quarta-feira, 20 de agosto de 2008

BOIS E VACAS OLÍMPICOS ...



Ainda que a grande maioria da boiada talvez não se tratem de atletas bovinos juramentados de plantão, é impossível não se deixar contagiar por um evento da magnitude das OLIMPÍADAS BOVINAS, ainda que a participação brasileira em tal evento, em modo de ver, tenha se mostrado simplesmente pífia, para não dizer outra coisa ...

Antes de começarem a apedrejar essa humilde vaca que vos fala, com o batido e cansativo refrão olímpico: “O importante é competir”, simplesmente me permito, ir além.... É importante competir sim, mas perder ou fracassar em “quase” todas as modalidades disputadas, é irritantemente F-R-U-S-T-R-A-N-T-E, até para uma mera torcedora bovina despretensiosa a léguas de distância!

Salta aos olhos, de qualquer bovino, por mais desavisado que seja, que o que de fato, faltou a grande maioria da boiada brasileira que se dirigiu a Pequim para lá competir em tão vasta gama de modalidades esportivas, foi simplesmente, a falta de quase tudo um pouco: Faltou, preparo,empenho,técnica, superação, disciplina, “raça”, e sobretudo: O imprescindível e não menos necessário exercício e disciplinado “auto-controle” sobre toda a sorte de emoções bovinas, indispensável em atletas, que se intitulam capazes de participar de um torneio de tamanha grandeza.

Pelos resultados obtidos, e já findando a grandiosa competição, nossa velha conhecida “latinidade genética”, literalmente “jogou” contra quase todos os bois e vacas que lá se encontravam, com brilhantes e louváveis exceções, é claro, a exemplo do nadador, laureado com a medalha de OURO, dentre outros poucos desportistas, que fizeram por merecer suas medalhas, ainda que de BRONZE. Sim, porque BRONZE em uma Olimpíada, em meu modo de ver, é uma honraria tão louvável quanto o OURO ou a PRATA, pois significa nada mais, nada menos do que ser o terceiro melhor, dentre muitos.

Mas ... voltando a latinidade-bovina, a “reação-olímpica” que me deixou mais consternada, foi a da tal vaca-atleta que literalmente “perdeu a vara” na hora do salto! – Admito. Perder a “própria” vara em qualquer contexto, ainda mais olímpico, deve ser estarrecedor, é mais do que azar! - Eu diria até uma fatalidade sem precedentes...
Mas o absoluto descompasso da vaca que se sucedeu após a constatação da “falta” do instrumento em questão, foi soberbamente absurdo e desmensurado, e certamente tivera influências nefastas em seu desempenho no salto! Aí é de se indagar: Diante de tamanha adversidade bovina, onde será que foi parar, o conhecido e peculiar “jogo-de-cintura” bovina, tão característico das raças-latinas, ainda mais em se tratando de uma vaca genuinamente brasileira ?

OK. Dou a mão à palmatória! Não sou mesmo nenhuma vaca-expert em atletismo, ainda mais na modalidade “salto com vara”, muito embora .... Bem, mas o que eu queria dizer mesmo, é que não obstante a tal da vara substituída, não ter se mostrado a ideal, não posso mesmo crer, que uma vaca ou boi atletas, diante de adversidades imprevistas, se deixem entorpecer de forma tão negativa e grave, a ponto de comprometerem ao final, todo um trabalho, ou até mesmo uma exaustiva preparação, como me pareceu tratar-se o caso da tal vaca ...

Sem o mínimo de “auto-controle” de nossas emoções e reações, diante de qualquer situação adversa, e isso não há de servir só de exemplo para o esporte, é inegável que seremos sempre perdedores em tudo, restando ao final, somente chorar pelo "leite derramado", e absorver o desagradável peso e impacto de uma derrota, ainda que esta, não estivesse em nossos planos ...

Ademais, sempre preferi mesmo, a latinidade exercida de forma positiva, aquela com a qual se faz do limão uma limonada, de quem não tem cão e caça com gato mesmo, e a adorável “latinidade positiva”, aquela..., até agora praticada pela seleção masculina de vôlei masculina ! O boi- GIBA e sua trupe em seus saltos e cortadas desconcertantes ! LUXO PURO!

Afinal se a nossa tão consagrada, “latinidade”, não for exercida de forma positiva e útil, melhor então, adotarmos posturas gélidas e glaciais a exemplo dos anglo-saxões e orientais, as chances de êxito, pelo menos no esporte, são verdadeiramente indiscutíveis!

Mas do triste episódio em si, permanece, no entanto uma assombros dúvida bovina no ar: Será mesmo, que ainda existem “varas”, insubstituíveis ? Rs Rs Rs








6 Comentários:

Blogger Beth disse...

Então...viu como uma vaca fica sem vara??? DES-CON-TRO-LA-DA!! Ela sobe, ela desce, ela dá uma rodada...Ela está Descontrolada !!!

