segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

Tem Vaca no Maraca!

Depois de um final de semana estranho, no qual fiquei praticamente incomunicável e sem notícias da minha Miguxa preferida, meu rubronegro namorado resolveu levar-nos, eu e meu filhotinho, ao Maracanã, para ver o Fla-Flu.

Genteeeeee! O primeiro Fla-Flu a gente nunca esquece. Eu já tinha ido ao Maracanã, mas não pra ver um clássico. A festa é tão linda que eu já chorei na porta, ao ver uma torcida do meu amado time tricolor cantando o hino do clube antes de entrar. E lá dentro do estádio? Nem tenho palavras pra dizer, me perdoem o chavão. Outro show é a torcida do Flamengo... É tudo de bom ver as bandeiras tremulando, mesmo quando o time está perdendo de 4X1...

Bom, como eu sou mulher, não pude deixar de chegar à umas conclusões bem... femininas sobre o espetáculo futebolístico. Vejamos:

1- De vez em quando, o futebol masculino me parece um esporte de viadinhos. Me desculpem, mas os caras se agarram o tempo todo! É impressionante.

2- Esse negócio de dizer que a torcida do Fluzão é elitizada é balela. É tudo igual. Todo mundo é torcedor. Pronto.

3- MH, retiro o que eu disse naquela sua enquete sobre ser homem por um dia: estádio é lugar de mulher, sim. Vi mulheres lindas e gostosas no meio das torcidas organizadas, sem serem importunadas. Vi mães com filhotes de todas as idades. Vi mulheres de vestido e salto alto (No Maracanã??? Tem dó!), de short, de calça, de saia... Brasileiras e gringas. Cariocas ou não. Tricolores e rubronegras. Todas lá, como se estivessem em casa.

4- Não entendi muito bem esse negócio de torcida organizada: os caram passam mais tempo torcendo do que assistindo ao jogo... E tem uns bandeirões lindos, mas que atrapalham a visão do gramado de vez em quando...

5- Mães de filhos de casamentos desfeitos (ai, como estou engraçadinha hoje!), botem reparo no conselho da Vaca que vos escreve: não deixem que seus filhos aprendam tudo que sabem de futebol com vocês... Insistam para que eles, os filhos, vão aos estádios com homens... Eu vi o brilho nos olhos do meu pirralho. Como ele copiava tudo que o André fazia... A alegria e a incredulidade quando eu deixei que ele gritasse os palavrões dos refrões da torcida e que xingasse a mãe do juiz... (Qual é? Futebol não é isso? Depois, na saída, não perdi a oportunidade de lembrá-lo que o uso de palavrões estava suspenso até a próxima incursão ao estádio e que tripudiar de quem perdeu é feio... Ah, sim... Nós ganhamos!)

6- Por falar em palavrão, me surpreendi com a minha capacidade de xingamentos... Não que eu seja uma freira, mas ontem eu estava mais pra estivador, sacam?

7- Depois de me pegar balbuciando "não, não, não" sem parar, como um zumbi, cada vez que a bola estava com o time adversário, entendi melhor o magrelo na minha frente, que se benzia sempre que a bola estava na área do Fluminense: Somos Todos uns Torcedores Neuróticos!!!

8- Embora os banheiros estejam rescendendo a desinfetante, aconselho às mulheres que, ao invés de sorverem líquidos, tomem um sorvetinho. Bebi um copinho d'água de nada antes do jogo e amarguei uma vontade louca de fazer xixi até chegar em casa. Meninas, se estiver calor, vão de picolé.

9- Esse negócio de que mulher vai aos jogos pra ver as pernas de jogadores é boato masculino... De lá de cima, a gente não distingue nada, nadica.

10- A-há, u-hu, o Maraca é nosso! Limpo, organizado, seguro, cheiroso... Não acreditem em tudo que a imprensa noticia. Jornalista é fogo, hahahah!


Pra terminar. Confirmei que meu respectivo me ama. Muito!!! Me levou pra torcida linda do Flusão. Torceu tanto... A ponto de eu desconfiar que ele, secretamente, é tricolor de coração... Tão fofo que eu nem fiquei sacaneando quando o jogo acabou... Fiquei até com pena! Imagino que, no fundo, antes do jogo, ele achava que ia me sacanear. Foi buscar lã e saiu tosqueado, amor da minha vida... Mas te devo um Fla-Flu na torcida inimiga. E prometo que farei de conta que sou rubronegra... Ai, ai, o que a gente não faz por amor...

