sábado, 19 de maio de 2007

ABOUT SAMPA ESPECIALMENTE PARA SHE’S LIKE THE WIND !

Aprendi a descobrir São Paulo, a “Big Apple” tupiniquim, por força de circunstâncias pessoais. Sim, devo confessar, me apaixonei, perdidamente por um paulista, e aí me mudei, por opção, de mala e “cuia” para São Paulo! Foi uma aventura e tanto, sair de Porto Alegre, depois de uns trinta e poucos anos, e em especial do Rio Grande do Sul, um estado um tanto quanto “diferente” do resto da Federação por suas peculiaridades regionais, eu diria européias e “portenhas”. Sim, ainda hoje acredito que “gaúchos” por conviverem diuturnamente com duas fronteiras geográficas entre Uruguai e Argentina, e ainda por seus precedentes históricos, tem mais noções do que venha a ser “América Latina” ! Assim minha mudança para Sampa, se constituiu em uma mudança bem radical de vida para mim, pois mudei tudo! Mudei de marido, de cidade, de trabalho, enfim ...

Mas hoje, passados mais de dez anos, de convivência diária com esse inusitado universo e território paulistano, e atendendo a solicitação de nossa adorável vaca leitora “Beth”, autora do maravilhoso “She’s like de Wind”, vou discorrer a vocês sobre alguns dos lugares maravilhosos que descobri e desvendei com meu paulista particular, evidentemente em “Sampa”.

Então aí vai... Preparem-se para descobrir um pouco dos segredos de Sampa, by uma vaca gaúcha!

Introdução: (Se faz, necessário, paulistas são um “rebanho” mais formal ...)

São Paulo, por ser a maior metrópole da América Latina, abriga uma grande diversidade de etnias. Aqui, diferentemente do resto do País, houve uma grande imigração de italianos, japoneses, sírio-libaneses, israelenses, etc., além de uma grande migração de pessoas de todos os estados, principalmente do Nordeste, pelo chamativo apelo da opção de trabalho. Isto resultou para a cidade em si, em uma grande miscelânia de culturas que convivem conjunta e harmonicamente em um mesmo lugar. Tudo isso torna Sampa, uma “salada” adoravelmente “diferente”, e talvez um pouco desprovida de cultura local nativa, o que não lhe tira em absoluto, o charme ...

Apesar de em um primeiro momento parecer tratar-se de uma metrópole fria, “cinzenta” e árida, para um turista mais desavisado, há infinitos lugares para se visitar e conhecer aos poucos, justamente por conta dessa diversidade cultural.

Assim, São Paulo em meu particular modo de ver, além de ser a capital do “bussiness”, é também um dos maiores pólos gastronômicos do planeta, onde você poderá por certo, apreciar com certa facilidade e algum dinheiro é claro, pratos de grandes chefes renomados da cozinha internacional, bem como toda espécie de culinária regional dos quatro cantos do País, além daquelas especialidades culinárias caseiras trazidas pelos citados imigrantes. Arrisco a dizer, sem exagero, que é a melhor cidade do mundo, para se exercer o pecado da “gula”, e outros pecados também, é lógico ... ! (Pensaram em luxúria, não é ? Mas pensem em soberba também, é repleta de Albertos e Albertas ...)

1 - DICAS CULTURAIS:

MUSEU DO IPIRANGA, MASP, AVENIDA PAULISTA, CENTRO ANTIGO (PÁTIO DO COLÉGIO), CATEDRAL DA SÉ/MARCO ZERO, MOSTEIRO DE SÃO BENTO (Onde ficou o Papa) TEATRO MUNICIPAL, VALE DO ANHANGABAÚ, MERCADO MUNICIPAL – AS ESTAÇÕES JÚLIO PRESTES (Sala de Música), E DA LUZ (Museu da Língua Portuguesa), ambas confrontando o antigo da arquitetura com o moderno dos trens.

Vindo a São Paulo, vocês não podem deixar de conhecer o Museu do Ipiranga com seus belos e adornados jardins, no melhor estilo do Palácio de Versalhes de França. O museu, com ares “palacianos”, impressiona. É uma construção muito bonita, sem falar da sua importância histórica, às margens do riacho Ipiranga, onde se deu a proclamação da independência do Brasil de Portugal, por Dom Pedro I.

Ainda na linha “museu”, indicaria o Masp, em frente ao Parque Trianon, em plena Avenida Paulista, a qual também não pode deixar de ser vista por sua “magnitude”, fortemente associada ao poder econômico de São Paulo.

