quarta-feira, 21 de março de 2007

Relações bovinas à distância

Espero não haver atiçado pânico nem o temor no rebanho masculino depois da crônica de ontem. Mas lembrem-se sempre: "Vacas são Vacas mesmo!". Ou pensaram, que a metáfora desse "blog" é por mero acaso ?
Mas como as subscritoras desse "blog" são "vacas do bem", e hoje um pouco contagiada de compaixão e solidariedade pela vaca AP, em razão de ela estar a namorar um bovino "de além mar", resolvi traçar algumas ponderações sobre relacionamentos com bovinos à distância.
Pois bem, em que pese toda a sorte de sofrimento, que advém desta especial e delicada espécie de relação, uma coisa, via de regra, é sempre certa: Quando os parceiros bovinos em questão se reencontram, a vida dos dois, se mostra "simplesmente um luxo" !
Falo por experiência própria, pois como já noticiei no início deste "blog" morava em Porto Alegre-RS, quando conheci – pasmem – "por telefone", meu bovino paulista e, a partir de então passamos a namorar à distância por mais ou menos 02(dois) anos. Até que um belo dia, por razões amorosas, sexuais e por que não dizer econômicas também, optamos por institucionalizar um curral comum, juntando os "trapos" ! Mas isso é uma outra história ...
Entre nós, não havia um oceano, como hoje existe entre a AP e seu bovino italiano,mas resguardadas as devidas proporções, mantinhamos uma relação bovina, entre os estados de Santa Catarina e Paraná , portanto há 1200 Km de distância precisamente, que insistiam em geograficamente nos separar, de maneira intransponível.
Nesse, hoje, saudoso tempo, (mas à época muito sofrido) o uso da internet, do msn, do orkut e afins estava apenas começando, e se mostrava ainda restrito a instituições financeiras e comerciais.
Assim nossos contatos diários e habituais, se davam sempre por telefone e fax e, com sofreguidão, não raras às vezes, quando as contas dos cartões e dos interurbanos atingiam patamares insuportáveis, - eu por gostar de escrever- utilizava-me do correio, mesmo.
Em razão de ambos trabalharem, e ainda no início de um relacionamento, onde procedimentos cautelares e investigativos, são sempre necessários, optamos por nos encontrar uma vez a cada mês.
Mas quando a saudade batia de forma inexorável, fazíamos o possível e o impossível para estar juntos.
Atolávamos nossos cartões de crédito, inventávamos toda a sorte de "pseudos" compromissos profissionais tanto em "Sampa" como "POA", sempre com vistas a que nossos empregadores financiassem as benditas passagens áreas.
Obviamente, que com o passar do tempo e com o conseqüente "aquecimento da paixão bovina recíproca", passamos então a nos permitir a "loucura" de nos reencontrarmos de duas em duas semanas.
Sem sombra de dúvida, durante esses agitados e adoráveis anos, fomos os maiores clientes da quase extinta VARIG e da TAM, sem esquecer é claro, das companhias telefônicas, e dos cartões de crédito.
Vivia-se em função dessa paixão, e do "bussiness and pleasure", se é que me entendem : Ponte área POA/SAMPA sempre, do jeito que desse, e sob qualquer pretexto.
Hoje, relembro com saudades, os reencontros e as correspondentes despedidas nos aeroportos, dignas de um melodrama romântico da melhor qualidade, onde talvez só faltasse a música incidental adequada, pois pagávamos sem medo de ser feliz, toda a espécie de "mico" junto aos saguões dos aeroportos.
Havia tempo e dinheiro, para inúmeros jantares românticos cheios de "glamour" aqui e lá, noitadas inesquecíveis em motéis, que até hoje permanecem na memória, e infelizmente muito, mas muito sofrimento mesmo a cada despedida...(Parte ruim da coisa toda !)
Mas gente, vocês não tem noção, do que à distância, por vezes, pode trazer de bom, para a evolução natural de um relacionamento entre bovinos.
Quando se está longe do ente amoroso bovino, a criatividade entre ambos, parece aflorar naturalmente, a nossa noção real de tempo, parece ficar obtusa, o tempo passa a assumir a partir de então, uma outra dimensão. Ou seja: Tudo se passa muito rápido quando se está junto, e lamentavelmente muito devagar até o próximo encontro.
Portanto, já que o tempo é obtuso e inimigo, cada reencontro é por demais valorizado e aproveitado em todas as suas possibilidades! E a AP que seja vaca o bastante para aqui me desmentir ...
Sei lá, parece que pelo simples fato, de não podermos conviver fisicamente e de forma diária com esse ente bovino, inconscientemente elegido, qualquer contato do mesmo a que título for, seja, por telefone, e-mail, ou o que quer que seja, se torna divinamente especial, e em muitas léguas distante de qualquer lugar comum.
Nessas circunstâncias, só de ouvir a voz do bovino à distância e/ou de ler qualquer mensagem deste, por mais tola que seja, o corpo estremece e por vezes enlouquece-se saudavelmente à alma ...
E tudo isso porque? Porque não existe neste tipo de relacionamento, uma rotina específica de vida , pois a rotina individual de cada um, é sempre quebrada a cada reencontro, vez que o bovino que se desloca para encontrar outro, já "quebrou" por sua conta e risco a sua própria rotina, e interferiu de forma agradável na rotina do outro.
Assim, as possibilidades de crescimento e conhecimento interior mútuos, ainda que de forma sofrida, se mostram - absolutamente infinitas, pela simples e singela razão de que tudo é difícil e fácil ao mesmo tempo, e o fato de simplesmente se comunicar já nos enche de imenso prazer ...
Portanto, sempre vejo com bons olhos, relacionamentos que começam à distância, pois se frutificarem, podem vir a ter grandes chances de se transformar em excelentes relações humanas, pelos naturais obstáculos e dificuldades vivenciados por seus partícipes.
Mas por certo, há de haver muito "jogo de cintura" e paciência, para se driblar eventuais inseguranças, como um invasivo e perturbador ciúmezinho, a abstinência sexual, às colegas vacas plantonistas também à distância, e o mais difícil de tudo: A inenarrável "saudade" ...