15 Comentários:

Blogger Fada disse...

Ricaaaaaaaaa

eu adoro esse blog e a visão bem "vaca" dos textos...rsrs

Por isso presenteei esse blog com dois selinhos...dá uma olhada lá no Fada!!!

beijokas e parabéns

11 de fevereiro de 2008 13:15  
Blogger DM disse...

Vaquérrima ... Adorei .... Tudo o que você falou sobre o estádio, o clima, o jeito das vacas se portarem assino em baixo e concordo com você, é muito legal, os novilhos pequenos irem com bois com os bois-grandes ..., porque o reduto e o que se ouve por lá é tipicamente masculino.... Há muitos anos atrás, não vou revelar há quantos anos ...(Eu era vaca adolescente conhecendo o Rio) Meu vô me levou prá assistir um FLA-FLU, um espetáculo, por si só, embora não torcia prá ninguém ...(Mais pro FLU, vai, não gosto do FLA...) Mas amiga, sou meio passional com futebol, (coisa de sempre ser minoria em casa), JAMAIS iria na torcida do GRÊMIO!!!Não tenho estômago para com eles... Inimigo é inimigo !!! Parabéns pelo espírito esportivo de seu boi !!!
PS: Sou phyna de Milão, mas adoro falar palavrão em jogo e xingar o adversário !!!

Beijos

11 de fevereiro de 2008 15:12  
Blogger André Moinhos disse...

Peço desculpas à nação Rubro-negra.
Por um dia virei tricolor. Por você e pelo pirralho, que fique claro.

Na final do carioca nós vamos.
(óbvio que o flamengo vai estar na final... rs)

Beijos!!!

11 de fevereiro de 2008 15:18  
Blogger MH disse...

Meuuuuuuuuuuuuuu, estadio de futebol é tudo de bom.
Eu tenho mo vontade de ir no maracanã, deve ser de chorar de emoção.
Porem um amigo meu, fanatico por futebol sempre diz: quer assistir futebol? fica em casa e ve pela globo...agora, quer xingar, se emocionar, rir, se divertir e viver a maior emocao do mundo?...vai no estadio

11 de fevereiro de 2008 15:20  
Blogger Fabi disse...

Putz miguxa(isso é ridiculo,rs) eu tenho q levar as meninas ao maraca tbm, elas sempre me pedem. Mas vamos num jogo digno, me recuso totalmente a ir pra torcida do flamengo, rs


beijos

11 de fevereiro de 2008 15:54  
Blogger Wolverine Logan disse...

Esse foi só o primeiro Fla-Flu do ano, outros encontros virão por ai, quero revanche.
Mas tudo que você escreveu sobre os sentimentos que nossos times nos causam foi lindo, é exatamente assim que sentimos, é meio que inexplicável como uns caras tentando por a bola dentro do gol adversário pode fazer milhões de pessoas, homens, mulheres e crianças tão felizes.
Muito legal também a colocação quanto a identificação com o masculino, acho realmente importante o pai, o tio, irmão mais velho, padrasto, namorado da mãe ou amigo apresentarem aos pequenos esse universo masculino futebolístico.
É isso ai, até o próximo Fla-Flu.

Beijos

11 de fevereiro de 2008 16:40  
Anonymous Adao Braga disse...

AP... todo homem é interesseiro... de vez em quando, sou até flamenguista!!!

Não somos iguais aos ingleses

11 de fevereiro de 2008 18:57  
Blogger Bridget Jones disse...

Amiga,

Que gostoso alguem fazer isso pela gente né?

A descrição tá ótima, me diverti muito rindo.

Muita paz.

11 de fevereiro de 2008 20:58  
Blogger Oliver Pickwick disse...

Está vendo? Deveria ter ido antes à esta terapia barata e muito divertida.
Beijos!

12 de fevereiro de 2008 08:04  
Blogger Leticia disse...

Incrível esse André!
Vc ganhou na loteria Ana...conheço homens que largariam a mulher pelo time , se infiltrar na torcida inimiga , foi show de amor.

Ah belo texto , uma boa visão feminina de futebol...amo o Maracanã em dia de jogo , a energia é incomparável.

Bjks.

12 de fevereiro de 2008 14:06  
Blogger Ana Paula disse...

Fada, querida, obrigada!!! Beijos.


