Concerto em Dó Menor
Conversas furtadas
Eu sei, mas Esqueci
Eu sou garota?
Fábio Centenaro
Geek Chic
Gothicbox
Hipermoderna
Immortal lust
Instant Karma
Isso é Bossa Nova!
Irmãos Brain
Jornal da Lua
Juarez, o cabrito montês
Limão Expresso
Luz de Luma, yes party!
Jogando Conversa fora
Mas, bah!
Mais atitudes
Matérias repugnantes de um brejo
Melica
Memórias póstumas de um puto prestimoso
Meu cantinho
MOrsa sem pelo
Mulher é tudo bandida
Mulher Remédio
Neuróticos modernos - Filosofia mequetrefe
O estranho mundo de Mila
Oncotô?
Os pensamentos de eu e ela
Paola, a estranha
Papo de buteco
Pensar enlouquece, pense nisso
Pererecas em chamas
Pérolas políticas
Remembrança
Saber é bom demais
Sem frescura
She's like the wind
Sinceros receios
Smile
Sobre sapos, pererecas e afins
Somos todos uns cachorros
Sou para-raio de doido
Uma mente nada brilhante
Van Filosofia
Vertente
Wolverine responde



Fevereiro 2007

Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Dezembro 2009
Março 2010





Powered by Blogger



eXTReMe Tracker