quinta-feira, 4 de outubro de 2007

O EFEITO TESTOSTERONA EM VACAS !

Literalmente costumamos ser diferentes dos bois em tudo: Seja na maneira de encarar a vida, na falta, por vezes, de objetividade para a solução de questões corriqueiras (admitam: Bois são sempre mais objetivos para tudo na vida!). Fisicamente, então, nem dá para falar! Mas hoje estou convencida que as diferenças que mais pegam mesmo (depois de anos de leitura e de tentar inutilmente entender os bois) acho que são as hormonais mesmo!

E, partindo dessa questão puramente científica-orgânica-hormonal (testosteronaXestrógeno), todo o resto, até mesmo as questões de maior profundidade psíquica, de qualquer relacionamento bovino, parece hoje se auto-explicar!

Sim, amanheci “meio-científica” hoje, mas as razões para tal se deveram a um distúrbio hormonal, que padeci recentemente, por conta de um inusitado processo de stress físico e mental de que me vi acometida!

Sabe aquele desânimo desolador, quando a vaca já desperta cansada, mas tem um mundo por fazer? Andava assim, desanimada, quase que desmaiando pelos cantos, mas honrosamente e de forma desafiadora até, cumprindo minhas pautas de vaca, de mãe, de esposa, de advogada sempre “atolada” em prazos, de administradora de um curral institucional e por aí vai...

Então, como tudo já estava ficando pesado demais e insuportável, e meu humor andava abaixo de zero, resolvi mais do que providencialmente visitar o meu boi-doutor-gineco, para a tal avaliação preventiva e anual de vaca!

Necessário parênteses - Só para vacas: Vacas, não sei como é o relacionamento de vocês, com o tal boi-doutor-gineco. Sei por certo, que algumas abominam o tal exame, que de fato é para lá de desconfortável e incômodo. Mas, para mim, ir ao doutor em questão, é um verdadeiro bálsamo! Porque o meu boi-doutor é muito mais do que um simples “Boi Dr. Ginecologista”! O cara deve ter feito pós-graduação em psiquiatria de vacas, pois parece entender como ninguém, as verdadeiras aflições, neuras e psiques femininas, muito antes de convidar a vaca, ao “xarope-exame ginecológico” de praxe!

Juro, saio de lá, pisando nas nuvens, me sentindo a vaca mais feminina do planeta, e simultânea e momentaneamente feliz por ter nascido vaca-mulher! Lá me permito falar com o tal boi, durante uma hora, de todas as minhas mazelas íntimas de vaca – as quais, diga-se de passagem, são quase sempre comuns a todas as vacas! Desde as indisposições de ordem orgânica, até do andamento da vida e da relação com os bois conviventes, enfim fala-se de tudo um pouco...

E boi-doutor ali te escutando atentamente, e dando a entender, que quer de fato compreender todas as “nuances” e apreensões femininas de qualquer vaca! Não pude deixar de pensar, em meio a tal consulta: Ah! Se todos os bois fossem assim, e/ou se ao menos se dispusessem a ouvir as vacas dessa forma, que maravilha seria viver em coexistência com os parceiros de rebanho!

Mais do que necessário parênteses comuns a todo rebanho leitor: Antes que alguns incautos(as), maliciem sobre a questão, já vou logo adiantando que, o que de fato me seduz e encanta em alguns profissionais da área médica, é justamente esse tato, essa disposição e psicologia, essa atenção por vezes providencial dispendida a um paciente, que extrapola os limites de uma consulta estritamente técnica!

Sim esta, deveria ser a regra, e não a exceção em todas as áreas das ciências humanas, porque já restou patentemente comprovado, que toda a patologia orgânica, invariavelmente sempre vem agregada a uma questão psicossomática, principalmente em casos de stress de vaca!

Resumo da ópera: depois da análise dos exames clínicos, e em meio ao citado, delicado e humano, sensível e enriquecedor diálogo psicológico travado com o dr. em questão, veio o diagnóstico final. A vaca aqui, em decorrência de “stress”, estava com os índices de testosterona abaixo da média, daí o desânimo para tocar a vida, o cansaço por vezes insuportável, à indisposição e a pouca benevolência para com as questões ligadas ao sexo oposto...