:)

.........

20 de agosto de 2008 23:50  
Blogger Bridget Jones disse...

Bem, para falar a verdade verdadeira mesmo, eu vim aqui pois estou com saudades. De verdade. Saudades de vcs duas. Minha amiga linda Anapá que a cada dia está mais linda e da maravilhosa DM que sempre manda bem.

Saudade pq tnho trabalhado feito louca e sem tempo pra comentar. Saudades tb dos comments de vcs e dos pitacos na minha vida.

Spider Man é quase passado. Quase, né? Pq marcou muito. Lembramse qdo eu vinha aqui e ainda era somente uma desconhcida Lady? Agora sou uma desconhecida amiga q sente falta de vcs duas.

Um beijo
BRID

21 de agosto de 2008 10:48  
Blogger Violeiro disse...

Tá não levou vara e se desesperou.E a dos saltos ornamentais??Faltou o que?Vara?Ana Paula e Larissa perderam sem dispuitar vara nenhuma e sairam como entraram:vazadas.....Talita e a outra acho que nem são chegadas numa vara....sairam mansinhas....tanto faz a que perdeu a vara armar uma "geral"!O ruim foi que tirando um boi,apenas um,que nem era muito anunciado,que ficou com o ouro o resto levou vara....

21 de agosto de 2008 17:47  
Blogger DM disse...

Ai gente!!! Tô rindo até agora de vocês ...

Querida Dra "Lady", você é LOOHSO SÓ, e as vacas nunca esqueçem de você ... Caso não saiba você está linkada nos meus preferidos... E sempre que dá, visito o tal curral psiquiátrico ... Mas as vacas estão é mesmo louca de trabalho... Amém, porque de trabalho até que não dá prá reclamar .... O SPIDER MARCOU A TODOS NÓS COM SUA POR VEZES IMPENETRÁVEL E INDECISA TEIA ... ESPERO QUE DO "VENENO" DESTE ADORÁVEL ARACNÍDEO VOCÊ JÁ ESTEJA CURADA ....

VAQUÉRRIMA BETH E VIOLEIRO:
Vou fazer um "mix" de vocês:

"Vacas vazadas, e sem vara, ficam mesmo D-E-S-C-O-N-T-R-O-L-A-D-A-S !!! E aí, a vaca pode optar, por ir pro brejo ou não??? Questão de latinidade com autocontrole, queridos ...

Bjs em todos!!!!

21 de agosto de 2008 20:19  
Blogger Ana Paula disse...

Amiga... Believe me: existem varas difíceis de substituir! risos

Não posso falar ainda de Olimpíadas. Chateada demais para isso!

Brid: Adoro você!


Beijos!

21 de agosto de 2008 22:04  
Blogger Ricardo Rayol disse...

vi muito chorão natural em se tratando de uma geração que cresceu assistindo o rubinho correr.

25 de agosto de 2008 15:18  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial



 

 

Um olhar feminino sobre o universo... digamos, bovino. Mulheres falando da vida e de outras mulheres.
Mulheres explicando às outras que, querendo ou não, somos todas umas vacas!




A calma alma má
A cor da letra
Adão Braga - Corpo, alma e espírito
Adão Braga - Conectado
Aletômetro
All Racing
Apoio Fraterno
Ansiosa e prematura
Avassaladora
Banana com peperoncino
Bomba MH
By Oscar Luiz
Coisas e tralhas - Mutumutum
Colóquio
Concerto em Dó Menor
Conversas furtadas
Eu sei, mas Esqueci
Eu sou garota?
Fábio Centenaro
Geek Chic
Gothicbox
Hipermoderna
Immortal lust
Instant Karma
Isso é Bossa Nova!
Irmãos Brain
Jornal da Lua
Juarez, o cabrito montês
Limão Expresso
Luz de Luma, yes party!
Jogando Conversa fora
Mas, bah!
Mais atitudes
Matérias repugnantes de um brejo
Melica
Memórias póstumas de um puto prestimoso
Meu cantinho
MOrsa sem pelo
Mulher é tudo bandida
Mulher Remédio
Neuróticos modernos - Filosofia mequetrefe
O estranho mundo de Mila
Oncotô?
Os pensamentos de eu e ela
Paola, a estranha
Papo de buteco
Pensar enlouquece, pense nisso
Pererecas em chamas
Pérolas políticas
Remembrança
Saber é bom demais
Sem frescura
She's like the wind
Sinceros receios
Smile
Sobre sapos, pererecas e afins
Somos todos uns cachorros
Sou para-raio de doido
Uma mente nada brilhante
Van Filosofia
Vertente
Wolverine responde



Fevereiro 2007

Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Março 2009
Abril 2009
Dezembro 2009
Março 2010





Powered by Blogger



eXTReMe Tracker