DM, amiga, não vale, vc sempre gosta do que eu escrevo! rs
Clássicos de qq estado são sempre inesquecíveis, né amiga?
Ah, o André tem espírito esportivo... E um saco de filó, hahaha!
Beijos!!!


Meu amor, eu sei que vc me ama e ama o pirralho! Ficou claro! rs
Muito beijos...


MH, seu amigo está certo. Mas vale a ida ao estádio, sim. É muuuuito mais emocionante!
Beijo!


Fabi, combinadérrimo, miguxa! (batendo palminhas e dando pulinhos de emoção! hahahaha!)
Beijos!


Wol, essa é a graça do Fla-Flu... Não dá para dizer com antecipação quem é que vai ganhar, né?
Até o próximo, então!
Beijos!


Adão, verdade, brasileiros viram a casaca qdo necessário...
Beijos!


Doutora... Só loucos de amor fazem isso, né não?
Beijos!


Oliver Pickwick, não é que vc está certo? Mas pensa comigo: qdo o time da gente perde, deve ser uma terapia às avessas... rs
Beijos!


Lê, muito show de bola esse meu namorado, não é? Eu acho...
Obrigada!
A gente bem que podia marcar um dia, não é?
Beijos!!!

12 de fevereiro de 2008 15:17  
Blogger luma disse...

Ana Paula, bom saber que está amando! O melhor de toda a história!
Eu que não entendo nada de futebol e que não torço para time algum, arrepiei quando o maraca tremeu com a torcida no maraca, imagino vocês!
Tem blogagem coletiva dia 14 de fevereiro, vai? Se puder/quiser participar, confirme lá no blogue! Beijus

12 de fevereiro de 2008 17:17  
Blogger Murdock disse...

Achei muito bom o texto. Torcer em grupo, ainda mais no estádio, é isso mesmo, a gente se empolga, se emociona bem mais.

13 de fevereiro de 2008 13:39  
Blogger S.A.C. disse...

Esse curral esta de parabéns!
Que programação legal Fla-Flu no Maraca com o namorado e o filhote.
Gostei das suas observações sobre os comportamento das torcidas, as reações suas, do filhão e do namorado.

Ótimo texto, parabéns de novo.

13 de fevereiro de 2008 17:51  
Blogger Ana Paula disse...

Luma, ops, quase que perco o prazo. Vou passar lá, sim!

Murdock, é pura emoção...

s.a.c, obrigada!

Beijos para vocês!

14 de fevereiro de 2008 07:33  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



 

 

Um olhar feminino sobre o universo... digamos, bovino. Mulheres falando da vida e de outras mulheres.
Mulheres explicando às outras que, querendo ou não, somos todas umas vacas!




A calma alma má
A cor da letra
Adão Braga - Corpo, alma e espírito
Adão Braga - Conectado
Aletômetro
All Racing
Apoio Fraterno
Ansiosa e prematura
Avassaladora
Banana com peperoncino
Bomba MH
By Oscar Luiz
Coisas e tralhas - Mutumutum
Colóquio
Concerto em Dó Menor
Conversas furtadas
Eu sei, mas Esqueci
Eu sou garota?
Fábio Centenaro
Geek Chic
Gothicbox
Hipermoderna
Immortal lust
Instant Karma
Isso é Bossa Nova!
Irmãos Brain
Jornal da Lua
Juarez, o cabrito montês
Limão Expresso
Luz de Luma, yes party!
Jogando Conversa fora
Mas, bah!
Mais atitudes
Matérias repugnantes de um brejo
Melica
Memórias póstumas de um puto prestimoso
Meu cantinho
MOrsa sem pelo
Mulher é tudo bandida
Mulher Remédio
Neuróticos modernos - Filosofia mequetrefe
O estranho mundo de Mila
Oncotô?
Os pensamentos de eu e ela
Paola, a estranha
Papo de buteco
Pensar enlouquece, pense nisso
Pererecas em chamas
Pérolas políticas
Remembrança
Saber é bom demais
Sem frescura
She's like the wind
Sinceros receios
Smile
Sobre sapos, pererecas e afins
Somos todos uns cachorros
Sou para-raio de doido
Uma mente nada brilhante
Van Filosofia
Vertente
Wolverine responde



Fevereiro 2007

Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Dezembro 2009
Março 2010





Powered by Blogger



eXTReMe Tracker