segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

Mulherzinhas...


Nunca fui feminista. Pra falar a verdade, às vezes, acho essa coisa toda um saco. Que me perdoem as feministas... Mulher é mulher, homem é homem. Somos iguais? Hum, sim, mas com algumas diferenças... Ah, a quem eu estou querendo enganar? Temos uma porrada de delas. E não estou falando apenas das físicas, meu bem.

Acho que já mencionei aqui que fui criada pra ser um tipo de mulher diferente... Aprendi a fazer pequenos consertos em casa, usar a furadeira, pintar paredes, a trocar pneus de carro... Fui incentivada a estudar muito e trabalhar. Ainda assim, me ensinaram a cozinhar, lavar, passar, limpar e arrumar. Sempre sendo feminina, sem ser fresquinha - meu pai me dizia: se frescura fosse feminilidade, Clóvis Bornai seria mais feminino que qualquer mulher. Acho que meus pais queriam que eu fosse uma mulher moderna, que não dependesse de homem para ter uma vida plena.

Se deu certo? Sei lá. Mas se eu tivesse uma filha, eu a educaria assim também.

Eu me senti muitas vezes nessa minha vida uma mulher macho pra caramba. Daquelas que mata barata e que não é enrolada por mecânico safado. Que pega a Dutra de madrugada só. Que não tem medo de escuro. De vez em quando, a sensação de independência é boa pacas. Putz, mas tem hora que tudo que eu quero na vida é ser mulherzinha. Quero colo. Quero que alguém pendure os quadros por mim. Quero alguém que dirija quando eu estiver cansada. Que me cubra. Que me abrace e diga que tudo vai ficar bem. Quero alguém que me dê o morango do pão doce, só porque sabe que eu adoro morango... Quero ser mimada. Quero ser mulherzinha... Por que ser Mulher com M maiúsculo o tempo todo cansa. E não sou a única a pensar assim, não. A Fabiana concorda comigo (por incrível que pareça!). Olha lá.

Eu não me importo de assumir o papel de mulher macho, quando preciso. Mas não me esqueço de que sou mulher... Vacas, mulheres, sejamos independentes, fortes, maduras... Mas não nos esqueçamos de nossos momentos mulherzinhas. Meninas, fica aqui a campanha! Voto pelo direito de sermos mulherzinhas quando bem entendermos!!!

Duas coisas, pra finalizar:
  • Há mulherzinhas e mulherzinhas... Não estou falando daquele tipo de mulher que se faz de bebê, fala tatibitati 100% do tempo, só se veste de cor-de-rosa e que idolatra a Betty Boop (é só um exemplo, meninas!)...
  • Ah, achei alguém que me trata assim, quando eu preciso... Delícia! Tá me achando mulherzinha demais? Sim, é éssa a idéia!

35 Comentários:

Blogger André Moinhos disse...

UHAUAHAUHAUHA!!!

Adorei "Quero alguém que me dê o morango do pão doce, só porque sabe que eu adoro morango..." !!! =)

Pândega!

Beijocas

22 de janeiro de 2008 07:46  
Blogger MH disse...

"se frescura fosse feminilidade, Clóvis Bornai seria mais feminino que qualquer mulher:
VIREI FÃ DO TEU PAI.
Em tempo: quem disse que matar barata é coisa de homem? rsrsrs.
(ah, qto a lacraia...eu tenho medo de qualquer bicho que tenha mais do que 4 patas..imagine um que tem dezenas)

22 de janeiro de 2008 09:00  
Blogger Ana Paula disse...

André, obrigada por me oferecer o morango! rs


MH, meu pai era o cara... Ele me dizia isso desde que eu me dei por gente. Me lembro de ele me dizendo isso, eu com quatro anos, chorando pq caí e ralei o joelho...
Na minha casa, matar barata sempre foi coisa de mulher... Sempre me chamavam pra matar as bichas, tirar sapinhos da piscina...
Lacraia tem muitas pernas e ferrão... Que combinação...

22 de janeiro de 2008 10:21  
Anonymous Anônimo disse...

