sexta-feira, 24 de agosto de 2007

Marcar território: questão de sobrevivência da espécie bovina...

Vaca que é vaca, marca seu território... Com classe, em cima do salto, mas de forma indelével, para não deixar dúvidas de quem é a dona do pedaço.

Essa história é verídica. O cara leva a namorada recente, pela primeira vez, a um evento que reunia todos seus amigos. Uma feijoada num sítio. Prova de fogo, mas que ela encarou numa boa, segura de si que era. A recepção dos amigos foi ótima. Muita piada, muitos conselhos, muitas brincadeiras.

Quando achou que já havia conhecido - e gostado - de todos, ouve uma voz alta chamando pelo namorado:

-Queridoooooo! Bem que me disseram que ia trazer a namoradinha nova!

Tanta ênfase no "inha" irritaram a novata em questão, que optou por ficar calada, por educação. A dona da voz gritada era a última ex do cara... Uma rápida análise serviu para tranquilizar a vaca. A ex era bonita, mas nada de especial. Vistosa, um pouco extravagante e espalhafatosa demais pro seu gosto. Tudo bem. Não era hora para ataque de ciúmes. Ela nem era disso. Não ficou insegura, então não ia devolver a agressão... Gentileza gera gentileza, pensou, colocando um sorriso no rosto.

Mas... Lá vem a outra de novo, falando alto e em tom de pena:

- Querido, seu estilo de mulher mudou, não foi não?

Silêncio de novo. O namorado, inclusive, ficou calado. Mas... Não, ela não ia comprar essa luta. Afinal, se a ex fosse tão boa assim, não seria ex, mas atual...

Até que rolou o terceiro round: na hora do almoço, ex e atual se encontram, finalmente, diante de uma fumegante travessa de carnes. Cada uma de um lado da mesa. Armadas de pratos, garfos e facas.

A ex encara a atual, olha para o prato que ela estava fazendo. E diz:

- Temos em comum o gosto por homens bonitos e o hábito de comer pouco, não é?

A atual, que achou que tinha ficado calada tempo demais e que estava na hora de mostrar as unhas e os limites de seu curral sustentou o olhar e respondeu, com cara e voz de anjo:

- A diferença, querida, é que você foi e eu sou namorada... Ah... E eu não preciso fazer dieta, como pouco por hábito, mesmo...

Silêncio na sala... A dita ex balbuciou qualquer resposta e saiu para almoçar na varanda. O namorado? Olhou com admiração para para sua vaquinha. Por anos esse episódio foi lembrado por eles, entre gargalhadas...

Blogged with Flock


44 Comentários:

Blogger Osc@r Luiz disse...

Hahhahahahah!
Essa competição existe na natureza em qualquer espécie há milênios.
No fim tudo se resolve...
Queridas, ambas, andei meio afastado de tudo e de todos, mas estou aos poucos retornando.
Vocês duas são uns amores.
Ainda assim, continuaram a me visitar e demonstrar o seu carinho.
Lhes agradeço por isso.
Antes que eu sumisse, fiz até uma modesta homenagem a vocês que passou meio despercebida numa dessas contagens regressivas.
Agora, retornando vou procurar retribuir, começando pelos amigos que com desprendimento, nesse meio tempo não se esqueceram de mim.
Beijos, queridas.
Obrigado!

24 de agosto de 2007 09:03  
Anonymous 1ª Lady Newton disse...

Olha, o Oscar voltou! Welcome back Oscar. Return RULES!

AP, minha gatchinha! Foi vc a dona da pérola? Titia Lady ta orgulhosa de vc! Phynna, italiana de Milano, rica, milionária, Num tubinho Armani e óculos Gucci, salto Prada! Arrasando com muita força na peruca!

Demarcar território é muito comum (fetiches a parte, ok?). Quando eu era mais nova e mais louca, namorei um piloto de Stock Car aki em SP. Ja havia presenciado ele com várias modelo-manequins-seguradoras-de-guarda-chuva se atracando pelos bares da vida, e qdo começamos a namorar, numa destas festinhas de fim de corrida uma delas (a mais esguia e petulante) disse pra mim: NOSSA! VC É TÃO NORMALZINHA, NÉ? FULANO GERALMENTE NÃO PEGA MENINAS ASSIM. ELE ESCOLHE AS MAIS... E fez um sinal como q SE demonstrando!

