domingo, 8 de abril de 2007

A mesma vaca de sempre?

Outro dia desses, reencontrei uma colega de escola do primário. Sim, pode fazer as contas... Se eu ainda digo primário, já passei dos trinta. Então, faz trinta anos que eu comecei a estudar com a vaca em questão... Tenho 37 anos e não vejo o menor problema em dizer isso. Estou mais bonita, modéstia à parte, do que aos 17 ou 27... Deve ser a proximidade da idade da loba, hahahaha. Claro, já não é tão fácil emagrecer... Ganhar músculos, então, que sacrifício que é...

Bom, voltando à vaca fria. Estudamos juntas não por um ou dois anos, mas até o primeiro ano do científico (eu ainda digo científico, cruzes!): nove anos juntas. Ela nunca foi minha melhor amiga, mas convivíamos pacificamente. Ela era da turma das descoladas. Era bonitinha, mesmo. E eu, da turma das inteligentes, as CDFs, rsrsrs. Eu, que não tenho a melhor das memórias a reconheci no momento em que a vi. Mais gordinha, mais velha, mas ainda lembrando a menina do primário. Chamei-a pelo nome e perguntei se ela se lembrava de mim. Ela, simpática como poucas, apenas disse : "Não, não me lembro." Só isso. Sei lá, quando eu não me lembro de alguém, e isso acontece sempre, pois a minha memória é traidora demais, trato me desculpar, tento reunir informações que me façam lembrar da pessoa.

Certas vacas não vêm com o acessório básico "educação e simpatia" no pacote, fazer o quê? Ah, me esqueci de dizer, nos encontramos na sala de espera do curso de inglês de nossos pimpolhos. Ou seja, nos veremos todos as segundas e quartas durante um bom tempo.

Minha mãe, ao ouvir o ocorrido me perguntou se ela estava bonita ainda. Envelhecida, bastante envelhecida, foi a minha resposta. "Ah, está explicado, minha filha! Inveja", vaticinou (palavra chique, não é?) my mother. Bom, como é de domínio público, mães são nossas fãs número um. A minha não é diferente. Para ela sou sempre mais linda e inteligente do qualquer vaca que ouse me ignorar.

Agora, quando a encontro, tento ser simpática, mas não consigo disfarçar um certo ar de vaca superior que me acomete quando estou zangada. Claro que sei que ela pode não se lembrar de mim. Mas eu me lembro que ela bem metidinha e fofoqueira. E até que me prove o contrário, continua a mesma.

2 Comentários:

Blogger Mélica disse...

Estou passando para te desejar uma Feliz Páscoa! Que seja um momento de muita tranquilidade e reflexao.. beijos!

8 de abril de 2007 14:40  
Blogger DM disse...

Pois é AP, já tive uma passagem semelhante a sua, reencontrando colegas antigas da escola ... Mais ou menos a mesma coisa, guria chata, que no tempo de escola se achava melhor que as outras, etc... Por coincidência, me achei muito, mas muito melhor do que ela ... É vacas ruins em tempos de escola, parecem envelhecer mal ...

DM

8 de abril de 2007 16:51  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



 

 

Um olhar feminino sobre o universo... digamos, bovino. Mulheres falando da vida e de outras mulheres.
Mulheres explicando às outras que, querendo ou não, somos todas umas vacas!




A calma alma má
A cor da letra
Adão Braga - Corpo, alma e espírito
Adão Braga - Conectado
Aletômetro
All Racing
Apoio Fraterno
Ansiosa e prematura
Avassaladora
Banana com peperoncino
Bomba MH
By Oscar Luiz
Coisas e tralhas - Mutumutum
Colóquio
Concerto em Dó Menor
Conversas furtadas
Eu sei, mas Esqueci
Eu sou garota?
Fábio Centenaro
Geek Chic
Gothicbox
Hipermoderna
Immortal lust
Instant Karma
Isso é Bossa Nova!
Irmãos Brain
Jornal da Lua
Juarez, o cabrito montês
Limão Expresso
Luz de Luma, yes party!
Jogando Conversa fora
Mas, bah!
Mais atitudes
Matérias repugnantes de um brejo
Melica
Memórias póstumas de um puto prestimoso
Meu cantinho
MOrsa sem pelo
Mulher é tudo bandida
Mulher Remédio
Neuróticos modernos - Filosofia mequetrefe
O estranho mundo de Mila
Oncotô?
Os pensamentos de eu e ela
Paola, a estranha
Papo de buteco
Pensar enlouquece, pense nisso
Pererecas em chamas
Pérolas políticas
Remembrança
Saber é bom demais
Sem frescura
She's like the wind
Sinceros receios
Smile
Sobre sapos, pererecas e afins
Somos todos uns cachorros
Sou para-raio de doido
Uma mente nada brilhante
Van Filosofia
Vertente
Wolverine responde



Fevereiro 2007

Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Dezembro 2009
Março 2010





Powered by Blogger



eXTReMe Tracker