segunda-feira, 30 de julho de 2007

VACAS LIMITADAS, MAS COM CHARME ...


Todas as vacas têm suas limitações, o mesmo se podendo dizer dos bois. Apesar de mugirmos independência nos quatro cantos do planeta, tem coisas que simplesmente não conseguimos fazer sem a ajuda de um boi, especialmente coisas que requeiram excessiva “força física”. Nessas horas devo confessar,(quando me rendo e admito para mim mesma que preciso mesmo de um boi para a execução de determinada tarefa acima das minhas forças), uso e abuso do velho “charme feminino bovino” para conseguir meus intentos, e geralmente obtenho sucesso.

Não se trata aqui, de acomodação ou preguiça bovina feminina, tampouco de estratégia ardilosa, visando unicamente enganar ou simplesmente “usar” os bois para a um determinado fim, previamente planejado. Me arrisco a dizer, que as Vacas quando usam de tal artifício, o utilizam, por se tratar este, as vezes, do único expediente que se dispõe, para conseguir que um boi, realize por nós determinada coisa, na hora e local que mais precisamos, por absoluta incapacidade feminina para tal. Nessas particularíssimas condições, o uso do charme bovino feminino, além de providencial, deve assim ser encarado como um simples exercício da feminilidade. E, o resultado ao final auferido, com a conseqüente contra-prestação pelos bois, deve ser de igual modo encarado também, como um mero exercício, da igual e correspondente “virilidade” e masculinidade dos mesmos.

EXEMPLOS TÍPICOS DO USO PROVIDENCIAL CHARME BOVINO FEMININO NA PRÁTICA:

Exemplo nº 01: Trocar os pneus do carro, por exemplo. Toda a vaca que se preze, e que porventura venha a se utilizar pessoalmente de um veículo, com certa habitualidade, intelectualmente sabe como se deve trocar um “reles” pneu. Eu, particularmente já tentei e “ensaiei” a questão várias vezes. A coisa parece aparentemente simples. Basta pegar o instrumento identificado como “chave-de-rodas”, aparafusar naquelas “porcas” dos pneus, e torcer com “força suficiente” para desatarracharem. E aí o pneu sairá, lindo, lépido, e saltitante, para ser imediatamente substituído pela estepe. Tudo muito básico, mesmo, na teoria, é claro. Qualquer ser “relativamente capaz” pode realizar. (- Ah ! Já ia me esquecendo, antes disso tudo, deve-se elevar o carro, com aquilo que vulgarmente, chamam de “macaco” hidráulico). Só que comigo não funciona. Eu, como vaca limitada, torço, torço e literalmente “trepo” em cima da tal de chave de rodas, e ela nem se mexe!

Então, só me resta apelar para o “charme de vaca”. Vou para frente do carro, esboço o meu melhor sorriso de “vaca em apuros”, mesclado evidentemente com um “ar blazé", um pouco, eu disse um pouco “lascivo”, empino o traseiro de forma estratégica (artifício para lá de eficiente com bois), e logo, logo, invariavelmente sempre aparecem adoráveis e prestimosos bois, dispostos a ajudar! E tudo se resolve assim, em um passe de mágica. Sim, bois parecem trocar pneus com os “mindinhos”! Proclama-se assim, a benvinda diversidade dos sexos, com um olhar de vaca brilhante de agradecimento, e o boi, deve também sair feliz, por ter ajudado ao próximo . (No caso, à próxima ...)


Exemplo nº 02: Tampas empacadas de conservas e afins. Também domino a parte intelectual da coisa. Sei que basta um “leve suspiro”, para que tampas lacradas a vácuo cedam. Tem o truque também de esquentar no fogão, um pano de prato úmido, e o desafio mais do que, perigoso de se usar uma faca. Já tentei todas às tácticas, e me sinto igualmente, incompetente para a questão. Aí, reconheço humildemente, precisar de um “boi encorpado” e dotado de certos dotes físicos para resolver o problema. Então, terminando às pressas a salada do jantar, você chama o boi (caso viva com um), uma, duas, três vezes e nada... Parece que não é com o cara !Aí, vislumbro, mais uma vez, a necessidade de ser obrigada a usar os citados “ardis” bovinos femininos para suplantar cotidiano desafio. Apareço na sala em trajes sumários, e aí o boi de imediato, pergunta o que está havendo, e se preciso de ajuda para “alguma coisa”... Simples assim, como roubar “doce de criança” !