CONSOLOS:
- Quanto às vacas de plantão: Essas estão sempre por aí mesmo, hoje em dia até no elevador, nada mais as detém. Só resta confiar no parceiro ! (Que remédio...)
- Para a abstinência sexual forçada: Que tal experimentar um sexo virtual de vez em quando, ou por telefone mesmo. Viva a criatividade! Pode ser uma experiência inusitada e pra lá de interessante.(Rrsrsrsrs)
-Para driblar a saudade e os momentos de solidão: Chopp e caipirinha com as "vaquíssimas" do peito.
Mas, quando tudo isso não adiantar mais ...
Aí, só pegando um avião, aproveitando o vôo para avaliar a possibilidade de se montar um novo e lindo curral comum !!!
PS: Esta foi escrita especialmente e com carinho para você, querida AP!

Beijos

DM

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



 

 

Um olhar feminino sobre o universo... digamos, bovino. Mulheres falando da vida e de outras mulheres.
Mulheres explicando às outras que, querendo ou não, somos todas umas vacas!




A calma alma má
A cor da letra
Adão Braga - Corpo, alma e espírito
Adão Braga - Conectado
Aletômetro
All Racing
Apoio Fraterno
Ansiosa e prematura
Avassaladora
Banana com peperoncino
Bomba MH
By Oscar Luiz
Coisas e tralhas - Mutumutum
Colóquio
Concerto em Dó Menor
Conversas furtadas
Eu sei, mas Esqueci
Eu sou garota?
Fábio Centenaro
Geek Chic
Gothicbox
Hipermoderna
Immortal lust
Instant Karma
Isso é Bossa Nova!
Irmãos Brain
Jornal da Lua
Juarez, o cabrito montês
Limão Expresso
Luz de Luma, yes party!
Jogando Conversa fora
Mas, bah!
Mais atitudes
Matérias repugnantes de um brejo
Melica
Memórias póstumas de um puto prestimoso
Meu cantinho
MOrsa sem pelo
Mulher é tudo bandida
Mulher Remédio
Neuróticos modernos - Filosofia mequetrefe
O estranho mundo de Mila
Oncotô?
Os pensamentos de eu e ela
Paola, a estranha
Papo de buteco
Pensar enlouquece, pense nisso
Pererecas em chamas
Pérolas políticas
Remembrança
Saber é bom demais
Sem frescura
She's like the wind
Sinceros receios
Smile
Sobre sapos, pererecas e afins
Somos todos uns cachorros
Sou para-raio de doido
Uma mente nada brilhante
Van Filosofia
Vertente
Wolverine responde



Fevereiro 2007

Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Dezembro 2009
Março 2010





Powered by Blogger



eXTReMe Tracker