Não tive dúvida, olhei pra mulher-gigante-dublê-de-travesti e disse: DEVE SER PORQUE ELE NÃO ESTA ME PEGANDO E NEM ME ESCOLHEU. EU ESCOLHI ELE. NÓS, MULHERES NORMAIS ESCOLHEMOS NOSSOS HOMENS, NÃO SOMOS ESCOLHIDAS! E NÃO TO SENDO PÊGA, ESTAMOS NAMORANDO. TEM UMA DIFERENÇA SEMANTICA NISSO! MAS VC NEM DEVE SABER O Q É "SEMANTICA" NÉ?

Não quis ser arrogante, mas de fato ela mereceu. Sou loirinha, do tipo mignon e não chamo de fato a atenção como ela chamava (morena de 3 m de altura, olhos azuis), mas eu era a namorada do bruto, não uma "pegadinha esporádica". Foi uma espécie de demarcação de território, pois depois nehuma delas se meteu comigo (ficaram até "amigas").

Muito franca? Acho digno!
*Sorry pelo tamanho do comment, me inspirei*

24 de agosto de 2007 09:44  
Blogger Fabiana disse...

Ótima postura da vaquinha atual.
Eu não teria feito melhor, rs

24 de agosto de 2007 09:47  
Anonymous Diana disse...

Muito bom! Cheguei aqui através de um link no Brejo, e estou adorando!
Pior do que ser ex, é ser ex-sem-noção!!
Mt bom!!
Bjs
Prazer em conhecer

24 de agosto de 2007 09:53  
Blogger Ana Paula disse...

Oscar, competição é saudável, mas tem limites... Bem-vindo de volta. Você nunca será esquecido por aqui, tá?

Lady, o que é isso, vc manda aqui! Comente tanto quanto quiser! Seus comentários alegram meu dia! rs
Olha, a vaca era eu, sim. Com 20 anos, mas já era vaca em cima do salto Prada. Sempre fui. Italiana de Milano...
Adooooooooooooorei a sua história, muito mais divertida que a minha. Sua vingança foi muito mais saborosa! Sometimes, arrogância rules, sim, why not? Ela mereceu! E du-vi-do que ela soubesse o que era semântica, ahahahaha!

Fabi... Teria sim, não seja modesta, que vc é boa com as palavras e com os silêncios...

Beijos!

24 de agosto de 2007 09:55  
Blogger Ana Paula disse...

Diana, seja bem-vinda, fique à vontade, obrigada, um beijo e volte sempre!

24 de agosto de 2007 09:57  
Anonymous Dimitri disse...

Não vou comentar o post, desta vez, fica para a próxima, pois pretendo voltar sempre.
Passei para agradecer a visita ao meu blog e o seu recado, muito obrigado, Ana Paula. Estou linkando o seu blog no meu. O seu blog tem que ser visitado com calma, é muita informação e muito interessante. Adorei mesmo seu blog. Parabens, mais uma vez.
Dimitri

24 de agosto de 2007 10:04  
Blogger DM disse...

Demarcar territ�rio, � mais do que necess�rio, quando a quest�o se trata de ex-vacas, que relutam em assumir essa condi�o. A AP bem sabe dos meus problemas na �rea .... D� vontade de literalmente "urinar" no curral, como fazem os animais da cadeia alimentar inferior ....
Se nossas armas, s�o o salto alto, a bolsa prada, tudo muito chique e de Mil�o como diz a Lady, que sejam ... Nessa guerra vale-tudo mesmo ... sen�o essas vacas-ex, n�o sossegam mesmo ... Ali�s AP, voc� teve at� muita paci�ncia no epis�dio... S� no terceiro ou quarto ato, disse a que veio ...
De fato n�o d� pr� deixar em branco ....

DELIMITAR TERRIT�RIOS RULES, como diz a Lady � quest�o de sobreviv�ncia e acima de tudo de COW-POWER !

LADY, seus coment�rios s�o impresc�ndiveis, e fazem parte das discuss�es nesse blog, AS DINDAS AGRADECEM !!!

COW-POWER RULES !!

24 de agosto de 2007 10:04  
Blogger Ana Paula disse...

Dimitri, gentileza sua, obrigada!