O centro antigo de São Paulo, apesar de ter todas as características negativas peculiares de qualquer “centro” de cidade do País, merece também uma detalhada visita!, principalmente agora com a recente Lei Cidade Limpa. Prédios altos e antigos, luminárias da década de trinta. Ainda no centro não dá para deixar de ver a Catedral da Sé, onde em frente fica o marco zero, ponto central da cidade, o Mosteiro de São Bento, onde monges franciscanos cantam cantos gregorianos, o Pátio do Colégio, que também é um museu, onde começou São Paulo. A vista do Vale do Anhangabaú, onde se vê o Viaduto do Chá, realmente um cenário imperdível, por sua grandiosidade e beleza. Ainda no centro, vale também dar uma passada no Teatro Municipal, e na volta deste, conhecer a Estação Júlio Prestes, bem como a da Luz. Não se esqueça de comer o tradicional pastel de bacalhau e o sanduíche de mortadela no Mercado Municipal contemplando os vitrais da década de trinta.

2- BAIRRO LIBERDADE:

É o famoso bairro dos japoneses, e também fica no centro. Esse bairro inusitado vale a pena ser visitado, por nos dar a sensação de estar em País de cultura oriental. Para quem conhece Nova York ou São Francisco, parece o “chinatown” deles, embora aqui, com predominância de japoneses, é claro. Bom para mim, orientais são todos meio parecidos mesmo! Tem coisas diferentes lá para se ver e comprar, e com preços bastante atrativos. Da última vez que estive lá com meu filho, ele só perguntava - Mãe, quando a gente vai voltar para São Paulo? Achando que estivesse em outra cidade ... HÁ HÁ HÁ.

3- DICAS DE CONSUMO:

Para quem gosta de gastar dinheiro, você está no lugar certo. Há opções para todos os bolsos. Dos mais caros aos mais populares.

Para vacas e bois de fino trato, um passeio pela “Rodeo Drive tupiniquim”, na Rua Oscar Freire, nos Jardins é a dica para quem aprecia grifes e marcas famosas, sem falar na “desmensurada” e igualmente famosa boutique “Daslu”, agora perto da marginal Pinheiros, palco de ricos, famosos e televisivos ... (Diferente, chique, charmoso, mas muito caro também ...)

Para os menos abonados, mas não menos descolados, sem qualquer preconceito, indico a Rua 25 de março, pela diversidade de coisas que se vê por lá, além do Bom Retiro e do Brás, locais preferidos dos “sacoleiros de plantão”.

Ah! São Paulo tem milhões de shoppings um ou mais para cada bairro, mas nesse particular, Shopping Center é tudo igual, em qualquer lugar do mundo !

4 – DICAS GASTRONÔMICAS:

Na minha opinião é o que há de melhor em Sampa! Come-se de tudo, se você quiser comer lagosta, bacalhau, churrasco, comida italiana, japonesa, vietnamita, portuguesa, indiana, tailandesa, árabe, grega, francesa, mediterrânea, etc.... Enfim, a diversidade é enorme, também para todos os bolsos e gostos. Mas lamento informar, qualquer jantinha e/ou almoço em um lugar legal, saí sempre caro ... Mesmo assim vale a pena experimentar! Não deixem de conhecer as cantinas e pelo menos uma pizzaria paulistana, - a melhor do mundo, ganha até dos italianos, que aliás tem muitos por aqui, e uma Pizzaria é mais legal que a outra! “Mamma mia” ! Depois corram para a academia, ou façam a pé novamente o “tour” pelo centro da cidade, para perderem as calorias de tudo o que comerem ...

Os bares e botecos de São Paulo também são extremamente legais, há uma diversidade de bares temáticos que vale a pena conhecer ... Não vou aqui indicar nenhum lugar específico porque são muitos, e comer e beber varia conforme o gosto pessoal de cada um, mas, se alguém quiser cruzar as famosas esquinas da Ipiranga com a São João, dêem uma parada no tradicionalíssimo Bar da Brahma, que vale mais que as esquinas.

A comida é tão boa aqui que, como gaúcha arrisco a dizer que a melhor carne de churrasco que comi foi aqui ! Me perdoem gauchada, mas é uma realidade constatada, os paulistas, com louvor profissionalizaram e sofisticaram até o “churrasco” .

5 – NATUREZA:

Neste item específico, Sampa deixa muito a desejar, por suas próprias características de metrópole! Mas por incrível que pareça a cidade possui vários parques como o do Ibirapuera, Aclimação, Estado, o Horto Florestal, o Jardim Botânico que oferecem um pouco de verde.

