terça-feira, 12 de junho de 2007

Da vaca para os enamorados

Hoje é dia dos namorados. Mais um dia dos namorados. Neste ano, em particular, estou só. Seria muito mais simples mandar um antes só que mal-acompanhada e tocar minha vida em frente, ignorando que "todos os anúncios afirmam que é bom amar" (Para os maiores de 30...Lembram do Metrô, na década de 80?). Rápido, fácil e indolor. Mas, não, chata que sou, tenho que fazer toda uma análise da minha tumultuada vida amorosa. Sim, pois sou vaca de família, mas namoradeira, hahaha! Pensei, analisei... Cheguei a uma conclusão (com a ajuda da Van! Aliás, está lindo de morrer o post dela de hoje... Vale a visita!): amar é bom e, se me amo, ficar só também é. Há um tempo para cada coisa. Pois se já amei, já fui amada, se sofri, eu fiz sofrer... Me arrependo de algumas coisas, claro. Errei por amor. Errei por desamor... Mas, hum, que delícia é o amor... E estar apaixonado... Paquerar é ótimo... Namorar, idem...

Estava pensando sobre o assunto e me lembrei de uma poesia de Fernando Pessoa que adoro - ai, adoro todas, mesmo...

Cartas de Amor

Todas as cartas de amor são ridículas.
Não seriam cartas de amor se não fossem ridículas.
Também escrevi em meu tempo cartas de amor,
Como as outras, ridículas.
As cartas de amor, se há amor,
Têm de ser ridículas.
Mas, afinal,
Só as criaturas que nunca escreveram
Cartas de amor
É que são ridículas.
Quem me dera no tempo em que escrevia
Sem dar por isso
Cartas de amor ridículas.
A verdade é que hoje
As minhas memórias
Dessas cartas de amor
É que são ridículas.
(Todas as palavras esdrúxulas,
Como os sentimentos esdrúxulos,
São naturalmente ridículas.)


Então... Feliz dia dos Namorados! Esqueçam-se que é uma data comercial! Amem, paquerem, namorem!!!

E... Meninos, não custa lembrar:

  • Vacas adoram ganhar presentes nesta data!
  • Se sua vaca disse que não quer ganhar nada... Não acredite!!!
  • Se estiver sem dinheiro... Hoje, uma rosa vale tanto quanto um diamante - claro, se você namora uma vaca normal e não uma vaca vaca... Ah, esqueça os vasinhos de violetas... Eu disse rosa!
  • E não se esqueça das ridículas e lindas cartas de amor!

9 Comentários:

Anonymous PatyC disse...

Me encanto tu post chica! No sabia que el dia de los enamorados es hoy en tu pais. Y aunque no tengas un bombon, eres siempre amada. Saludos

12 de junho de 2007 11:02  
Blogger Van disse...

Vaquinha querida......
Preciso dar um jeito de meu Boi-Marido ler a segunda dica do seu post... Aqueeeela que diz que mesmo quando dizemos que não, queremos dizer que sim. Básico-típico comportamento feminino. hahahaha

Isso mesmo queridona, Ame-se!
Dessa forma vc será sempre correspondida!

Beijuca, amore!

12 de junho de 2007 11:07  
Blogger AP disse...

Paty, gracias! Acho que brasileiros gostam de ser diferentes... Enquanto todo o mundo comemora a data em fevereiro, nós só a comemoramos hoje. Obrigada pelas palavras tão doces... dulces! Besitos!

Van, querida, obrigada. Você é que é um amore! Beijos!

12 de junho de 2007 11:18  
Anonymous Daniel Becher disse...

É que o brasileiro em fevereiro não ama, só fode (Carnaval).

ps.: existe alguém com capacidade de dar vasinhos de violeta no dia dos namorados? Eu, sinceramente, não gosto dessa data. Mas porra, vasinho de violeta também não!

12 de junho de 2007 11:49  
Blogger AP disse...

Hahahaha! A realidade não tem nada de romântica, Becher...

E juro que é verdade! Há homens que dão vasinhos de violeta, comprados às pressas em supermercados e quiosques. Eu já vi. Não ganhei, mas já vi. Pensa comigo... Se não houvesse homens assim, haveria tantos lugares vendendo as bonitinhas porém nada bem-vindas violetinhas?

12 de junho de 2007 11:58  
Blogger DM disse...