Me lembrou uma música da Betânia: O Lado Quente do Ser. Lembra?

Eu gosto de ser mulher
Sonhar arder de amor
Desde que sou uma menina
De ser feliz ou sofrer
Com quem eu faça calor
Esse querer me ilumina
E eu não quero amor nada de menos
Dispense os jogos desses mais ou menos
Pra que pequenos vícios
Se o amor são fogos que se acendem
Sem artifícios
Eu já quis ser bailarina
São coisas que não esqueço
E continuo ainda a sê-la
Minha vida me alucina
É como um filme que faço
Mas faço melhor ainda
Do que as estrelas
Então eu digo amor, chegue mais perto
E prove ao certo qual é o meu sabor
Ouça meu peito agora
Venha compor uma trilha sonora para o amor
Eu gosto de ser mulher
Que mostra mais o que sente
O lado quente do ser
Que canta mais docemente

22 de janeiro de 2008 11:07  
Blogger a calma alma má disse...

Ana...
Eu seeeempre digo: não fui eu quem queimou o sutiã!!!
Me viro bem em diversas searas. Não preciso que façam servicinhos pesados pra mim,(ou leves) mas ai.. tem horas que eu simplesmente queria não ter que fazer. Ter escolha. Dar uma de mulherzinha. Só quando eu quisesse... Mas tá difícil viu? Cada vez mais me convenço que é o caso de arregaçar as mangas e sair derrubando paredes!!!
Beijinhos

22 de janeiro de 2008 11:08  
Anonymous Pedro disse...

Eu, particularmente, adoro uma mulher mulherzinha de vez em quando... Acho que homem gosta mesmo é de se sentir protetor, provedor...

22 de janeiro de 2008 11:09  
Blogger MUTUMUTUM disse...

Claro! Certíssima! Toda mulher tem de ser macho o bastante pra não depender dos homens nas agruras ra vida, ao mesmo tempo em que tem de se permitir uns carinhos, uns mimos, uns afagos que toda mulher precisa... e nós, os bois, TEMOS de saber fazer :)

Adoro as frufruzices de mulher... nas mulheres, é claro. Já dei um monte coisinhas cor-de-rosa pra minha garota. Adoro qdo ela se sente uma mulherzinha paparicada, ao meu lado... e macho pra caramba no trabalho, nas agruras da vida e talz...

22 de janeiro de 2008 11:15  
Blogger Ana Paula disse...

Anônimo: Adoro essa música!

Calma: Eu tb não queimei!!! Aliás, nunca faria isso!
Tá difícil... Mas não vamos perder as esperanças... E enquanto isso, derrubamos uma paredinha aqui, matamos uma barata ali...

Pedro: Jura??? Nunca tinha ouvido isso antes.

22 de janeiro de 2008 11:15  
Blogger Ana Paula disse...

Mutumutum: Sua namorada é uma mulher de sorte! (Eu tb sou, mas nem vou espalhar isso muito por aí... rs)

22 de janeiro de 2008 11:16  
Blogger MUTUMUTUM disse...

Posso te dar um selinho? Aparece lá no meu blog tosco que indiquei esse aqui pra um selinho que eu inventei (nas horas vagas da vida, é claro): o selo "Blog Alienígena" (passa lá, que vc vai entender) o/

Beijão ^^

22 de janeiro de 2008 11:16  
Blogger Ana Paula disse...

Mutummutum: obrigada!!! Passo lá, já, já! Beijos!

22 de janeiro de 2008 11:20  
Anonymous Pedro disse...

AP, é assim: homem é homem, mulher é mulher. Cada um representando o seu papel. Ser querer soar machista.

Vc tem namorado, né? Sorte dele...

22 de janeiro de 2008 11:24  
Anonymous railander uoston disse...

