quarta-feira, 20 de junho de 2007

O BOI-SENADOR E SUA VACA...

Já que o assunto recorrente da semana foi nada menos do que a ética-bovina ou a falta desta, não posso me olvidar de aqui falar, sobre o boi-Senador e sua litisconsorte vaca-jornalista, cuja notória falta de ética-bovina, agora permeiam o pasto público ...

Sim, me permito traçar aqui, singelos comentários sobre o caso dos bovinos em questão, agora elevados à condição de “famosos”, na mídia por questões pessoais e financeiras internas certamente, mal resolvidas! Em outras palavras: Roupa suja de um curral do alto escalão legislativo, agora literalmente lavada em nível nacional, e o que é pior, o cerne da questão envolvendo os coitados dos bovinos verdadeiros.

Pois me digam: Porque será, que somente agora essa Sra. Vaca Jornalista, que pastou solenemente no curral alheio, fez uma novilha com o boi em questão, recebeu dinheiro deste, por mais de anos, simplesmente do nada, resolve botar todo o estrume de seu curral clandestino, literalmente no “ventilador” ?

Será que tal vaca foi subitamente acometida de um “surto repentino de moral bovina” , ou simplesmente está a dar um amargo “pay-back” ao bovino em questão, por que se desentendeu ou rompeu seu romance com o mesmo?

Sem querer tomar o partido de ninguém, e conhecendo um pouco do universo bovino feminino, o lamentável episódio, “cheira” sim, a nada mais, nada menos do que mais uma, dentre as tantas, típicas e perversas vinganças bovinas femininas.

E, neste ponto, vamos admitir: A vaca em questão está obtendo um glorioso êxito em seus propósitos, pela notória repercussão do caso que extrapolou os estreitos limites do curral clandestino, comprometendo de forma irreversível a vida pública, profissional e familiar do boi-senador! Não que o boi não tenha feito por merecer, mas francamente, uma vingança bovina nestes moldes, é vil demais para ser digerida facilmente por bovinos e bovinas que se norteiam por um mínimo de princípios éticos!

(Aliás, já referi aqui, anteriormente que vacas quando querem, são letais nesse tipo de vingança, ou alguém aí, ainda está, a duvidar de tal premissa ?)

Não consigo absolver uma vaca dessas, sob qualquer pretexto, porque simplesmente não vislumbro um pingo de atitude ética da mesma, presente ou passada, por qualquer ângulo que se veja dessa obtusa e sofrível história.

O LADO DA VACA: A vaca em questão, anos após manter um relacionamento com o tal boi-Senador, vem à mídia dizer ao mundo a que veio, com revelações bombásticas sobre sua vida pregressa privada, denunciando em um duvidoso rompante ético, que além de viver em adultério com o cara, além haver gerado uma filha, recebia do mesmo, ajuda financeira cuja origem somente agora se mostrou duvidosa e discutível porque pago por terceiros.

O LADO DO BOI: O bovino certamente acuado e por que não dizer “surtado” diante das repercussões do ocorrido, em nível familiar e público, admitiu em plenário que manteve sim, relações extraconjugais com a vaca, reconheceu com louvor a paternidade da novilha filha, comprovou ainda, como boi dotado de “um certo caráter” que provém as duas vacas, tendo que explicar e “muito”, a origem do “malfadado” dinheiro que servia de sustento a esta filial oculta de seu outro curral.

Em meu modo de ver, a controvertida discussão sobre a origem do dinheiro, sobre a qual, deve mesmo, o Boi-Senador se explicar, e ser punido conforme reza a lei, é de somenos importância, quando comparável à absoluta falta de escrúpulos e ética da “vaca-denunciante” ...

O que salta aos olhos do episódio em questão é que, muito provavelmente a relação clandestina dos bois envolvidos no episódio, em um determinado momento sucumbiu sabe-se lá porque razões, e a vaca em questão, inconformada e em nítido, repúdio ao boi, resolveu somente agora botar tudo em “pratos limpos”, sob a máscara de uma pseudo ética, denunciando “falcatruas” financeiras do boi, que ela certamente usou em momento anterior, quando assim lhe convinha.

Vale dizer: Se não tivesse tal parelha de bois, rompido seu “romance paralelo”, certamente nunca viríamos a saber da vida íntima e das prováveis falcatruas do nobre representante do legislativo desta República Tupiniquim!

Mas aí eu pergunto: Onde estava essa pseudo ética da vaca, quando esta, espontaneamente se envolveu com o boi que sabia ser casado, ou quando aceitou seu dinheiro, quando este lhe convinha nas quantias desejadas, sem perquirir, reclamar ou até mesmo denunciar o que quer fosse, sobre a origem de tal numerário?

Simplesmente não encontro resposta plausível para tal indagação, porque tal vaca, sequer nunca ouviu falar do que venha a ser ética bovina, nem antes, nem durante, e muito menos após o fatídico desfecho de seu relacionamento com o boi-Senador.

Faltou com a ética, ao se relacionar com o boi casado, faltou com a ética, ao aceitar o dinheiro de origem que sabia ser duvidosa, faltou com a ética ao “chantagear” o boi, e mais do que nunca faltou com a ética ao expor, impiedosamente o “pai de sua novilha” ao repúdio público.

Ou alguém de vocês vislumbra alguma “nobreza” em denunciar algo tido como errado ou politicamente incorreto, sob o pretexto de uma mera vingança amorosa ?

Caso típico de escória bovina ! Portanto, se houver um “Paredão” que os dois mereçam, pois nem o amor ou o tesão que os uniu tempos atrás, certamente sobreviveria a tanta falta de ética !