Então, por recomendação médica, comecei a partir de então por usar doses módicas e cutâneas da indigitada testosterona, morrendo de medo de amanhecer vaca barbada, peluda e com mugido grave! Mas aconteceu exatamente o inverso:

Após algumas doses da inusitada “droga bovina típica dos colegas de rebanho” e determinante de quase todas as reações bovinas masculinas, o mundo parecia ter amanhecido de repente, cor de rosa de novo para mim!

A vaca acorda agora “super-dispostona”! Um pouco mais mandona talvez e certamente mais determinada também, como geralmente costumam ser os bois machos...

E os “bois”, então... HUMMMMMMM, agora estou olhando para eles com outros-olhos, eu diria com olhos de testosterona na veia, se é que me entendem. Sim o mundo agora parece mais “caliente”, e com conotações mais apetitosas!

Só por aí, e por sentir a coisa toda na pele, já dá para entender um pouquinho mais de algumas das reações tipicamente masculinas diante do mundo, e das próprias colegas de rebanho...

Muito estranho tudo isso, né? Mas não se preocupem, o “galo-mor” do curral aqui, continua sendo o boi mesmo, e devo confessar que tenho me sentido, nesses dias mais feminina do que nunca!

Mas que estou tomada por uma “força” e disposição estranhas para encarar qualquer “fight-bovina”, isso é fato: PROVÁVEL EFEITO TESTOSTERONA !

14 Comentários:

Blogger Cristiane Martins disse...

Amiga DM, tu vai num Psico-Gineco... que xique hein heheheh
A minha é medica pq me sinto mais a vontade... na verdade tenho trauma de gineco homem pq o meu primeiro gineco era meio turrão... não gostava dele... agora prefiro alguém que tenha o mesmo equipamento, pelo menos nessa hora. E só. hahaha
Sobre a tua amiga que mora em NOVO HAMBURGO, quem é? Será que conheço?
Bj com muita testosterona.
Tá doidona!!! hehehe

4 de outubro de 2007 21:17  
Blogger Wolverine Logan disse...

Essa não é novidade pra mim, pois como bom doctor de vacas(essas de verdade)que sou, desde muito usava hormônios masculinos para alterar o comportamento delas, é o que chamamos de vacas androgenizadas, usadas para identificar o período fétil de outras vacas para serem inseminadas artificialmente.

Não sei se já lhe falei mas sou Zootecnista e trabalhei anos com reprodução animal.

Beijos minha androgenizada amiga

5 de outubro de 2007 00:47  
Anonymous Daniel disse...

Eu nunca quis entender essas diferenças entre vacas e bois. Parto do princípio de que, nem Frued deu conta de entender vocês, imagine eu rsrsrsrs.
Gostei do teu blog, passa lá no meu.

5 de outubro de 2007 02:19  
Blogger Eu e Ela disse...

Eu uso um implante de um esteroide que me aumenta os niveis de testosterona, é divino, tirando que os niveis de celulite vão quase a zero, os musculos ficam torneados, no começo pensei que estava virando homem, mas depois relaxei e aproveitei.
Também tenho um psico-ginec. não vivo sem ele, é bom ter um medico que não pensa só no seu orgão reprodutor e sim na sua qualidade de vida.
tenho andado sumida, mas voltei.
Bjs

5 de outubro de 2007 10:46  
Blogger Fábio disse...

Adorei.
Simplesmente adorei.
Linkado para voltar aqui sempre.
E sobre a testosterona... eu não acreditava nisso até que um amigo meu que trabalha num laboratório arrumou duas amostras de um tal "perfume" turbinado.
Foi interessante... hehehehe.
Espero ser bem-vindo.
Abraços

5 de outubro de 2007 16:04  
Blogger Van disse...

Querida....
Tá se sentindo poderosa?
Cor-de-rosa?
Que delícia!
Eu confesso que ando precisando de um pouco dessa testosterona!!!!!
Beijuca, amore.
Love you!