O parque Ibirapuera é bonito e bem grande, vale uma caminhada ou “bicicletada” que você até aluga por lá! No parque tem também, a Oca onde atualmente está em exposição “O Corpo Humano” com órgãos dissecados eerhh ! o Planetário e o Museu de Arte Moderna (MAM), que merecem ser visitados, além do Pavilhão da Bienal, onde acontece o evento artístico que recebe o mesmo nome do Pavilhão, é lá que se dá o famoso evento de moda “São Paulo Fashion WeeK”. Há sempre exposições legais a serem vistos por lá.

Mas se querem natureza mesmo, aí necessariamente terão de sair de São Paulo, rumando para o litoral ou interior. As estradas do Estado de São Paulo são as melhores do Brasil, realmente de 1º mundo mesmo. Vale a pena conhecer Santos, Guarujá, o Litoral Norte todo. A paisagem no trajeto é magnífica, e a estrada sem trânsito é show ! Atentem-se: Eu disse sem trânsito! Os engarrafamentos de São Paulo é o que tem de pior.

É romântico descer a serra de São Paulo rumo ao Litoral pela velha Anchieta, cantando por exemplo aquela velha música do “rei” Roberto Carlos “As curvas da Estrada de Santos”. (Acharam meio brega, não é? Mas é pra lá de divertido!) Agora se optarem pela nova Imigrantes os túneis são lindos, não perdem em nada para os que vi na Suíça ... (Vaca viajada, é outra coisa, não é mesmo !!!)

Gente, São Paulo é muito grande, não dá para contar tudo em cinco itens, mas acredito que, pelo menos de forma sucinta relatei algumas das coisas que a cidade tem de melhor!

“Welcome to Sampa !”

DM

4 Comentários:

Blogger Lívia Condurú disse...

Eu adoro a desvairada Sampa. Sou fã. Morei anos e voltaria a morar outros tantos anos. Achei que conseguistes desbravar e caracterizar muito bem a cidade e de típico o estado só tem o Baurú e olhe lá... rsrs

Beijocas.

21 de maio de 2007 15:43  
Blogger DM disse...

Querida Lívia!

De fato Sampa é desvairada e um pouco stressante, mas tem muita coisa boa !!!!

So, welcome Sampa!!!

21 de maio de 2007 20:26  
Blogger Beth disse...

Ahhhhhhhhhh viu como é dificil falar em cinco itens ?? Não dáaaaaaaa

hahahahaha ....... ficou showwwwwww
adorei

22 de maio de 2007 02:33  
Blogger Sir DoRego disse...

Cinco itens é muito complicado, mas a próxima poderia ser 5 lugares legais para se cohecer em SP de metrô talvez, mas como as saudades da capital....são muitas foi bom ter lido, não que eu concorde com todos os lugares, mas a viagem mental sempre é boa.

22 de maio de 2007 04:37  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



 

 

Um olhar feminino sobre o universo... digamos, bovino. Mulheres falando da vida e de outras mulheres.
Mulheres explicando às outras que, querendo ou não, somos todas umas vacas!




A calma alma má
A cor da letra
Adão Braga - Corpo, alma e espírito
Adão Braga - Conectado
Aletômetro
All Racing
Apoio Fraterno
Ansiosa e prematura
Avassaladora
Banana com peperoncino
Bomba MH
By Oscar Luiz
Coisas e tralhas - Mutumutum
Colóquio
Concerto em Dó Menor
Conversas furtadas
Eu sei, mas Esqueci
Eu sou garota?
Fábio Centenaro
Geek Chic
Gothicbox
Hipermoderna
Immortal lust
Instant Karma
Isso é Bossa Nova!
Irmãos Brain
Jornal da Lua
Juarez, o cabrito montês
Limão Expresso
Luz de Luma, yes party!
Jogando Conversa fora
Mas, bah!
Mais atitudes
Matérias repugnantes de um brejo
Melica
Memórias póstumas de um puto prestimoso
Meu cantinho
MOrsa sem pelo
Mulher é tudo bandida
Mulher Remédio
Neuróticos modernos - Filosofia mequetrefe
O estranho mundo de Mila
Oncotô?
Os pensamentos de eu e ela
Paola, a estranha
Papo de buteco
Pensar enlouquece, pense nisso
Pererecas em chamas
Pérolas políticas
Remembrança
Saber é bom demais
Sem frescura
She's like the wind
Sinceros receios
Smile
Sobre sapos, pererecas e afins
Somos todos uns cachorros
Sou para-raio de doido
Uma mente nada brilhante
Van Filosofia
Vertente
Wolverine responde



Fevereiro 2007

Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Dezembro 2009
Março 2010





Powered by Blogger



eXTReMe Tracker