Hã? Luta pelo direito de ser mulherzinha? Faça-me o favor Dona AP!!!! rs. Isso é natural das vacas!!! (menos uma que me ofendeu no trânsito outro dia - mostrar o dedo não é ser feminina - Só porque eu mandei o chavão: "Tinha que ser a Dona Maria pra fazer merda mesmo!!! - Vai pilotar fogão!!!"). Hunf!
Você devia experimentar cuidar de marmanjo quando tá doente... tem uns cabras que fazem um drama digno de Oscar. Sim, teria uma noção do que é ser mulherzinha!!! rs

Bjos e um aceno de longe pro Sunda!!!!

22 de janeiro de 2008 11:37  
Blogger Ana Paula disse...

Pedro... Vc não é o Pedro amigo da Beth, é? Acho que não.
Tenho namorado, sim... Sorte minha também. E ando tão mulherzinha feliz...

Rai, que saudades! Ah, não é mais tão natural. Depois que umas e outras queimaram o sutiã, tivemos que vestir as calças e ir à luta...
Mostrou o dedo? Feia, mesmo, hahahaha!
Olha, já cuidei de hmem doente... Grande e pequeno. Haja saco, hein? Só sendo muito mulher pra aguentar...
Beijos pra vc e pra princesinha mais linda!

22 de janeiro de 2008 11:49  
Blogger André Moinhos disse...

Poxa, Pedro, obrigado!

Eu me considero um sortudo! Ter a AP ao meu lado é mais que sorte, é uma alegria diária, uma realização. Adoro deixar ela mimimi, mulherzinha! rs

Por isso eu tento fazer bem o meu papel. vai que eu abro espaço pra concorrência?! rs

Abraços

Railander, seu malacabado! Tá sumido. Tudo tranquilo? Tirando o Curintia! rs

Beijundas!

22 de janeiro de 2008 11:49  
Blogger Fabi disse...

Rapazes, eu to solteira e querendo ser mulherzinha, fiquem a vontade. Mandem os curriculos pra Ana aPaula por favor pq ela vai me ajudar na seleçao,rs

O bicha prosa, rs

22 de janeiro de 2008 13:20  
Blogger Ana Paula disse...

André... Adorei! rs


Fabi, sou uma selecionadora meio rigorosa, meio Pollyanna... Tem certeza que vai deixar uma tarefa dessas na minha mão?
De qq forma, rapazes, o recado tá dado! rs

22 de janeiro de 2008 14:37  
Anonymous Anônimo disse...

Você e sua amiga percebem que estão na contramão de outros blogs por aí? Uns até bem populares, diga-se de passagem, onde as mulheres só falam mal de homens. Ou se comportam como homens. O que é o fim da picada. Tem umas que anunciam que vão dar, quantos elas pegaram...

Bom, eu prefiro ser mulherzinha, também. Mulherzinha-macho, hihihihihi!

Adoro seu blog e leio todos os posts, mas sempre fico com vergonha de comentar.

Beijos!

Alêzinha

22 de janeiro de 2008 14:42  
Blogger Murdock disse...

Ué, independência e vontade própria inclui o direito de ser mulherzinha, oras!!

22 de janeiro de 2008 19:18  
Blogger Van disse...

Ana minha linda e DM meu amor....
Tem presentinho pras senhoritas vaquinhas deliciosas lá no VAN Filosofia!

Tô esperando vcs lá pra receberem o mimo.

Amo vocês.
Beijucas

23 de janeiro de 2008 00:06  
Blogger Bridget Jones disse...

Me gusta ser mujerzita. ADORO!
Não gosto muito de dirigir e o doido da vez sempre faz as vezes de motorista!

Mas esta parte do "dar colo" e do "morango do pão doce" foi genial. Tem coisas simples que nos fazem sentir tão especiais, né? E nem precisa de sacrifício nenhum. É prazeroso pra ambos!

Como diz a Lady Newton:
SER MULHRZINHA RULES!
SER TRATADO COMO MULHERZINHA RULES!

Ta devendo uma visita la no "Sou para-raio de doido!"

Obrigada pela força ontem, gata! Tudo sob controle!

23 de janeiro de 2008 07:21  
Blogger Ricardo Rayol disse...

apesar de nao ter a ver comigo apoiadissimo.