Bem lembrado, minha amiga DM: Cow Power! rs
Seus problemas com demarcação de territórios são maiores, piores e infelizmente, praticamente impublicáveis...
Minha paciência foi uma questão de educação... Não estava na minha casa nem num campo neutro, mas na casa de um casal que eu mal conhecia... Não podia sair tacando farpas à torto e à direito. Como diz a Lady, eu sou finíssima, não é? Praticamente uma lady inglesa, o orgulho da mamãe. Uma moça educada.
Mais tarde te mando um e-mail.
Beijos!

24 de agosto de 2007 10:18  
Blogger André Moinhos disse...

Acho que um tapa na face ia doer menos!

Isso que é classe! Qualquer boi ficaria orgulhoso de uma vaca assim, tão fina e recatada! Uma Lady! rs

Beijos

24 de agosto de 2007 10:30  
Blogger Wolverine Logan disse...

Muito bom e nós bois adoramos quando vocês marcam território assim, amo mulheres que demonstram segurança, até podem estar se sentindo insegura mas não desce do salto e tem uma resposta na ponta da língua pra desarmar atividade hostil de uma vaca rival.

Lady
Quanto poder bélico pra cima da mulher-gigante-dublê-de-travesti, é isso aí o furacão Lady não foge de briga.

24 de agosto de 2007 10:34  
Blogger Ricardo Rayol disse...

Lady, está lá o corpo estendido no chão.

Ana depois eu volto com calma.

24 de agosto de 2007 10:42  
Anonymous 1ª Lady Newton disse...

Wolverine - o Logan!
Quer saber? Fujo não. Apesar de pekenina, minha língua é uma metralhadora! E qualquer coisa, eu tenho bom considionamento físico e sou boa na corrida!

Muito franca né? Corre de vez em qdo é digno pra fazer a phynna!

24 de agosto de 2007 10:53  
Blogger Ana Paula disse...

André, sou uma lady... Não a Lady, mas uma lady... Mas às vezes a lady se esconde, a lavadeira sobe nas tamancas e desce o morro... Ih... Uma força da natureza!

Wol, obrigada. Já que não sou a Giselle, preciso sar outras armas, não é. Inteligência (de novo isso?) serve pra isso tb!
Furacão Lady? Perfeito, adorei!

Ricardo: Quando e se quiser, fique à vontade.

Lady, linda, tamanho (altura!) não é documento. Pelo menos em alguns casos, não é?

24 de agosto de 2007 10:57  
Blogger Ricardo Rayol disse...

Uma estória dessas é sempre instrutiva. Classe e o bote de uma cascavel eheheheheeh.

Já passei por algo parecido, mas não tão classudo.

24 de agosto de 2007 11:20  
Blogger a calma alma má disse...

Ana, quem me dera eu tivesse lido isso há um mês.
Meu confronto foi na praia, quer pior território do que esse?
E a ex era super ultra mega tudo de perfeito, carioca da gema. Eu e meu brozeado à la Nicole Kidman, deveríamos ter dado uma chinelada nela, e nele.
Mas enfim, fui uma anta. Quem sabe na próxima libero a vaca que há em mim e mando o salto da tamanca pra cima deles.
Bjo

24 de agosto de 2007 12:26  
Blogger Ana Paula disse...

Rayol, classe is my middle name, rs rs rs...

A calma alma má... Ah, a gente não pode se intimidar diante de uma vaca qualquer não. De jeito nenhum. Você e seu bronzeado, podiam e deviam ter dado uma lição na mulherzinha, sim. Se ela fosse tãããããão perfeita assim, não era ex.
Ah, sou carioca e meu bronzeado anda a la Nicole também...
Camapnha: suba nos saltos e libere a vaca que está dentro de você!

24 de agosto de 2007 12:34  
Blogger Ana Paula disse...

PS: Praia é um território hostil e acidentado, mesmo. Afffff!

24 de agosto de 2007 12:35  
Blogger Vinicius disse...

Esse cara ai deve ter a conta $$$ bombando rs...

24 de agosto de 2007 12:39  
Blogger Ana Paula disse...

Como assim, não entendi... Rico? Comentário mais maldoso... Como sou boazinha e paciente, vou responder. Era nada. A gente dividia todas as contas, se vc quer saber. Mas era um cara bacana. Por isso valia a pena brigar por ele. Aliás, mesmo que fosse um otário, naquela situação qq uma brigaria. Quando vocês vão entender que mulher não se interessa só por dinheiro?

24 de agosto de 2007 12:44  
Anonymous 1ª Lady Newton disse...

calma alma má:

TAMANCA FLYING RULES!