Portanto o uso do charme, nessas ocasiões, é mais que providencial, eu diria que é uma questão de sobrevivência feminina. Donde se deva concluir que nessas particularíssimas condições, não devem, os bovinos se sentirem "usados”, mas sim essenciais como machos da espécie !

Muito se tem falado aqui, da insensibilidade e incompreensão masculina para determinadas questões femininas, de uma eventual até “brutalidade” bovina masculina para outras. Mas para as citadas situações, tudo o que uma vaca precisa, é mesmo de bois dotados daquela sua “selvageria ancestral” inconsciente, sua rudeza e força animal, o que convenhamos, não deixa de ser um nítido exercício de nossas constatadas diferenças. O “boi-bruto” com sua força incomensurável,resolvendo um problema para uma vaca qualquer, ainda que guindado por seu instinto animal de preservação da espécie, vez que insensível ao “charme da vaca", requisitora de seus préstimos !
Em tempos modernos, pode ser um boi-prestativo desses vir a ser considerado como um verdadeiro "gentleman" ... Estamos mais do que carentes, desses espécie bovina, que pareçe beirar à extinção ....
Mas, ... cuidado meninas, NÃO ABUSEM! Usem seu charme “com moderação e discrição”, pois alguns bois eventualmente podem vir a se sentir incomodados, e agora, já que cavalheirismo, pareçe estar fora de moda, virem a exigir o pagamento de um preço, pela realização da façanha masculina requisitada. E esse “preço” poderá vir a ser considerado alto ou não, conforme a disponibilidade de cada vaca !

29 Comentários:

Blogger Lih disse...

Ah, o bom é que quase sempre os bois costumam se oferecer pra ajudar quando percebem uma vaquinha em apuros nessas situações.
=)

30 de julho de 2007 15:37  
Blogger DrFox disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

30 de julho de 2007 15:49  
Blogger DrFox disse...

Ajudar vacas em apuros é realmente uma delicia, mas como dito, é preciso respeitar a tênue linha que separa a gentileza do abuso.

No exemplo do pneu furado, sendo boi e vaca desconhecidos, e considerando um leve grau de aderência, seria de bom tom a vaca agradecer com o número do telefone.

Assim o boi teria a oportunidade de quem sabe, em oportunidade futura, também abrir tampas teimosas de potes alimentares.

A visão de um incentivo têxtil-visual, me pareceu bastante interessante. :)

Bjs

30 de julho de 2007 15:52  
Anonymous 1ª Lady Newton disse...

Sabe,

Não sei calibrar pneus! E toa vez q decido ir ao Posto perto de minha casa, todos os frentistas estão ocupados.

O dono da Loja de Conveniência, que está sempre estratégicamente apoiado num Papagaio Gigante situado ao lado do aparelho de calibrar sempre vem me ajudar. Acho aquilo tão gentil! Meu artifício neste caso é olhar para ele com carinha de vaca manhosa, dar uma gargalhada e fazer um bico meio estranho olhando pro penu do carro!

Pronto! Tá la o bichino todo forte, viril e feliz ajudando a vaquinha fraca com as unhas francesinhas intactas!

Eita boiada útil!

30 de julho de 2007 16:12  
Anonymous 1ª Lady Newton disse...

ERRATA!

Onde esta escrito penu, leia-se Pneu!!!!!!!!

30 de julho de 2007 16:13  
Blogger Eu e Ela disse...

xiii......
Consigo muito mal enterder aqueles ponteiros todos do painel, uma vez quase quebrei o porta malas tentando tirar o pneu, um boi que se ofereceu para trocar:"ô dona, mas a senhora não sabe nem tirar o pneu da mala, seu marido é doido de deixar a senhora dirigir por ai, ainda mais com crianças." juro que minha vontade foi jogar a tal de chave de boca(até então não sabia o nome daquela cruz) na cabeça dele, mas como estava em desvantagem.........
Fazer o que?
Ahhhhh mas abrir conserva eles amam, a virilidade vai a mil, e não se fazem de rogados em demonstrar facilidade para tal feito. Juro que sempre tento, mas só tento, kkkkkkkkkkkkkkk
Bjs

30 de julho de 2007 16:44  
Anonymous 1ª Lady Newton disse...