23 de janeiro de 2008 12:53  
Blogger Lyn Monroe disse...

Eu concordo totalmente com vc!
o engraçado é q hje mesmo falei isso p um amigo, tem hora q cansa essa vida de mulher bem sucedida e independente! rs
quero colo tbem! rs
q bom q vc ja achou o seu!
Beijos!

23 de janeiro de 2008 21:31  
Blogger Cafeína disse...

leio sempre seu blog Ana, e concordo com a proposta, aliás, parecida com a intenção do meu (que muitos tb não entendem). O dia que conseguirmos este equilibrio das coisas, estaremos a beira da perfeição!! rsrs
bjo e se quiser passa lá pra conhecer

24 de janeiro de 2008 01:50  
Blogger linni_lima disse...

ah, mas não há nada mais gostoso do que ser mulherzinha!
eu tb fui educada [e ainda sou] pra ser uma mulher independente, mas no fundo, adoooro ser mimada, cuidada etc.
acredito que todas as mulheres gostem disso.

bjinhos

24 de janeiro de 2008 16:52  
Blogger linni_lima disse...

ops.. eh a lih aí em cima
(:
uahUAHUhau

24 de janeiro de 2008 16:52  
Blogger Eu e Ela disse...

Eu adoro ser mulher, mulherão, mulherzinha!!!
Eu nasci mulher e aceito ser o sexo fragil.

Ser moderna e mulherzinha, porque não?????


Beijinhos

24 de janeiro de 2008 23:42  
Blogger Ricardo Soares disse...

já tinha visitado mas nunca comentado... eita cantinho bão
beijão

25 de janeiro de 2008 01:18  
Blogger Leticia disse...

Seu pai é um sábio.Essa do Clóvis Bornai é tudo!
Equilíbrio é necessário tanto quanto homens com percepção e sensibilidade em reconhecer nossos momentos " mulherzinha".
Bjks.

25 de janeiro de 2008 12:16  
Blogger MakiN disse...

ola criatura dona do blog... a tempos nao vejo esse seu blog...

na realidade sai a um bom tempo dos blogs...



vo v c volto...

25 de janeiro de 2008 13:29  
Blogger Sandra Leite disse...

Ana,

Fui criada para o mercado de trabalho : estranho, mas não tenho lembranças de meus pais falarem "namore , minha filha". Apenas estude sempre e cada vez mais.
Well, namoro ainda mas confesso que me dou um tanto melhor no meio dos executivos exigente do que fazendo o DR.
Meuns namorados dizem que não preciso deles: M E N T I R A!!!
Mas preciso do colo, do apoio, enquanto les querem decidir o qu eeu vou fazer.
S A C O!!!!
Enquanto o tempo passa...apaixonei-me novamente. Juro, muito tempo sem entender o tal do frio na barriga.
Ele me tira o chão.
Preciso de consultoria.
E me dou o direito de ficar rindo na frente do PC....porque lembrei dele (pq tudo tem que fazer sentido heim?)
beijos nessa tarde paulistana,

25 de janeiro de 2008 17:59  
Blogger rafael disse...

Apenas discordo de uma coisa, do termo "mulherzinha"!

Ora, vocês merecem ser tratadas com todo o carinho e usufruir da liberdade simplesmente por ser mulher!

Nada de Mulher ou mulherzinha.... mulher já basta....

bjus

27 de janeiro de 2008 00:06  
Blogger Sandra Leite disse...

Ai, depois o Rafa pede para eu não me apaixonar por ele.
Tem como?
Hmmmmm

27 de janeiro de 2008 00:07  
Blogger Ana Paula disse...

dro, vc NÃO é o pedro amigo da Beth... Ele já me escreveu avisando...


Alêzinha... Eu e minha amiga adoramos ser diferentes das outras blogueiras, hahahaha! Mas vc viu como tem um monte de mulheres
concordando conoscoo?

Murdock, é isso aí: independente o suficiente pra ser mulherzinha!


Van, minha diva! Prometo, juro, que vou lá hj!


