quinta-feira, 27 de março de 2008

O curral não é mais o mesmo... A vaca vira boi e vai ser mãe e pai do bezerro!

Pára tudo. Parem as máquinas. Parem o mundo, que eu quero descer!

Não sei se já comentei com vocês, mas talvez por ser jornalista, talvez por ter uma tendência bipolar, sou viciada em jornais online. Leio diversos, muitas vezes por dia (nota mental: preciso urgente de um trabalho sério...). Hoje, quando estava fazendo a minha ronda matinal por meus noticiosos preferidos, me deparo com a seguinte manchete:

Americano que era mulher e virou homem sem tirar útero espera bebê.

Fala sério. Foi isso mesmo que vocês leram. Tive que ler muito atentamente para acompanhar a história. Segue aqui um resumão procês. Com meus comments, lógico.

A vaca nasceu vaca. Mas com alma de homem. Até aí, morreu o Neves. Nada demais nessa história. Ela fez operação para virar homem. OK. Concordo que em alguns casos deva ser uma tortura absurda ser um homem aprisionado num corpo de mulher, ou vice-versa. Tome tratamento hormonal. Então, a moça se transformou num homem por fora, sem seios e com os devidos documentos comprovando que seu sexo era masculino. Beleza, mais um cidadão americano nesse mundo de Deus... Thomas é seu nome. Isso tudo, como vaca moderna que sou, consigo entender e acompanhar numa boa. Mas... Sempre tem um mas... He/She não tirou o aparelho reprodutor feminino. Ele e sua mulher Nancy queriam ter filhos. Nancy não podia tê-los... Então Thomas tentou achar um médico que fizesse a inseminação artificial... nele! Nove médicos (preconceituosos, segundo ele) se negaram a fazê-lo... As famílias do casal também se chocaram com o caso. Thomas e Nancy fizeram inseminação artificial em casa. Não me perguntem como. Também não me perguntem quem é o pai. Só sei que a ex-vaca é a mãe. E quando o bebê nascer será o pai. Caraca... Enfim, na segunda tentativa, Thomas engravidou. O bebê é esperado para julho.

Comentário da minha mãe: "-A gente tenta ser moderna, mas assim também é demais!"...

Comentário da vaca que vos escreve: "-Eu, hein?"...

Comentários finais... Tenho que rever meus conceitos, mudar o que tenho na ponta da língua pra educação sexual do meu bezerrinho.... Ai, caramba, como vou explicar isso pro meu filho? Esse mundo, definitivamente, não é mais o mesmo, mesmo. Muito insólito pro meu gosto. Não é questão de preconceito, longe de mim. É espanto. Muito espanto. How bizarre!

Ah, quem quiser ver uma foto do Thomas, de barrigão, clica no link ali em cima...


Blogged with the Flock Browser

8 Comentários:

Anonymous Anônimo disse...

É... que coisa...

Mas me conta, vaquinha, namoraria um homem que tivesse sido mulher? Eu, não.

Bj, Deia

27 de março de 2008 09:41  
Blogger Paola disse...

Fico triste pela criança.
Só penso nela nesse momento.
Será que terapia irá ajudar?

Beijos

27 de março de 2008 10:03  
Anonymous Anônimo disse...

Você é bonita e engraçada!

27 de março de 2008 10:34  
Blogger LindaRê disse...

freak show...

27 de março de 2008 14:52  
Blogger LindaRê disse...

freak show...

27 de março de 2008 14:52  
OpenID adaobraga disse...

Ruim para a esposa. Ele vai sempre poder dizer: Quem pariu fui eu!

27 de março de 2008 19:55  
Blogger Ana Paula disse...

Deia... Honestamente? Não. Se eu gostasse de mulher, ia querer uma mulher que fosse feminina. Como gosto de homem, quero que ele tenha cara, cheiro, corpo, voz, atitude, cromossomos e hormônios masculinos! rs


Paolete, pra criança, que será criada entre eles desde nascer, vai ser muito mais fácil do que pros adultos...


Anônimo. Muito grata. E você é muito gentil.


Lindarê, põe freak nisso!


Adão: eita, pior que é... Hum, vai ficar poderoooso... rs

27 de março de 2008 20:26  
Anonymous Beth disse...

Eu sabia. Eu sabia. Haveria o dia em que os homens iriam sentir a dor de um parto - nem que fosse através da mulher.
Os mutantes estão invandindo o mundo, já invadiram as novelas, os filmes, os teatros, os blogs...meu Deus!!
É o final dos tempos !!!

28 de março de 2008 08:07  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



 

 

Um olhar feminino sobre o universo... digamos, bovino. Mulheres falando da vida e de outras mulheres.
Mulheres explicando às outras que, querendo ou não, somos todas umas vacas!




A calma alma má
A cor da letra
Adão Braga - Corpo, alma e espírito
Adão Braga - Conectado
Aletômetro
All Racing
Apoio Fraterno
Ansiosa e prematura
Avassaladora
Banana com peperoncino
Bomba MH
By Oscar Luiz
Coisas e tralhas - Mutumutum
Colóquio
Concerto em Dó Menor
Conversas furtadas
Eu sei, mas Esqueci
Eu sou garota?
Fábio Centenaro
Geek Chic
Gothicbox
Hipermoderna
Immortal lust
Instant Karma
Isso é Bossa Nova!
Irmãos Brain
Jornal da Lua
Juarez, o cabrito montês
Limão Expresso
Luz de Luma, yes party!
Jogando Conversa fora
Mas, bah!
Mais atitudes
Matérias repugnantes de um brejo
Melica
Memórias póstumas de um puto prestimoso
Meu cantinho
MOrsa sem pelo
Mulher é tudo bandida
Mulher Remédio
Neuróticos modernos - Filosofia mequetrefe
O estranho mundo de Mila
Oncotô?
Os pensamentos de eu e ela
Paola, a estranha
Papo de buteco
Pensar enlouquece, pense nisso
Pererecas em chamas
Pérolas políticas
Remembrança
Saber é bom demais
Sem frescura
She's like the wind
Sinceros receios
Smile
Sobre sapos, pererecas e afins
Somos todos uns cachorros
Sou para-raio de doido
Uma mente nada brilhante
Van Filosofia
Vertente
Wolverine responde



Fevereiro 2007

Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Dezembro 2009
Março 2010





Powered by Blogger



eXTReMe Tracker