Eu tento, mas é só para eles se oferecerem e perceberem o quanto são importantes!

hehehehe

30 de julho de 2007 16:49  
Anonymous chulapa disse...

hahaha muito boa, adoro ler os seus textos com pitadas de humor e uma leve referencia do mundo bovino ...hahaha

30 de julho de 2007 17:15  
Blogger rafael disse...

Fiquei me sentindo um boi inútil....
Não sei trocar pneu (aliás, nem carta eu tenho) E preciso usar algumas das táticas ditas no texto pra abrir as conservas, hehehehe

De fato, em termos de virilidade, sou uma vergonha para a espécie....
uahauhuhauhua

Mas espero que isso não me exclua de ser alvo do charme feminino....

bjus

30 de julho de 2007 17:16  
Blogger DM disse...

Pois é meninas ! Sempre ouviremos piadas machistas sobre problemas do mundo automotivo ... Mas não estou mais nem aí! Como dito, a teoria a gente sabe, já na prática, eu deixo para eles ... Morro de medo de quebrar uma unha, nesse tipo de empreitada! Uso sim, e abuso do meu charme de vaca para a resolução imediata de tais questões ... Afinal eles nasceram com a "força" !!! Uma vez inclusive, quando furei um pneu, dei uma estratégica cruzada de pernas, e pararam 3 bois prestativos ... O problema foi resolvido com eficiência e presteza, sem precedentes .... Dr.Fox: Quanto a dar o telefone, só se o boi interessar a vaca, a prerrogativa é portanto, sempre nossa !
Rafael: Você certamente, deve ser bom em outras áreas, já que com deficiências na linha automotiva, esquenta não !!!

30 de julho de 2007 17:43  
Blogger Fabi disse...

Olha, eu troco pneus, abro latas e garrafas, quando nao consigo como outra coisa, tenho minha caixa de ferramentas, furadeira etc. Aprendi a fazer pequenos reparos e instalações elétricas.
É o preço da independencia.
E eu nem queimei soutien em praça pública!

30 de julho de 2007 17:50  
Blogger DM disse...

Pois é FABI, a vacas que nascem com essa "destreza" manual... Infelizmente não sou dessa categoria, prefiro chamar um boi, independência de fato não tem preço ... Mas com tanto boi por aí ....

30 de julho de 2007 17:56  
Blogger Juliana Melo disse...

hahahaha....eu vivo usando dessa artimanha chamado charme...hahaha. Acho muito providencial esse método em várias ocasiões. E vamos dizer a verdade, os "bois" A-DO-RAM se sentir "uteis".

Bjos

30 de julho de 2007 18:56  
Anonymous Adão Braga disse...

Sei não... senti que foi uma indireta a mim... só que nunca vi essa Vaca DM pelas bandas de cá... então vou ficar quieto e apenas apreciar...

Pois, bem, a vaca daqui, usa o boizinho dela para muitas outras atividades, a mais nova, ela não deixa de elogiar e firmar assim, a permanencia da atividade é desfiar frango.

Tem dito sempre: Para desfiar frango, não tem pessoa melhor que Adão...

Atenção Booooiiiis!!!! As vacas estão voltando as origens!

Adão Braga

30 de julho de 2007 19:00  
Blogger Thiane disse...

Que ótimo! No ano passado eu até postei sobre um vidro de palmito (http://vertente01.blogspot.com/2006/12/o-vidro-de-palmito-e-o-google.html)
E vou dizer uma coisa: moro sozinha há mto tempo e de vez em quando eu adoraria ter um boi "faz tudo" em casa só pra abusar! beijos

30 de julho de 2007 19:00  
Blogger Claudio disse...