Lembre-se disso e siga, muito franca e sem culpa, super phynna largando a Tamanca Prada pra cima da xexelenta mulata-bronzeada-globeleza! De vez em quando fazer a phynna não é bom negócio e a Maria-Lavadeira tem q entrar em ação! Tem vaca q não entende só no "parlare".

Muito franca? Acho digno!

24 de agosto de 2007 13:09  
Anonymous Dimitri disse...

Boa tarde, Ana Paula, eu disse que voltaria para comentaro post. Parabens, mais uma vez. Adorei, realmente é como você abordou o assunto: Estratégia, planejamento, táticas, uma verdadeira guerra, onde quem perde uma batalha pode não perder uma guera. Muito bom mesmo. Voltarei sempre.
Dimitri

24 de agosto de 2007 13:27  
Blogger Ana Paula disse...

Dimitri, sem medo de ser repetitiva... Obrigada, você é muito gentil. Sobreviver nesse curral de Deus requer táticas de guerra, língua afiada e um pouco de classe classe! rs

24 de agosto de 2007 14:21  
Blogger DrFox disse...

Oi Ana,

Está vendo nem demorou muito pra eu discordar de você.

Imagino que essas coisas são difíceis mesmo para as vacas, lembra do post onde discutimos competição entre vacas?

Minha opinião é que vaca que é vaca mesmo, dona do território não desce do salto nunca, nem na e-nézima vez.

Um olhar ou um gesto em direção ao seu boi, na minha modesta opinião é o que mata a "ex-" a pau.

Afinal ela é "ex-" do boi e não da vaca e compete ao boi dizer onde começa o cercado.

Acho que seu boi portou-se bem, mas sabendo do temperamento que tornou a "ex-" ex-, deveria partir dele a iniciativa de impedir o inicio da provocação.

Mas é aquela coisa, isso é mais fácil dito do que feito.

Para poucos! Muito franco.

Bjs

24 de agosto de 2007 14:25  
Blogger Ana Paula disse...

Oi, meu caríssimo Dr. Fox!
Eu estava me surpreendendo com o fato de Eu estar concordando em tudo com você, pois sabia que você discordar de mim era apenas uma questão de tempo. E pouco!

Mas quer saber? Concordo com você. Ainda que parcialmente. Vaca que é vaca permanece no salto o tempo todo. Muita classe e educação. Sinal de que é esperta.

Acontece que vivemos em um mundo onde há mais mulheres disponíveis - ao menos é o que parece - do que homens. E essas mulheres estão cada vez mais belicosas e competitivas... E, pior, às vezes não entendem a sutileza de palavras bem ditas. E aí, meu amigo, nem todos os Manolos Blahniks no mundo seguram a paciência de uma mulher na hora...

Acho que meu namorado deveria ter dado uma cortada na vaca da ex, sim. Na maior classe também. Mas não era do feitio dele.

Beijo.

24 de agosto de 2007 14:38  
Anonymous 1ª Lady Newton disse...

Ah Dr Fox, muito franca? Acho digno seu comment, mas o negócio é o seguinte:

Tem vaca que fica com "dor na preula" quando percebe q o boi ta mais do q bem com uma linda gatchinha!

As mulheres-barbadas acabam por fazer estas palhaçadas de qualquer forma, mesmo se o bruto dá um chega-pra-la. E o q é pior: são sorrateiras e o fazem escondido. E se vc for falar pro bruto, ele vai te achar fofoqueira! (Muito franca. Odeio pedir ajudinha!).

Acho q Ana não desceu do salto. Ela só respondeu o q a mulher-barbada perguntou! Quem pergunta quer resposta! Ela foi phynna!

Em todo caso, repito: Tem tb as vacas q não entendem o "parole"! Mas é assunto pra outro post! O da VACA SURDA ou da VACA DESENTENDIDA!

24 de agosto de 2007 15:30  
Blogger Ana Paula disse...

Entender "parole" é coisa pra qq vaca não amiga... Às vezes a gente tem que deixá-las apertar a tecla sap, colocar legandas, ou em casos mais extremos, desenhar... Fazer o que, né?

Obrigada, defensora!

24 de agosto de 2007 16:08  
Blogger DM disse...