Mutumutum: Prometo o mesmo para vc!


Dra Bridget! Right! Mulherzinha rules!


Ricardo Rayol... Agradeço o apoio! rs


Lyn, mais cedo ou mais tarde a gente acha colo... Obrigada!


Cafeína! Vou passar lá para ler!


Lih, saudades! A mulher que disser que não gosta de ser mimada, está mentindo!


Sarah: mulherão, mulher mulherzinha, é isso sim!


Ricardo, muito obrigada! Comente sempre que quiser!


Lê, ele era, sim. Sabia tudo. Pena que nem sempre eu o escutava... Mas, vc disse tudo: os homens precisam entender que temos que ter nossos momentos mulherzinha. Pô! rs


Makin!!! Quanto tempo, hein? Não tenho entrado no msn. Saiu dos blogs? aposto que volta. Isso é um vício, cara! rs


Sandra, que foto legal! Adorei.
Eu entendo perfeitamete o que vc passa... Somos educadas para sermos Mulheres... Aí, não somos incentivadas a amadurecermos, emocionalmente falando. Não somos incentivadas a namorar muuuuito. se dependesse do meu pai, só depois dos trinta, hahahaha! Por isso, todas nós precisamos de consultoria. Por isso meu namorado de vez em qdo me acha imatura...
O que eu posso dizer? Tá com frio na barriga e flutuando? Aproveita, minha amiga. É bão demais!!! Encaixa e faz sentido? dá medo, né?


Rafa, querido filósofo... Por isso que eu disse... Há mulherzinhaes e mulherzinhas... É só um jeito carinhoso, não depreciativo de dizer.


Beijos e uma boa semana pra todos!!!

28 de janeiro de 2008 08:00  
Blogger Flávia disse...

Olá.....

Adorei seu blog, te linkei lá pra ficar mais facil dá uma olhadinha.

Quanto a mulherzinha, me identifiquei muito com esse texto, pois me considero mulher macho sim senhor!! rsrs

Me viro sozinha, mas tem horas que morro de vontade de um colinho...de um chamego.....(MULHERZINHA)

BJS.

28 de janeiro de 2008 09:50  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



 

 

Um olhar feminino sobre o universo... digamos, bovino. Mulheres falando da vida e de outras mulheres.
Mulheres explicando às outras que, querendo ou não, somos todas umas vacas!




A calma alma má
A cor da letra
Adão Braga - Corpo, alma e espírito
Adão Braga - Conectado
Aletômetro
All Racing
Apoio Fraterno
Ansiosa e prematura
Avassaladora
Banana com peperoncino
Bomba MH
By Oscar Luiz
Coisas e tralhas - Mutumutum
Colóquio
Concerto em Dó Menor
Conversas furtadas
Eu sei, mas Esqueci
Eu sou garota?
Fábio Centenaro
Geek Chic
Gothicbox
Hipermoderna
Immortal lust
Instant Karma
Isso é Bossa Nova!
Irmãos Brain
Jornal da Lua
Juarez, o cabrito montês
Limão Expresso
Luz de Luma, yes party!
Jogando Conversa fora
Mas, bah!
Mais atitudes
Matérias repugnantes de um brejo
Melica
Memórias póstumas de um puto prestimoso
Meu cantinho
MOrsa sem pelo
Mulher é tudo bandida
Mulher Remédio
Neuróticos modernos - Filosofia mequetrefe
O estranho mundo de Mila
Oncotô?
Os pensamentos de eu e ela
Paola, a estranha
Papo de buteco
Pensar enlouquece, pense nisso
Pererecas em chamas
Pérolas políticas
Remembrança
Saber é bom demais
Sem frescura
She's like the wind
Sinceros receios
Smile
Sobre sapos, pererecas e afins
Somos todos uns cachorros
Sou para-raio de doido
Uma mente nada brilhante
Van Filosofia
Vertente
Wolverine responde



Fevereiro 2007

Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Dezembro 2009
Março 2010





Powered by Blogger



eXTReMe Tracker