Oi AP, não ficas tristes por estar sozinha nesta data, antes só do que mal acompanhada, diz a lenda ... Uma graça o texto, e o citado poema ...Já que sem boi do lado, festejemos como os americanos fazem no Vallentines deles, dá um presente pro João e ele um pra ti, afinal um é Vallentine do outro, e se permita se presentar a si própria com algo de que gostes ... Já fiz isso inúmeras vezes quando estava só na data em questão, e me senti ótima !!!!

Que preconceito com as violetinhas vai, adoro umas na cozinha ou na área de serviço !!! Mas por certo não é o que vacas esperam neste dia !!!

12 de junho de 2007 15:07  
Blogger AP disse...

Amiga, não disse que tenho preconceito contra as violetas. Eu disse, como você, que nenhuma mulher quer ganhá-las hoje... Eu já comemorei o Valentine's Day esse ano, pois estava com o Lu... E tenho pavor de aventar a hipótese de o meu filho me dar um presente. Ele está na fase edipiana. Cortei um doze para ele entender que a mamãe não é namorada e não vai casar com ele! Beijos.

12 de junho de 2007 17:15  
Blogger Van disse...

HAHAHAHAHAHA
Os diálogos entre vcs, queridas vaquinhas, são impagáveis....
CORTEI UM DOZE???????? Aff... Essa eu não conhecia. Deveria estar no MEME do regionalismo. Uia! hehehe

Beijuca, amores.... Adoro ocês!

12 de junho de 2007 22:42  
Blogger Beth disse...

Nunca ganhei presentes, flores ou um Eu Te Amo no dia dos namorados. Sempre tive meus presentes fora dessas datas comerciais. Ahhhh ... que saco ter que ser igual a todos. Uma vez li em Martha Medeiros, um texto, do qual não lembro o nome que dizia algo parecido com um eu te amo em momentos inusitados: ao passar no teste da baliza, aprovação no vestibular, jantar de madrugada ....
sinto falta disso, desses momentos não iguais, diferentes. O telefone toca as cinco da manhã e alguém com um fuso de - 5 horas ... diz: só liguei para saber se vc está bem ....ahhh ... sinto falta desse tipo de demonstraçao.

Ihhh ando chata. Mas tem coisa melhor do que o telefone tocar 1 hora da manhã e chamar vc para jantar ou para dizer que está caminhando pela rua, olhando a lua e pensando em vc ?

Ehhhhhhhhhh ....... onde encontrar o meu amor, ou será que quero reencontrá-lo?

Ihhhhh coisa chata esse papo.

13 de junho de 2007 09:30  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



 

 

Um olhar feminino sobre o universo... digamos, bovino. Mulheres falando da vida e de outras mulheres.
Mulheres explicando às outras que, querendo ou não, somos todas umas vacas!




A calma alma má
A cor da letra
Adão Braga - Corpo, alma e espírito
Adão Braga - Conectado
Aletômetro
All Racing
Apoio Fraterno
Ansiosa e prematura
Avassaladora
Banana com peperoncino
Bomba MH
By Oscar Luiz
Coisas e tralhas - Mutumutum
Colóquio
Concerto em Dó Menor
Conversas furtadas
Eu sei, mas Esqueci
Eu sou garota?
Fábio Centenaro
Geek Chic
Gothicbox
Hipermoderna
Immortal lust
Instant Karma
Isso é Bossa Nova!
Irmãos Brain
Jornal da Lua
Juarez, o cabrito montês
Limão Expresso
Luz de Luma, yes party!
Jogando Conversa fora
Mas, bah!
Mais atitudes
Matérias repugnantes de um brejo
Melica
Memórias póstumas de um puto prestimoso
Meu cantinho
MOrsa sem pelo
Mulher é tudo bandida
Mulher Remédio
Neuróticos modernos - Filosofia mequetrefe
O estranho mundo de Mila
Oncotô?
Os pensamentos de eu e ela
Paola, a estranha
Papo de buteco
Pensar enlouquece, pense nisso
Pererecas em chamas
Pérolas políticas
Remembrança
Saber é bom demais
Sem frescura
She's like the wind
Sinceros receios
Smile
Sobre sapos, pererecas e afins
Somos todos uns cachorros
Sou para-raio de doido
Uma mente nada brilhante
Van Filosofia
Vertente
Wolverine responde



Fevereiro 2007

Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Dezembro 2009
Março 2010





Powered by Blogger



eXTReMe Tracker