Lamento Dr. Fox, estou com as meninas, e olha que tenho conhecimento de causa de anos a fio, pois convivo com uma vaca ex, absolutamente sem NOÇÃO a quase dez anos .... Por isso só ando de salto 10, de preferência PRADA, e ainda por cima de couro de cobra, para não queimar o filme do rebanho próprio ....

Tem vacas, que infelizmente não entendem o claro e bom português, e até mesmo não aceitam sua condição de ex - Reconheça, os bois ficam intimados nessas questões pessoais, e aí a vaca TITULAR, precisa demarcar sim seu território, ainda que tenha que descer do salto SIM ! Sou tão LADY quanto a AP e própria LADY, mas as vezes esse tipo de "queimada" com classe se mostra mais do que necessário !

DISGUSTINGS EX-COWS DESERVES THE WORST BUT WITH CLASS ALWAYS !!!

ASSINO EMBAIXO AP E LADY !!!!

24 de agosto de 2007 16:19  
Blogger DM disse...

Sorry, onde esta escrito, intimados leia-se "intimidados" LAYWERS WORDS ....

24 de agosto de 2007 16:21  
Blogger Ana Paula disse...

Tenho defensora e advogada! Obrigada, meninas.

Só me esqueci de um detalhe, meninas... Se encontramos uma vaca-opositora à nossa altura, com a mente rápida e a língua afiada, é preciso saber a hora de parar com o embate verbal, adotar "aquele" olhar de desdém e superioridade... Para manter o salto.

E sim, DM, é tão raro o homem que se mete nesses assuntos. Preferem a confortável distância... Acho que secretamente eles se deliciam por ver duas mulheres brigando, ainda que com palavras, por ele.

24 de agosto de 2007 16:30  
Blogger DrFox disse...

Oi Ana e Lady

Esse percepção de mais mulheres disponíveis não me parece um fato comprovado.

Acredito que podem ocorrer alguns desequilíbrios pontuais aqui e ali.

O que é um Manolo Bla%#$ks??

Sobre os subterfúgios utilizados entre as mulheres, não posso falar, mas vejo a coisa mais estanque.

A mulher ser inserida no "circulo de amizade" de seu homem é um evento importante, cercado de pequenos rituais.

No mais como vocês mulheres tanto frizaram, a outra é "ex-" por algum motivo, e deve ser como tal relegada a segundo plano.

Adoro quando a mulher foca no que é importante, no caso não fazer feio para seu homem na frente dos amigos.

Na situação inversa, quando é a mulher que apresenta é a mesma coisa, o homem deve fazer sua mulher se orgulhar.

Se pintar algum ex- na parada, será bem tratado, mas de forma alguma tomará o palco.

Bjs

24 de agosto de 2007 16:32  
Blogger Ana Paula disse...

Manolo Blahnik é uma marca de sapatos. rs

Estava por acaso comentando isso com a Lady hoje. Não preciso focar em não fazer feio na frente dos amigos do namorado. Eu nunca faço. Não é porque sou poderosa, não. Nada disso! É criação. Fui criada assim, para me ficar bem em qq ambiente. Qualquer. Mas também fui criada para não bancar a bocó e não levar desaforos para casa.
E se tivesse uma filha, a criaria da mesma forma.

Ter classe não significa não ter personalidade... Mas acho que no fundo vc concordaria comigo, se estivesse na mesma situação.

24 de agosto de 2007 16:40  
Blogger DrFox disse...

Oi Ana,

Aproveitando uma folga nesse momento msn.

Personalidade sempre, ponto pra você, qualidade rara.

Concordo que a maioria dos bois se refestela no pasto, uma lástima.

Atitude é para poucos!

Hummmmm! Sapato! Ok! :P

Bjs

ps: acabou a folga, tenho que voltar pro batente.

24 de agosto de 2007 16:45  
Anonymous 1ª Lady Newton disse...

Ah Dr Fox...

vc não sabe o q é uma ex com "dor na preula", viu?

Elas vão lá e dão um jeito de tomar o palco! Ficar sem reação não dá mesmo, pois eu sou phynna, mas não tenho sangue de barata. Tem é q saber a hora de parar pra não virar bate-boca. Aí a AP falou tudo! Nós nos focamos sim no objetivo de agradar os amigos, é a tarefa number 1, mas é preciso impor respeito à bruta que tenta intimidar. Se vc já de cara impõe este respeito, talvez se tornem até amigas, como aconteceu comigo e as modelos-manequins-seguradoras-de-guarda-chuva. Só uma questão de saber pontuar bem a reação!