O futuro sindicato dos homens poderá determinar o "preço" a ser pago por essas "mãozinhas masculinas" solicitadas.

Discordo da falta de cavalherismo, apesar de reconhecer que na vida atribulada dos dias de hoje nem todos podem exercer na plenitude essa característica. Mas vocês vaquinhas sempre desejaram direitos iguais e para direitos iguais, deveres iguais, né não?

bjs

30 de julho de 2007 19:23  
Anonymous Angelina disse...

hahahahahahahha o Adão é especialista em desfiar frango! Pois é, aqui em casa meu tourinho também. Frituras também são especialidade dele. ainda bem né? afinal na hora de arrumar a casa ele some!

amei o texto, dá pra rir muito sem deixar de ter 100% de veracidade.

30 de julho de 2007 19:37  
Blogger Carmen Electra disse...

Ah! As mulheres e suas sutilezas. O que seria do mundo sem nosso charme!!! hahahahahah
muito bom. Realmente, nos dias de hoje, a dose de charme tem que ser dobrada pra conseguir alguma coisa.. hahahahha

30 de julho de 2007 19:38  
Blogger DrFox disse...

DM,

O que você chamou de interesse eu disfarcei de 'aderência' :)

É bem por ai, sempre digo que o limite quem dá é a mulher.

O boi(das cavernas) até por instinto, sempre tem a iniciativa, só precisa de um pequeno sinal da vaca em questão.

30 de julho de 2007 19:59  
Blogger DM disse...

Adão querido: Não sou nova não por aqui ... Sou subscritora tanto quanto a AP, andei ausente por motivos de viagem ... Você é sempre bem vindo e se é bom em desfiar frango que venha ...
Cláudio: Em determinadas questões, bois são simplesmente indispensáveis, a citada igualdade entre sexos, vislumbro em patamares mais elevados ... No lado físico da coisa, vocês permaneçem absolutos ... Sem essa preço, no final das contas, é sempre a vaca que anuí ou não ...
Admitam ...
Ter charme, é imprescindível, para se ser uma verdadeira VACA !!!

Beijos em todos !!!!

30 de julho de 2007 20:00  
Blogger DM disse...

Dr. Fox. Tenho que admitir, o Sr. é um boi esperto e diferenciado ...
Beijos

30 de julho de 2007 20:02  
Blogger Wolverine Logan disse...

Gosto muito esse jogo do charme feminino, mesmo que seja com um fim especifico e bem marcado, mas achei pessoalmente desafiador lidar com o oposto disso, tive uma namorada americana, ela era filha de brasileiros mas nasceu e cresceu em NY e era daquelas feministas um tanto xiitas, e ficávamos nos fins de semana na minha casa e dois ou três dias na semana eu ia pra casa dela de modo que estávamos muito tempo juntos, tinha uma grande admiração por sua capacidade de realização mas quanto a fazer coisas juntos eu tinha que me policiar para não, nas dela, limitar sua potência, se saiamos pra fazer compras tínhamos que dividir as sacolas em igual quantidade e peso se eu pegasse as mais pesadas ela ficava ofendida, se não conseguisse fazer algo e precisasse pedir minha ajuda para abrir um vidro de palmito por exemplo ficava um pouco irritada procurava disfarçar mas era clara o incomodo, isso sim é difícil de lidar mas com uma vaquinha fazendo charme não.

30 de julho de 2007 20:58  
Blogger AP disse...

Eu faço charme, e muito! Mas meus pais me criaram para ser uma mulher independente. Troco pneu de carro, sim, se não aparecer alguém que o faça. Dirijo bem, perdi as contas de quantas vezes peguei estrada sozinha. Levo o carro pra oficina sozinha. Desenvolvi técnicas para abrir vidros. Uso furadeira. Troco tomadas. Não quer dizer que eu esteja a fim o tempo todo de bancar a independente, não. Se e quando eu me faço de mulherzinha, é porque a situação pediu isso. É mais fácil eu me virar sozinha do que ter um homem para ajudar.

Adão, eu nunca disse que queria deveres iguais. Homem é homem e mulher é mulher. Viva a diferença! Me derreto quando o cara com quem eu estou saindo abre a porta do carro para mim... Adoro homens cavalheiros. Mas não demais.

