quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Em busca do namorado perfeito


Eu sempre gostei de seriados americanos... Podem atirar pedras no telhado do meu curral, não tô nem aí. Gosto, mesmo. Desde de Perdidos no Espaço (sim, já passei dos 30, os mais novos nem vão saber do que se trata!). Fui com a cara de Desperate Housewives desde o primeiro capítulo. Eu via, na época do lançamento, um pouco de mim nas quatro protagonistas: na dona de casa maníaca por limpeza e por aparências, na separada que tenta recomeçar sua vida amorosa, na mãe que se mata para cuidar da casa e dos filhos, na latina mais animadinha.

Todo seriado rende frutos para a emissora, para os produtores e para os atores. Os mais comuns são cd's e dvd's da série e os souvenirs, como camisetas, canecas, chaveiros... Linhas de roupas, jóias e perfumes também são lançados. Mais raramente, um livro é publicado.

Felicity Huffman, a atriz que interpreta a Lynette Scavo em Desperate Housewives, escreveu com Patricia Wolff, produtora de TV americana, o
Guia Prático para um Namorado Perfeito. O livro não tem muito a ver com o seriado, mas com certeza vai embarcar no sucesso dele... Pelos trechinhos que eu li, parece que tem umas dicas bacanas e divertidas para os rapazes interessados em aperfeiçoar sua capacidade de entender, atrair e agradar às mulheres...

Nem por um segundo eu me engano. Para mim, esse é o tipo do livro que os homens vão desdenhar e que as mulheres vao devorar em poucas horas. Meninas, não vale dar o guia de presente de Natal... De qualquer forma, fica a ficha, para quem se interessou (Sim, as Vacas também são cultura!):

Guia Prático para um Namorado Perfeito
(A Practical Handbook For The Boyfriend)
Editora Gente

224 páginas
Preço: R$ 35,00


PS: Não foi uma dica para você... Início de namoro é sempre perfeito... Mas se um dia eu esquecer um exemplar por aí... Leia!

Em tempo: Lá no site da Editora Gente você encontra o primeiro capítulo para leitura. Resolvi colocar um trechinho aqui, só para eliminar qualquer impressão de que o guia seja mais um tratado que "puxa a brasa para a sardinha das mulheres". Para ler todo o primeiro capítulo ou saber onde comprar, clique aqui.

"Matemática feminina

Então, vemos as coisas de maneira diferente, mas isso não é tudo; também sentimos de maneira diferente. As mulheres estão em contato com uma variedade muito mais ampla de sentimentos do que os homens, e esses sentimentos são muito mais intensos. A lista de verificações emocionais de um homem é extraordinariamente básica:
• Estou com fome?
• Estou com sono?
• Estou com tesão?
Se ele estiver satisfeito nessas três áreas, não precisará de mais nada. A lista de verificações emocionais de uma mulher é mais parecida com um romance russo. É longa, complicada e confusa, sem falar que você gasta muito tempo procurando conhecer bem todos os personagens da trama.
Por vermos e sentirmos as coisas de maneira diferente, logo também somos diferentes no modo de tomar decisões. Vocês, homens, preferem um processo de tomada de decisões repetitivo e definido, e sempre será dessa forma. Por exemplo:
A. É hora do jantar.
B. Quero comer carne e, como o restaurante tem televisão, poderei assistir ao jogo.
C. Vamos à churrascaria do Bruno.
A equação pode ser escrita do seguinte modo: A + B = C.
Faz sentido, não é? Já para a sua namorada, o processo é mais ou menos assim:

A. É hora do jantar.
B. Pergunto se não saímos demais – ou talvez devêssemos sair mais – aliás, será que paguei a fatura do meu cartão de crédito? A churrascaria do Bruno tem uma decoração que me faz lembrar de uma festa a que fui anos atrás – e que foi horrível –, onde todo mundo riu do meu cabelo. A propósito, será que preciso lavar o cabelo se formos sair? Por que os homens sempre querem comer tão tarde? Churrasco é muito bom, mas depois vou me sentir empanturrada de tanta comida e o sexo não será tão legal. Tudo isso é demais para mim!
C. Não, não posso sair para jantar, estou cansada; por que você não consegue entender isso?