5 de outubro de 2007 19:24  
Anonymous Adao Braga disse...

Pôxa!!! Tudo reduzidos a uma substância chamada hormônio. Milhões de anos da criação divina, ou quem sabe, bilhões de ano de evolução, tudo reduzido a mero Hormônio...

A outra: É o cara te ouve uma, apenas uma mísera hora, e já é o cara, mais legal do mundo... e este (Não por mal) miserável herói que suporta todos os outros dias da semana???

Anos de TPM. Anos de dedicação e resistência, paciência e "tudo destruido" por uma visita a um gineco legal... que por sinal você até pagou pra ele, e este outro, o herói de fato, faz por sentimento.

Em que mundo vivemos meu Deus, em que mundo???

ha ha ha
sniff!!! sniff!!!

Essa semana parece que foi pancada pra muita gente, não foi??? Viram que uma boa parte postaram bem pouco???

Abraço queridas!!! BOm fim de semana!!!

5 de outubro de 2007 20:25  
Blogger Eu e Ela disse...

Adão, o meu me ouve a qualquer hora, as vezes me pergunto como ele me aguenta....
bom estamos 11 anos juntos....
Já tivemos atritos mas nada que me fizesse desistir dele ou ele de mim.
Vai me dizer que vc gosta da TPM?
BJS

5 de outubro de 2007 23:45  
Blogger Claudia disse...

Verdade, eu como pererecóloga de profissão, sei bem o que é consultório. Somos terapeutas sim, com certeza! Mas, sabe que pra mim isso sempre foi prazeiroso, é um grande aprendizado ouvir as moçoilas, aconselhar, ser aconselhada, etc.
Qto aos hormônios, vc tem toda razão!! Quase tudo é guiado por essas substânciaszinhas danadas de boas, mas meio sapecas vez em qdo... Olha, Testo rules, mas tem q usar c cuidado sim pq tudo q é bom, tem seus efeitos colaterais... não se pode ter o paraíso o tempo todo!
Dois comentários:
- Pererecas (ou vacas) diferem dos sapos (ou bois) principalmente por uma coisa hormonal chamada CICLICIDADE. O sobe e desce, a alternãncia entre os hormônios é q faz a pepec mudar tanto, digamos, de humor.
- Vou mais além, hormônios, ciclicidade, isso explica muito, mas... pra mim, a diferença começa antes... o problema tá numa coisita minúscula chamada cromossoma sexual Y!! "A mulher só é mulher porque não é homem". Machista?? Não, geneticamente falando, essa frase tá correta! Tem Y, vai ter testo e vai ser sapo. Na ausência do Y e ausência da testo, viramos pererecas...
Se geneticamente é simples, a gente complicou um bocadinho do lado de fora... rsrrsrsrrssr
bjksssssss

6 de outubro de 2007 15:03  
Blogger Mélica disse...

Como sempre ótimas histórias por aqui!
Faz tempo que não encontrava tempo para ler os blogs dos amigos, por isso vou me atualizando agora!;)
Beijos e que tenham um ótimo dia!

7 de outubro de 2007 04:53  
Blogger Leticia disse...

Gente que descoberta!
Amei o blog e sabe vou na minha vaca-gineco-psicológa perguntar desse tetosterona....!
Ando aasim acordandando com votade de ir dormir, isso quando durmo.
Voltarei com certeza!

7 de outubro de 2007 16:13  
Blogger a calma alma má disse...

Hummm, tô precisando ver a vida mais cor de rosa. E também de um gineco terapeuta e também de um pouco mais de paciência e também entender um pouco mais como pensam nossos queridos bois e ai.. tanta coisa.
Que bom que pelo menos você tá melhor!
Beijos.

7 de outubro de 2007 18:44  
Blogger DM disse...

Gente, desculpem só pude ler vocês agora !So ... NECESSÁRIO FEEDBACK !!!

Cris - Não to doidona não, mas de fato me sentindo bem melhor ...

