domingo, 18 de março de 2007

A vaca, Baudrillard e o Dia das Mulheres

Sabe aquele assunto de amizade entre homens e mulheres do outro dia? Pois é, o Rodolfo citou Baudrillard para comentar: "A mulher é a única criatura animal capaz de distilar a morte para o homem em doses homeopáticas. Mas o inverso não é verdade. O homem jamais significou a morte para a mulher, como esta significa para o homem. Não há simetria no mundo amoroso." Nossa, esse blog tem uns leitores tão chiques! Adorei!

Rodolfo, quem sou euzinha para descordar de Baudrillard... Mas eu já quase morri por causa de um homem, sim... E ele sabia que estava me matando e não fez nada para amenizar meu sofrimento, o que eu considero de uma crueldade extrema. Bom, claro, ele tinha outra ao lado dele. Mas acho que estaria simplificando muito a coisa se imputasse a culpa do que passei só a ela...

Mas devo admitir, mulheres são mais venenosas, peçonhentas e letais. Principalmente as mulheres magoadas. Perigooooosas. Acho que é instintivo. Falo isso por mim, sem medo de confessar: sou legal, boazinha, boba, amiga até debaixo d'água. Mas não pise no meu calo! Meu lado vaca louca é péssimo e vingativo... rsrsrsrs... E acho que toda (ou quase toda) mulher tem um lado desses.

Falar tanto sobre mulheres me fez lembrar que estive tantos dias ausente que não escrevi nada sobre o Dia das Mulheres, gente... Não há nada a comemorar... As conquistas femininas são muitas, mas ainda há um longo caminho. Não sou feminista. Neeeeem um pouco. Admito que somos muito diferentes, homens e mulheres. E viva as diferenças! Adoro homens cavalheiros. E amo homens que tomam as rédeas da situação. Deliro com portas de carro gentilmente abertas e cadeiras puxadas para eu me sentar, mão no meu braço para me guiar e apoiar... Mas acho que seres humanos, independentemente de sexo (ou cor ou raça ou credo ou opção sexual) devem ter os mesmos direitos. E sei que ser discriminada não é privilégio feminino...

6 Comentários:

Blogger Ricardo Rayol disse...

Então espero que nunca ninguém experimente seu lado vaca louca :-)

18 de março de 2007 22:14  
Blogger AP disse...

Claro que já experimentaram meu lado vaca louca, hahaha! E para falar a verdade, quem mereceu... e quem não mereceu também...

18 de março de 2007 22:21  
Blogger Gera disse...

seu blog eh mto bom... me diverto aki... bjos Gera

www.irmaosbrain.com

19 de março de 2007 02:50  
Anonymous Rodolfo disse...

Caramba... só agora fui ver que você mandou um post inteiro, isso mesmo, um post inteiro dedicado ao comentário um pouco off-topic e plágio total que fiz do Baudrillard... Puxa.. ficaram muito boas as suas considerações... até que vc tentou inverter a premissa do nosso grande pensador desconhecido... mas sinceramente ainda acho que são as mulheres as únicas a distilar... o que garante que vc, mesmo sofrendo, não tenha feito o seu parceiro (mesmo o pior dos homens) morrer um pouquinho a cada instante??? Ah... eu iria escrever um post em resposta ao seu mas eu ainda não me esqueci daquela nossa entrevista exclusiva para o redundancias (juro que estou elaborando... vou mandar as perguntas em breve) então vai por ai... abraço

21 de março de 2007 00:38  
Anonymous rodolfo disse...

ah, só mais uma coisa... tudo bem, eu entendo que as coisas do coração são difíceis (cof..cof...) mas uma mulher da sua estirpe, com o seu cabedal... dizer que quase morreu por um homem??!! que "vaca" mais romântica é vc???

21 de março de 2007 00:52  
Blogger AP disse...

Rodolfo, obrigada! Receber um elogio de um cara que escreve tão bem é sempre um luxo! Mas vc acha que tentei inverter? Hum, que coisa, eu achei que tinha pegado pesado com as mulheres... Aliás, acho que esse é por esse motivo(eu e a Dhora não defendemos sempre a classe... as mulheres) que nossos leitores são quase sempre homens... Mande as peguntas quando puder, estarei aqui de qq forma. E sim, sou uma vaca do tipo romântica e idiota que quase morreu - literalmente - por causa de um cara que não merecia nem uma noite insone minha... E, claro que sim, fui vaquíssima com ele. Antes, durante e depois. Mas ele mereceu, hahahaha! Outro dia eu conto. Um beijo.

21 de março de 2007 10:59  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



 

 

Um olhar feminino sobre o universo... digamos, bovino. Mulheres falando da vida e de outras mulheres.
Mulheres explicando às outras que, querendo ou não, somos todas umas vacas!




A calma alma má
A cor da letra
Adão Braga - Corpo, alma e espírito
Adão Braga - Conectado
Aletômetro
All Racing
Apoio Fraterno
Ansiosa e prematura
Avassaladora
Banana com peperoncino
Bomba MH
By Oscar Luiz
Coisas e tralhas - Mutumutum
Colóquio
Concerto em Dó Menor
Conversas furtadas
Eu sei, mas Esqueci
Eu sou garota?
Fábio Centenaro
Geek Chic
Gothicbox
Hipermoderna
Immortal lust
Instant Karma
Isso é Bossa Nova!
Irmãos Brain
Jornal da Lua
Juarez, o cabrito montês
Limão Expresso
Luz de Luma, yes party!
Jogando Conversa fora
Mas, bah!
Mais atitudes
Matérias repugnantes de um brejo
Melica
Memórias póstumas de um puto prestimoso
Meu cantinho
MOrsa sem pelo
Mulher é tudo bandida
Mulher Remédio
Neuróticos modernos - Filosofia mequetrefe
O estranho mundo de Mila
Oncotô?
Os pensamentos de eu e ela
Paola, a estranha
Papo de buteco
Pensar enlouquece, pense nisso
Pererecas em chamas
Pérolas políticas
Remembrança
Saber é bom demais
Sem frescura
She's like the wind
Sinceros receios
Smile
Sobre sapos, pererecas e afins
Somos todos uns cachorros
Sou para-raio de doido
Uma mente nada brilhante
Van Filosofia
Vertente
Wolverine responde



Fevereiro 2007

Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Dezembro 2009
Março 2010





Powered by Blogger



eXTReMe Tracker