Muito franca? Até pra ser ex tem q ter dignidade! Só estamos ensinado-as a terem isso e aceitar os fatos!

24 de agosto de 2007 16:46  
Blogger Ana Paula disse...

Obrigada... Se personalidade é qualidade mesmo, essa eu tenho de sobra!
Fox, é sempre um prazer ter com quem discutir! E sim, mais uma vez os comments viraram msn. Uma delícia. Adoramos, não é Lady?

Ladynha da Dindinha... Falou e disse: até pra ser ex tem que ter dignidade. e muita.

24 de agosto de 2007 16:53  
Blogger DM disse...

Ser ex- com dignidade, personalidade, classe, eta exercício árduo, Mas as com classe e "cow-power" conseguem !!!
A AP, conhece minha história particular, ex- com prole de duas mini-vacas. Haja dignidade e classe ....

Mas nada que um bom par de Manolos, Pradas Chimmy não resolva ...

Lady, amei "as vacas-modelos" que seguram guarda-chuvas, realmente para esse tipo de coisa, não se precisa de muita massa cefálica, não é mesmo? Salto nelas, e demarcação de território !!!

24 de agosto de 2007 17:52  
Anonymous Erika disse...

Ahh Salto Prada e lufvas de pelica.. perfeita!!!! rsrs

Elas murcham....

e eles.. babam.. babies.. babam.. rsrs

É por isso que qdo sou ruim, eu sou ótima!!! rsrsrs

Beijos

24 de agosto de 2007 19:29  
Anonymous Anônimo disse...

Minha situação é mais delicada... não tenho muito que marcar território... porque alguns ex, já se foram... e ela ameaça:

- Nunca queira ser meu ex... ha ha ha ha

24 de agosto de 2007 21:01  
Blogger Eu e Ela disse...

Pior ex é aquela que não fala nada e ainda é simpatica, marcar territorio como? E ainda abre a duvida:
-Se ela é tão simpatica, inteligente, divertida por que será que ele não está com ela? será que é ela que não quer? mas e se ela resolver querer?

kkkkkkkkkkkkkk
Adoro fazer isso, quando quero mexer em formigueiro........
As atuais de todos os meus ex que me conhecem me aturam, pq não tem nada contra mim e preferem me manter por perto.......
Mas no caso em questão, mandou bem, vai provocar outra vaca.....

Uma vez um ex veio me apresentar uma namorada, mas ele que queria me provocar, fui tão simpatica apesar do ciume, que ela ficou minha amiga e mandou ele as favas.
Ele até hoje lembra disso, e nunca mais me apresentou ninguém, kkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

Mas cresci meninas, eram coisas de adolescentes, mas mantenho a coisa da simpatia, mas ex misteriosa é sempre pior.
A ex do ex que ainda não é ex, é que é meio bolada comigo, eu era doida pra conhece-la mais ela foge de mim, sei lá por que. Sabem que no ano passado eu que o lembrei do aniversario dela? e o cretino ainda disse isso a ela......

Mas a ex melancolica também é insuportavel, aquela que vive fazendo questão de lembrar da epoca de namoro e tenta te dar dicas de como lidar com o boizinho, ora se ela soubesse estaria com ele não acham?

bjs

25 de agosto de 2007 01:45  
Blogger Beth Santana disse...

Normalmente sou uma ex super boazinha. Acabou...então....acabou e cada um para seu lado. Se ocorrer o caso da gente se esbarrar por ai, então, é um oi, tudo bem, beleza, tudo certo? ........ e ponto final.

E so tive 1 probleminha com ex dele que por coincidencia era irmã de uma amiga da faculdade. Uma vez em um jantar após um evento, onde ela era uma das organizadoras, ela na mesa, aliás uma mesa tipicamente masculina, me disse: que coincidência não é mesmo? Temos 2 coisas em comum. Qualquer coisa que você precisar pode me perguntar. Ficamos juntos 5 anos e conheço ele com a palma da minha mão, posso te ajudar a entendê-lo.

- Ah Obrigada. Mas como vou pedir ajuda a alguém que não segurou o cara depois de 5 anos? Obrigada, mas deixa rolar.

Ele não estava no evento, mas soube do ocorrido pelo clube do bolinha presente. Me perguntou o porque não havia falado para ele do tinha acontecido. E eu só respondi que não bato palma para maluco dançar e muito menos para ex ganhar moral.