A equação dela é assim: A + B x L(!!)¸ K Ö S ³ T ** + S(R) = C
Chamamos a isso de matemática feminina.
Sua namorada acreditará que o raciocínio dela é linear e cuidadoso, que a decisão dela é lógica e justificável. Você assistirá a todo esse processo boquiaberto, em perplexo silêncio e pensará: “Ela é louca”.
Vocês, homens, fazem um grande esforço para tentar descobrir os mistérios das mulheres. Vocês dão o melhor de si. Sabemos disso. O problema não está na falta de esforço nem na falta de prática. Isso não funciona com as mulheres. A familiaridade não resulta em compreensão.
Conhecemos um homem que tem sete irmãs, e pais que têm muitas filhas. Além disso, existem os polígamos ou as celebridades que, a cada semana, aparecem na mídia com uma mulher diferente. Seria de presumir que todos eles são especialistas em assuntos femininos. Errado. O pai com suas filhas, o irmão com suas irmãs, o cara com suas seis esposas, todos eles estão igualmente no escuro quando se trata do enigma das mulheres. A propósito, não conhecemos nenhum desses artistas, mas, de acordo com as revistas de fofoca, são todos tão ignorantes no assunto quanto qualquer um que tenha um pênis.

Manter a loucura na garrafa

Sabemos que você acha que nós, mulheres, somos loucas. Não concordamos (nos conhecemos muito bem), mas não queremos que você fique assustado; por isso, preferimos “manter a loucura na garrafa” por, pelo menos, quatro ou cinco meses, até conseguirmos segurá-lo. Depois, deixamos cair aos poucos algumas gotas de nossa verdadeira essência, a verdadeira maneira de pensarmos e sentirmos. É impossível deixá-la presa na garrafa para sempre."

Marcadores: ,


13 Comentários:

Anonymous Anônimo disse...

Mô, você sabe que faço de tudo pra ser perfeito pra você, né?!
Perfeito não, pq é chato. Faço o melhor pra te fazer feliz.

Como sou adepto do "é melhor prevenir do que remediar", vou te dar um exemplar, tá?! rs

Aí, caso vc deixe ele por "descuido" na mesa da cozinha, vou saber que fiz cagada! rs

Te amo, Ana Paula.

Beijos

29 de novembro de 2007 08:20  
Blogger Fábio disse...

Sutil.
hehehehe.
Interessante.
Abraço

29 de novembro de 2007 08:31  
Blogger DM disse...

Adorei o post, afinal esse Blog continua mantendo sua proposta cultural e elucidativa sobre as relações entre homens e mulheres!!! Gostei principalmente das equações matemáticas, SOU ZERO A ESQUERDA NA MATÉRIA, MAS ACHO QUE AS EQUAÇÕES TRADUZEM TUDO,SEM PRECISAR ENTENDER!!!

A DECLARAÇÃO DE AMOR DO BOI FOI LINDA, INÍCIO DE RELACIONAMENTO É ASSIM MESMO UMA DELÍCIA ... ESPERO QUE SE MANTENHAM DESSA FORMA, UM SEMPRE TENTANTO AGRADAR AO OUTRO ...

BEIJOS, SAUDADES

29 de novembro de 2007 09:44  
Blogger Ana Paula disse...

André, por enquanto é tudo perfeito e não é uma perfeição chata. Mas fique atento aos sinais... Se o livro se materializar na sua frente, marcado em determinadas páginas e parágrafos... Leia, hahahah!

Beijos!


Fábio, sutil? Eu??? rs


DM, é pra isso que a gente está aqui: divertir, fazer rir, fazer pensar... mesmo que seja em besteira, hahaha!
Matemática não é comigo, deixo essa parte pro André. Que amor que ele é...
Estou com saudades também!

29 de novembro de 2007 10:00  
Blogger imago♠ disse...

pelo visto ta todo mundo em busca do verdadeiro amor neste fim de ano !!! =)

29 de novembro de 2007 11:10  
Blogger Fabiana disse...

ana querida, vamos montar um grande evento com a participaçao obrigatoria dos homens da cidade e fazer uma leitura do livro. Ver se assim aprendem alguma coisa.

bj

29 de novembro de 2007 11:48  
Blogger Ana Paula disse...