DM

7 Comentários:

Blogger luma disse...

Não sei se ela faz isso por vingança, sei que ela está querendo livrar a pele para não ser envolvida nas falcatruas do Renan. Acho que ela sabe muito e ainda não botou a boca no trombone.
Nessa história toda, o que acho mais trite, é o filho (a) do casal saber futuramente desta lavagem pública de dinheiro e que o pai é um corrupto.
A vaca-luma ficou com os olhinhos verdes pisca-pisca e autoriza o uso da vaca-bunda! (rs*) Se é que precisava de autorização...Beijus

20 de junho de 2007 08:27  
Blogger DM disse...

Querida Luma, independente das razões da vaca, continuo achando a mesma sem ética, só agora ela quer livrar a cara, é ? Também tenho a maior dó da novilha ... Enfim ... Vocês leitores, não precisam de autorização para nada, ainda mais em se tratando de vacas ....

20 de junho de 2007 08:36  
Blogger AP disse...

Ah, DM, vc não entendeu... É que eu adorei a expressão vaca-bunda que a Luma usou, e pedi ontem a ela para incorporá-la nos meus textos... Não é um show? Vaca-bunda??? Hahahaha! enfim, ela não estava pedidndo autorização, mas me dando autorização para usá-la.
Estou saindo para inglês, escola, etc, essas coisas da rotina da vaca-mãe moderna. Mais tarde lhe escrevo com calma. Beijos!

20 de junho de 2007 08:51  
Blogger Beth disse...

Acho isso deprimente.
Isso sim é que é uma vaca-vadia com todos os mugidos possíveis. Dá a impressão que ela planejou tudo. Da sedução ao escandalo. Tudo planejadissimo ..... tenho nojo de vacas assim. meus ouvidos doem quando ouço A Jornalista Mônica Veloso. Cara ........ deveriam dizer: A Vaca Monica Veloso .......

Não vejo nem a ética dela ... se relacionou, ele gostou, se gostaram, pô tudo bem, acontece. mas usar tudo isso? A alcova, a gravidez, a conta-corrente??? É uma vaca nojenta.

20 de junho de 2007 14:39  
Blogger AP disse...

Beth, agora você disse tuuuuudo. Por que chamar a vaca de jornalista Mônica Veloso? Por acaso faz parte do nome dele? Se fosse enfermeira? Manicure? Balconista? Ah, em nome das jornalistas, eu protesto!!! Ou vai me dizer que a vaca fez tudo o que fez por amor ao jornalismo? Hahahaha!
E o pior, o cara vai sair na boa e com fama de garanhão... Esse país é uma piada, mesmo...

20 de junho de 2007 14:43  
Blogger Sir DoRego disse...

não houve não há e não haverá ética...éticos somos nós que ainda acreditamos na escrita..sincera...éticos somos nós..

23 de junho de 2007 06:39  
Anonymous Anônimo disse...

O PIOR É QUE ESSE ANIMAL FICA TODA BRAVINHA QDO PERGUNTADA SE SABIA DE ONDE VINHA O DINHEIRO PARA COMPRA DO PASTO E, PIOR O ENTREVISTADOR QUE DIZ TER UM JEITO DIFERENTE DEFAZER JORNAL, PARECE SE COMPORTAR IGUAL A MAIORIA DA IMPRENSA BRASILEIRA QUE MORDE E ASSOPRA. VERGONHA, ACORDA BRASIL. O POVO VIU, E AINDA ACHA GRAÇA NAS PIADINHAS DO ZÉ SIMÃO E DE OUTROS HUMORISTAS QUE POR TABELA LUCRAM EM CIMA DISSO E TUDO PASSA COMO UMA OUTRA GRANDE PIADINHA. VOU INFARTAR...A C O R D A BRASIL...

9 de outubro de 2007 21:19  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



 

 

Um olhar feminino sobre o universo... digamos, bovino. Mulheres falando da vida e de outras mulheres.
Mulheres explicando às outras que, querendo ou não, somos todas umas vacas!




A calma alma má
A cor da letra
Adão Braga - Corpo, alma e espírito
Adão Braga - Conectado
Aletômetro
All Racing
Apoio Fraterno
Ansiosa e prematura
Avassaladora
Banana com peperoncino
Bomba MH
By Oscar Luiz
Coisas e tralhas - Mutumutum
Colóquio
Concerto em Dó Menor
Conversas furtadas
Eu sei, mas Esqueci
Eu sou garota?
Fábio Centenaro
Geek Chic
Gothicbox
Hipermoderna
Immortal lust
Instant Karma
Isso é Bossa Nova!
Irmãos Brain
Jornal da Lua
Juarez, o cabrito montês
Limão Expresso
Luz de Luma, yes party!
Jogando Conversa fora
Mas, bah!
Mais atitudes
Matérias repugnantes de um brejo
Melica
Memórias póstumas de um puto prestimoso
Meu cantinho
MOrsa sem pelo
Mulher é tudo bandida
Mulher Remédio
Neuróticos modernos - Filosofia mequetrefe
O estranho mundo de Mila
Oncotô?
Os pensamentos de eu e ela
Paola, a estranha
Papo de buteco
Pensar enlouquece, pense nisso
Pererecas em chamas
Pérolas políticas
Remembrança
Saber é bom demais
Sem frescura
She's like the wind
Sinceros receios
Smile
Sobre sapos, pererecas e afins
Somos todos uns cachorros
Sou para-raio de doido
Uma mente nada brilhante
Van Filosofia
Vertente
Wolverine responde



Fevereiro 2007

Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Dezembro 2009
Março 2010





Powered by Blogger



eXTReMe Tracker