Fora esse caso, nesses anos todos, nunca tive problemas e nunca dei problemas.

Genteeeeeeeee
Bom final de semana ....
Fui

25 de agosto de 2007 08:51  
Blogger Mélica disse...

Oiiii!! No meu post de hoje, convido vocês a participarem do "FEEDBACK", respondendo a seguinte questão: "A coisa mais importante que aprendi ao longo dos anos?" através de um post em seu blog! Agradeço se desejar participar!;)
Beijão e um ótimo domingo!

25 de agosto de 2007 18:03  
Blogger Lih disse...

Me considero uma boa ex, gente... não costumo cutucar as atuais dos meus ex, até porque o passado já acabou.
Essas ex que ficam pesando são pessoas que precisam de auto-afirmação, que não confiam no próprio taco e ficam tentando a todo momento mostrar pra atual que são melhores do que elas.

Quando a mulher sabe do seu potencial, jamais vai ficar competindo com atual-do-ex, mas sim vai se focar em seus próprios interesses, como por exemplo, o seu próprio atual, e não seu ex.

25 de agosto de 2007 19:29  
Blogger Sandra Leite disse...

Já aconteceu parecido comigo. só que minha irritação já era enorme e não tive dúvidas...
O sarcasmo e a ironia acompanharam com a frase " Sério que vc namorou com ele? Pois é, ele sempre se aperfeiçoando"...e dei uma risada fingindo que era piada, mas era uma ....dfjfgjb4
Coisas que as escorpianas fazem bem.:-)

beijos

26 de agosto de 2007 02:06  
Blogger Ana Paula disse...

Sandra, mexer com escorpiana? Ah é só para ex desavisadas, não é?

Lih, ser uma ex boa gente devia ser regra. Ficar na sua é uma boa regra. Claro que sempre rola uma comparação mental. Somos animais competitivos... Mas ela não pode sair da nossa cabeça.

Mélica, obrigada pelo convite, vou passar lá. Um beijo.

Ex melancólica, Sara? Putz, deve ser um saco. E você parece ser uma ex bem legal... Simpática? Hum, boa tática...

Bethíssima, intensa sempre, hahahahaha!

Anônimo... Be afraid, my friend... Não parece uma ameaça... É uma ameaça! rs

Erika... Como eu, hahahaha!

DM, as vacas-modelos-que-seguram-guardas-chuvas que a Lady fala são aquelas das corridas, sabe?

26 de agosto de 2007 10:16  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



 

 

Um olhar feminino sobre o universo... digamos, bovino. Mulheres falando da vida e de outras mulheres.
Mulheres explicando às outras que, querendo ou não, somos todas umas vacas!




A calma alma má
A cor da letra
Adão Braga - Corpo, alma e espírito
Adão Braga - Conectado
Aletômetro
All Racing
Apoio Fraterno
Ansiosa e prematura
Avassaladora
Banana com peperoncino
Bomba MH
By Oscar Luiz
Coisas e tralhas - Mutumutum
Colóquio
Concerto em Dó Menor
Conversas furtadas
Eu sei, mas Esqueci
Eu sou garota?
Fábio Centenaro
Geek Chic
Gothicbox
Hipermoderna
Immortal lust
Instant Karma
Isso é Bossa Nova!
Irmãos Brain
Jornal da Lua
Juarez, o cabrito montês
Limão Expresso
Luz de Luma, yes party!
Jogando Conversa fora
Mas, bah!
Mais atitudes
Matérias repugnantes de um brejo
Melica
Memórias póstumas de um puto prestimoso
Meu cantinho
MOrsa sem pelo
Mulher é tudo bandida
Mulher Remédio
Neuróticos modernos - Filosofia mequetrefe
O estranho mundo de Mila
Oncotô?
Os pensamentos de eu e ela
Paola, a estranha
Papo de buteco
Pensar enlouquece, pense nisso
Pererecas em chamas
Pérolas políticas
Remembrança
Saber é bom demais
Sem frescura
She's like the wind
Sinceros receios
Smile
Sobre sapos, pererecas e afins
Somos todos uns cachorros
Sou para-raio de doido
Uma mente nada brilhante
Van Filosofia
Vertente
Wolverine responde



Fevereiro 2007

Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Dezembro 2009
Março 2010





Powered by Blogger



eXTReMe Tracker