DM, o Adão tb não é novo aqui, não, tá só brincando com vc...

30 de julho de 2007 21:10  
Anonymous Adão Braga disse...

AP, eu não disse nada sobre!!

30 de julho de 2007 22:48  
Anonymous Adão Braga disse...

DM:

Pode parecer estranho, mas é como diz a AP, não sou novo aqui, apenas fui induzido, impelido a fazer o que não fazia antes: comentar... Eu sabia do seu afastamento...

Além de desfiar frango sei apalpar a vaca... ha ha ha

Desde já, esteja convidada a ler como os BOIS podem obter o "máximo de cooperação":

http://www.holistica.com.br/artigo1/index.php?entryid=355

Um cheiro!

30 de julho de 2007 22:54  
Blogger AP disse...

Tem razão, Adão, desculpe! Foi o Cláudio... Eu queria falar de vc para a DM e responder ao Cláudio, me enrolei!

30 de julho de 2007 23:29  
Anonymous Anônimo disse...

AP:

Nenhum problema... já estou acostumado com vacas se enrolando comigo... eu gosto... fico em evidência...

Um cheiro

Bom dia!

http://www.holistica.com.br/artigo1
http:/adaobraga.wordpress.com

31 de julho de 2007 09:38  
Blogger Ricardo Rayol disse...

Se não fosse assim não poderiamos mostrar nossos musculos.

31 de julho de 2007 13:06  
Anonymous Beth disse...

Em relação a criação sou extremamente parecida com AP, mas não faço charme para pedir nada a homem nenhum, peço para não ficar com calos nas mãos e nem levar choque eletrico. Mas sei me virar sozinha. Meu sonho é fazer um curso de mecânica de automóveis, mas isso não quer dizer que deixaria de pagar um mecânico é só para não ser enrolada e discutir de igual para igual. Recentemente aprendi a trocar pneus e a entender um cadinho mais de velas e bicos injetores. Menos mal ... amanhã tenho que levar o carro na concessionária e já vou mandar a real: é isso, ou aquilo, ou aquilo outro. E ainda quero o carro no final do dia pq vou viarjar.

....... DM bom te ver de volta!!!

31 de julho de 2007 19:52  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



 

 

Um olhar feminino sobre o universo... digamos, bovino. Mulheres falando da vida e de outras mulheres.
Mulheres explicando às outras que, querendo ou não, somos todas umas vacas!




A calma alma má
A cor da letra
Adão Braga - Corpo, alma e espírito
Adão Braga - Conectado
Aletômetro
All Racing
Apoio Fraterno
Ansiosa e prematura
Avassaladora
Banana com peperoncino
Bomba MH
By Oscar Luiz
Coisas e tralhas - Mutumutum
Colóquio
Concerto em Dó Menor
Conversas furtadas
Eu sei, mas Esqueci
Eu sou garota?
Fábio Centenaro
Geek Chic
Gothicbox
Hipermoderna
Immortal lust
Instant Karma
Isso é Bossa Nova!
Irmãos Brain
Jornal da Lua
Juarez, o cabrito montês
Limão Expresso
Luz de Luma, yes party!
Jogando Conversa fora
Mas, bah!
Mais atitudes
Matérias repugnantes de um brejo
Melica
Memórias póstumas de um puto prestimoso
Meu cantinho
MOrsa sem pelo
Mulher é tudo bandida
Mulher Remédio
Neuróticos modernos - Filosofia mequetrefe
O estranho mundo de Mila
Oncotô?
Os pensamentos de eu e ela
Paola, a estranha
Papo de buteco
Pensar enlouquece, pense nisso
Pererecas em chamas
Pérolas políticas
Remembrança
Saber é bom demais
Sem frescura
She's like the wind
Sinceros receios
Smile
Sobre sapos, pererecas e afins
Somos todos uns cachorros
Sou para-raio de doido
Uma mente nada brilhante
Van Filosofia
Vertente
Wolverine responde



Fevereiro 2007

Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Dezembro 2009
Março 2010





Powered by Blogger



eXTReMe Tracker