Mutante: Vacas androgenizadas ????
Acho que ainda não fiquei andrógina, mas que estou bem mais disposta para tudo, ah isso to mesmo... Já sabia que você era zootécnico, by the way, Qual a diferença entre veterinário ???

Daniel: Vou te visitar sim!

Eu e ela: Psico-ginecos são ótimos e fazem um bem danado ... Definitivamente não dá para viver sem eles ...

Fábio: Que bom que VOCÊ gostou de nosso modesto curral, volte sempre que quiser!!!

Van: Se fosse médica, te prescrevia testosterona agora, deve fazer misérias no lado musical e poético de cada um !!!

Adão: Hormônios são determinantes, sim !!!! Se consola ...

Quanto ao gineco: Ele é meu médico há anos, e anualmente é hora mais bem paga do mundo ... O "mísero-boi-herói" com quem convivo, atura sim minhas TPMS, mas nem sempre se dispõe a ouvir as mazelas de vaca como o citado Doutor .... A diferença entre ambos? Conhecimento técnico talvez ... Mas querido sossegue: "Nada foi destruído". Veja a coisa pelo lado bom... A tal ida ao gineco, sempre melhora e muito a nossa qualidade de vida e a relação bovina também HÁ HÁ HÁ EFEITO TESTOSTERONA!!!

CLÁUDIA: Como disse, todo o profissional das humanas precisa ter um pouco de psicologia .. Nem me fale em cicilicidade, meus ciclos hormonais estavam me deixando louca e cansada demais ... Concordo com você, a grande diferença entre bois e vacas é cromossômica mesmo, o Y, talvez seja o grande diferencial, vai ver é a "perninha" da letra Rsrssrsrsss....

Melica: Bom ver você de novo por aqui!!!
Calma Alma Má - Um gineco-terapeuta é indispensável sim ... Sim estou bem melhor...

Beijos em todos !!!

8 de outubro de 2007 10:07  
Anonymous Angelina disse...

Geente, adorei esse post além de tudo muito informativo. Não sabia desse negócio de testosterona não, vou procurar me informar! hehehe também tenho umas crises de indisposição que são foda... =//

muito bom saber! =D

10 de outubro de 2007 18:03  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



 

 

Um olhar feminino sobre o universo... digamos, bovino. Mulheres falando da vida e de outras mulheres.
Mulheres explicando às outras que, querendo ou não, somos todas umas vacas!




A calma alma má
A cor da letra
Adão Braga - Corpo, alma e espírito
Adão Braga - Conectado
Aletômetro
All Racing
Apoio Fraterno
Ansiosa e prematura
Avassaladora
Banana com peperoncino
Bomba MH
By Oscar Luiz
Coisas e tralhas - Mutumutum
Colóquio
Concerto em Dó Menor
Conversas furtadas
Eu sei, mas Esqueci
Eu sou garota?
Fábio Centenaro
Geek Chic
Gothicbox
Hipermoderna
Immortal lust
Instant Karma
Isso é Bossa Nova!
Irmãos Brain
Jornal da Lua
Juarez, o cabrito montês
Limão Expresso
Luz de Luma, yes party!
Jogando Conversa fora
Mas, bah!
Mais atitudes
Matérias repugnantes de um brejo
Melica
Memórias póstumas de um puto prestimoso
Meu cantinho
MOrsa sem pelo
Mulher é tudo bandida
Mulher Remédio
Neuróticos modernos - Filosofia mequetrefe
O estranho mundo de Mila
Oncotô?
Os pensamentos de eu e ela
Paola, a estranha
Papo de buteco
Pensar enlouquece, pense nisso
Pererecas em chamas
Pérolas políticas
Remembrança
Saber é bom demais
Sem frescura
She's like the wind
Sinceros receios
Smile
Sobre sapos, pererecas e afins
Somos todos uns cachorros
Sou para-raio de doido
Uma mente nada brilhante
Van Filosofia
Vertente
Wolverine responde



Fevereiro 2007

Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Dezembro 2009
Março 2010





Powered by Blogger



eXTReMe Tracker