Imago... Nada como entrar em 2008 com o pé direito e um novo amor! Ainda dá tempo!

Fabi, se der pra gente ganhar dinheiro com isso e ainda por cima abrir os olhos dos homens... Tô dentro!

29 de novembro de 2007 11:51  
Anonymous Wagner Fontoura disse...

"• Estou com fome?
• Estou com sono?
• Estou com tesão?
Se ele estiver satisfeito nessas três áreas, não precisará de mais nada."

Isso não é um homem, é a descrição de um Tamagouchi - huahauhahua

Muito bom! :P

29 de novembro de 2007 12:05  
Blogger MH disse...

O problema não é colocar a loucura na garrafa. O problema é quando a garrafa é de dois litros. rsrsrs.

Marcelo Henriques

29 de novembro de 2007 13:17  
Blogger Ana Paula disse...

Wagner... Basicamente, é isso, mesmo, hahahaha!

MH, e o que dizer dos garrafões, como aqueles de vinho? Haja loucura para engarrafar ali!

29 de novembro de 2007 13:41  
Blogger Lyn Monroe disse...

Qdo algum amigo me fala q fulana é louca, eu sempre falo q todas nos somos loucas! rs
e eles tbem! claro! rs
adoro o jeito como vcs escrevem tratando de bois e vacas.. leio sempre, se nao comento, é pq sou mega preguiçosa! rs
beijos!

30 de novembro de 2007 21:15  
Blogger Ricardo Rayol disse...

Isso que eu chamo de orientação subliminar e pressão expressa.

1 de dezembro de 2007 00:21  
Anonymous Beth disse...

Ahhhhh ... acho que vou comprar mais esse para dar de presente.
Ainda acredito que não existem formulas. Mas há leituras interessntes nesse universo da "auto-ajuda", mas nunca consegui completar uma leitura sequer.
Um classico nesse seguimento e muito aconselhado por especialistas, inclusive religiosos em cursos de noivos é: Por que os homens fazem sexo e as mulheres fazem amor?- de Allan e Barbara Pease

Bjs

3 de dezembro de 2007 17:22  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



 

 

Um olhar feminino sobre o universo... digamos, bovino. Mulheres falando da vida e de outras mulheres.
Mulheres explicando às outras que, querendo ou não, somos todas umas vacas!




A calma alma má
A cor da letra
Adão Braga - Corpo, alma e espírito
Adão Braga - Conectado
Aletômetro
All Racing
Apoio Fraterno
Ansiosa e prematura
Avassaladora
Banana com peperoncino
Bomba MH
By Oscar Luiz
Coisas e tralhas - Mutumutum
Colóquio
Concerto em Dó Menor
Conversas furtadas
Eu sei, mas Esqueci
Eu sou garota?
Fábio Centenaro
Geek Chic
Gothicbox
Hipermoderna
Immortal lust
Instant Karma
Isso é Bossa Nova!
Irmãos Brain
Jornal da Lua
Juarez, o cabrito montês
Limão Expresso
Luz de Luma, yes party!
Jogando Conversa fora
Mas, bah!
Mais atitudes
Matérias repugnantes de um brejo
Melica
Memórias póstumas de um puto prestimoso
Meu cantinho
MOrsa sem pelo
Mulher é tudo bandida
Mulher Remédio
Neuróticos modernos - Filosofia mequetrefe
O estranho mundo de Mila
Oncotô?
Os pensamentos de eu e ela
Paola, a estranha
Papo de buteco
Pensar enlouquece, pense nisso
Pererecas em chamas
Pérolas políticas
Remembrança
Saber é bom demais
Sem frescura
She's like the wind
Sinceros receios
Smile
Sobre sapos, pererecas e afins
Somos todos uns cachorros
Sou para-raio de doido
Uma mente nada brilhante
Van Filosofia
Vertente
Wolverine responde



Fevereiro 2007

Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Dezembro 2009
Março 2010





Powered by Blogger



eXTReMe Tracker